8 de dez. de 2009

Meio Ambiente: Coca-Cola verde

A Coca-Cola anunciou que eliminará gás-estufa das novas máquinas de vendas e refrigeração. A medida irá incentivar a refrigeração ecologicamente responsável na indústria que vai substituir o hidrofluorcarboneto, conhecido como HFC, nas máquinas até 2015. O sistema de refrigeração da Coke, no geral, emite 15 milhões de toneladas métricas de gases-estufa anualmente - cerca de 40% do total de emissões da empresa. Os gases-estufa de hidrofluorcarbonetos são especialmente responsáveis pelo aquecimento global e há previsões de que em 2050 eles responderão por 28% a 45% das emissões de carbono. Embora o dióxido de carbono também seja um gás-estufa, ele tem um menor impacto ambiental - mais de 1.400 vezes menor do que outros gases refrigerantes. Para acelerar a transição para as máquinas mais verdes, a Coke e seus parceiros vão comprar 150 mil unidades de equipamentos de refrigeração que não utilizam o HFC em 2010, dobrando o ritmo de compra de novos sistemas da companhia. A Coca-Cola é patrocinadora do IOC - International Olympic Committee - Comitê Olímpico Internacional desde 1928 e desenvolve ação para que o impacto dos Jogos não abale o meio ambiente. A fabricante de refrigerantes também é patrocinadora FIFA.
Redação Sport Marketing

Cruzeiro procura patrocínio standard

O Cruzeiro segue em busca de mais um patrocinador para 2010. O time já tem confirmado contrato de patrocínio por um ano com duas empresas mineiras, o banco BMG (máster - frente e costas da camisa) e a rede Ricardo Eletro (premium - mangas da camisa). O time mineiro procura agora um patrocínio standard para colocar a marca abaixo do número (nas costas da camisa), espaço atualmente ocupado pela marca da fornecedora de material esportivo do clube, Reebok. O valor do patrocínio standard será quase igual ao do premium, sendo que em termos de retorno de mídia, o standard tem uma visibilidade um pouquinho maior. O Cruzeiro não divulgou os valores fechados com BMG e Ricardo Eletro. A linha de uniforme 2010 do Cruzeiro será lançada oficialmente no início de fevereiro.
Redação Sport Marketing

Patrícia Amorim quer unificação do Flamengo

"O Flamengo deveria estar mais evoluído em algumas coisas. Não tem um projeto de sócio, o associado não tem prioridade na simples compra de ingressos, o que é um caos hoje. Ele não tem desconto para comprar uma camisa na loja oficial do clube. Se você nao se preocupa com o torcedor, começa a ficar distante da nação rubro-negra", esta foi a primeira declaração de Patrícia Amorim eleita presidente do Flamengo para o próximo triênio que terá início no dia 01 de 2010. "Márcio Braga é um presidente vencedor, mas a questão de relacionamentos com instituições, com a CBF, com o Clube dos 13 e o Comitê Olímpico é conflitante. Se não se relaciona, você vai vender o que? Precisamos fortalecer o tecido social do Flamengo", cutucou Márcio Braga, que sempre se posicionou contra ao Comitê Olímpico Brasileiro e, apenas recentemente, passou a ver os esportes olímpicos como fonte de renda. Ler matérias arquivo
Sport Marketing: Marketing do Flamengo não segura esportes olímpicos, Sport Marketing: Conselho de Clubes Formadores de Atletas Olímpicos, Sport Marketing: Esportes Olímpicos viram as 'galinhas dos ovos de ...
Redação Sport Marketing

Puma se empenha em divulgar programa de sustentabilidade

A Puma se empenha em divulgar o programa The Long Run que busca ressaltar que "tudo o que nós, seres humanos, fazemos hoje tem um efeito de longo prazo sobre a natureza". Trata-se de uma estratégia da marca de materiais esportivos alemã, na tentativa de promover a sustentabilidade global e o trabalho da Fundação Zeitz. O presidente da Puma, Jochen Zeitz, pretende divulgar seu novo projeto em Munique, Londres e Nairóbi. "Já progredimos muito. Há anos, somos cotados no Dow Jones Sustainability Index e há mais de dez anos nos preocupamos com temas ambientais e sociais, que têm um grande valor na nossa empresa", garante Zeitz.
Redação Sport Marketing

Suspeita suspende licitação do projeto Torcida Legal

O Ministério do Esporte suspendeu a abertura das propostas do processo de licitação para o projeto Torcida Legal, que escolherá empresas que fornecerão equipamentos de segurança e monitoramento para os jogos do Campeonato Brasileiro das séries A e B do ano que vem. A licitação foi transferida para o próximo dia 15, após denúncia de favorecimento a algumas empresas concorrentes. A denúncia foi feita pelo senador Gilberto Goellner (DEM) que pediu na semana passada que o Tribunal de Contas da União e o Ministério Público Federal analisem a licitude do processo. Empresas prejudicadas também fizeram denúncias ao TCU e ao MP. O projeto Torcida Legal envolve um investimento de cerca de R$ 80 milhões na automação de toda a segurança em 31 estádios que sediam jogos de futebol durante o Campeonato Brasileiro. As empresas escolhidas deverão instalar catracas eletrônicas, sistemas de monitoramento interno e externo e bancos de dados para coletar e fornecer a identificação dos torcedores.
Redação Sport Marketing

Adriano fatura alto com royalties de camisas

A Olympikus fornecedora oficial de materiais esportivos do Flamengo paga 200 mil reais mensais do salário do Imperador Adriano. Do total de 932 mil peças de materiais esportivos vendidos com a marca Flamengo, no período de janeiro a novembro deste ano, 80% foram camisetas com o número 10 o que significou para o clube cerca de 8,3 milhões de reais só com vendas de camisetas com o nome Adriano que embolsou cerca de 830 mil reais em royalties. Mesmo faturando alto com a venda de camisas, o Imperador preferiu comemorar a conquista do sexto título brasileiro do clube da Gávea, sem camisa e, consequentemente, sem a marca dos patrocinadores do time. A marca lançou uma camisa comemorativa com os dizeres: “ Hexa na Raça”, que pode ser encontrada na loja inaugurada mês passado, a Fla Concept, na sede do clube, na Gávea, zona Sul do Rio. Além da camisa, a Vulcabrasazaléia – detentora da Olympikus - vai lançar uma linha de chinelos da marca Opanka em homenagem ao clube carioca com modelos femininos e masculinos nas cores do clube.

Redação Sport Marketing

Omega inaugura loja oficial em Vancouver

A Omega, patrocinadora oficial do IOC - International Olympic Committee - Comitê Olímpico Internacional (COI) desde os Jogos Olímpicos de 1932 (verão), comemorou a abertura da boutique no Hotel Fairmont em Vancouver. A loja Omega permanecerá aberta durante os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Inverno de 2010 e irá receber todos os eventos prromocionais que serão realizados com os embaixadores da marca programados para ocorrer durante os Jogos. A Boutique ocupa um espaço de cerca de 50 metros quadrados no piso térreo do Fairmont e apresenta uma gama completa de relógios Omega, incluindo os que têm Jogos Olímpicos como tema. Para comemorar o evento e o envolvimento da marca com o evento, a Omega criou o modelo Seamaster Diver 300M "Vancouver 2010" em edição limitada. A Omega é responsável pela cronometragem olímpica nos Jogos de Inverno, desde 1936, quando em Garmisch-Partenkirchen, Alemanha, um técnico OMEGA solitário levou 27 cronômetros que foram usados nos eventos. Setenta anos depois, em Turim, a OMEGA implantou 208 profissionais - 127 cronometristas e 81 manipuladores de dados - armados com 220 toneladas de equipamento. Esses números serão ultrapassados em Vancouver 2010 quando a Omega irá mobilizar o maior contingente de pontualidade na história do esporte de inverno.

Redação Sport Marketing

Patrícia Amorim - a vitória da justiça

Patrícia Amorim foi eleita presidente do Flamengo. Eis que a Nação Rubro-Negra finalmente fez justiça e nas urnas quebrou paradigmas dando ao clube do coração a chance de rumar pelas águas claras de uma gestão mais transparente e competente. A ex-nadadora olímpica recebeu 792 votos, comandará o clube no próximo triênio e será a primeira mulher da história a ditar o rumo do time de maior torcida do país, merecedora de novos tempos de alegria e conquistas. A vitória de Patrícia significa a vitória da esperança de novos tempos para o clube hexa-campeão brasileiro. Patrícia Amorim está no clube há 32 anos e nos últimos anos teve que nadar contra a maré até que em janeiro deste ano, a vereadora foi destituída do cargo de vice-presidente de Esportes Olímpicos do Clube da Gávea, dias após ter conseguido articular o patrocínio da prefeitura de Niterói para os ginastas do clube. Demitida pelo agora ex-presidente Márcio Braga, Patrícia foi substituída por João Henrique Areias, que também não durou muito no cargo (ler matéria arquivo: Sport Marketing: Marketing do Flamengo não segura esportes olímpicos). Quis a torcida que no final mesmo ano Patrícia chegasse à presidência do clube. Fôlego Patrícia sempre teve, competência também. Novos horizontes em termos de gestão e marketing certamente virão-horizontes mais justos e transparentes, com certeza, do jeito que a Nação Rubro-Negra sempre mereceu! "Minha candidatura expressa o anseio de vários segmentos do clube, que se expressa no descaso com que o clube é tratado, na falta de critério com que usam o nosso dinheiro, no desleixo com que cuidam do nosso patrimônio, na falta de cerimônia com que negociam nossos talentos promissores ou mal trabalham seus contratos", disse. "Vou acabar com a caixa-preta que é hoje a administração do clube, em todos os sentidos, assim entendidos: os financeiros, na área jurídica, nos passivos judiciais, nos contratos de jogadores e demais contratos e nas parcerias do marketing", declarou. Depois da conquista do hexa, Patrícia Amorim na presidência do Flamengo também foi uma conquista maravilhosa para o time e para os torcedores. Parabéns Patrícia pela volta por cima!
Redação Sport Marketing