1 de jun. de 2009

Rexona-Ades passará a ser Unilever

A partir do mês de junho, o Rexona-Ades vai mudar de nome. O time hexacampeão da Superliga Feminina de Vôlei irá chamar-se Unilever. "A mudança faz parte da estratégia de negócio da Unilever desenhada até 2012. Queremos dar mais visibilidade para a marca corporativa e reforçarmos um projeto de sucesso que traz também um braço social importante, que já atendeu mais de 70 mil crianças” - disse Luiz Carlos Dutra, vice-presidente de Assuntos Corporativos da Unilever. Unilever, que completa 80 anos de Brasil, investe por ano cerca de R$ 8 milhões no time. "Quem sabe em Londres, quando a Olimpíada será no país sede da empresa, que é anglo-holandesa, não tenhamos várias atletas do nosso projeto na seleção brasileira e no pódio olímpico” - disse o treinador Bernardinho.

Redação Sport Marketing

Governo do Estado do Ceará patrocina times

Governo do Estado do Ceará anunciou o patrocínio a Ceará, Fortaleza, Icasa e Ferroviário para a disputa do Campeonato Brasileiro. Os representantes locais na Série B, Ceará Sporting Club e Fortaleza Esporte Clube, irão receber, cada um, cota única de R$ 300 mil. A Secretaria do Esporte do Estado (Sesporte) também estudou um patrocínio para os clubes que vão representar o Estado nas Séries C e D. Na Série C, o único representante - o Icasa Esporte Clube, de Juazeiro do Norte, será contemplado com R$ 150 mil. Na Série D, o Ferroviário Atlético Clube será beneficiado com R$ 100 mil. Com o convênio firmado, os quatro times locais usarão o brasão do Estado nas camisas.
Redação Sport Marketing

Itaú lança homenagem às sedes da Copa 2014

O Itaú lançou uma campanha homenageando as cidades sedes da Copa do Mundo de 2014. O filme comercial está no ar, em cadeia nacional, desde o anúncio realizado pela Fédération Internationale de Football Association (FIFA) nas Bahamas. A campanha parabeniza os 12 municípios brasileiros. A campanha conta com peças de internet e jornal e reforça a crença do Itaú, patrocinador da Copa do Mundo de 2014, de que ser o país-sede de 2014 vai trazer mais desenvolvimento, gerar empregos e contribuir para divulgá-lo positivamente no exterior.

Ler matérias arquivo: Sport Marketing: Itaú assina contrato com FIFA

Redação Sport Marketing

USOC abre escritório de marketing em Nova York

Após décadas com base em Colorado Springs, desde 1978o, o USOC -United States Olympic Committee -Comitê Olímpico dos Estados Unidos tem planos de abrir um escritório de marketing na cidade de Nova York. Lisa Baird, diretora de marketing do USOC, já está informando aos patrocinadores, via e-mail, sobre a procura de espaço para escritórios em Nova York. Ela também detalha os planos de reestruturação do Departamento de Marketing. Os movimentos são os primeiros passos da nova diretora de marketing que assumiu há cinco meses o cargo. Lisa pretende criar um departamento mais "ágil, orientado para os serviços de comercialização e de venda da organização." Um dos motivos principais do USOC desenvolver um departamento de marketing em Nova Iorque é o fato da NBC, emissora detentora dos direitos de transmissão dos Jogos Olímpicos, com exclusividade para os Estados Unidos, estar sediada lá, assim como muitos parceiros, o que torna possível mais reuniões. O escritório de Nova York será apenas um braço do escritóri central do Departamento de Marketing do USOC que permanecerá em Colorado Springs, devido à sua proximidade com os órgãos dirigentes e atletas. "O escritório de Nova York será o melhor lugar para os nossos patrocinadores" - disse Baird, "mas é evidente que não terá um gabinete do tamanho que temos em Colorado Springs".

Sandra White - Correspondente Sport Marketing - Estados Unidos

Odebrecht patrocina Rio 2016

A candidatura do Rio de Janeiro à sede dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016 ganhou a adesão de mais um grande grupo brasileiro. O Grupo Odebrecht abraçou o projeto Rio 2016, tornando-se o mais novo patrocinador. O patrocínio de R$ 3 milhões tem validade até outubro, quando o IOC - International Olympic Committee - Comitê Olímpico Internacional (COI) definirá a cidade sede dos Jogos Olímpicos de 2016. Para o presidente do Comitê Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman, a iniciativa da Odebrecht é uma prova do engajamento do setor empresarial na disputa para trazer os Jogos Olímpicos para o Rio. “O patrocínio demonstra a confiança crescente do empresariado brasileiro em nosso projeto e no nosso trabalho. Entramos numa fase importante da campanha e receber esse apoio agora é muito importante para nós”, ressaltou Nuzman. A Odebrecht já tinha colaborado na viabilização dos Jogos Pan-Americanos Rio 2007 através do seu braço de engenharia, liderando outras construtoras na modernização do Complexo do Maracanã e na construção do Estádio Olímpico João Havelange. A Odebrecht é um conglomerado multinacional brasileiro na área de petroquímica, etanol e engenharia presente na maioria dos países da América do Sul, na América Central, nos EUA, na África, em Portugal e no Oriente Médio. Com mais de 73 mil integrantes, a Odebrecht é uma das pioneiras no Brasil na promoção de ações sociais, investindo em projetos de educação, saúde e meio ambiente, além de apoiar várias iniciativas culturais. Além da Odebrecht, patrocinam o Comitê Rio 2016 a EBX, a Embratel e a TAM.
Redação Sport Marketing

Adidas estende com NBA

A Adidas estendeu a parceria com a NBA. De acordo com o portal Sport Business, a liga norte-americana de basquete fechou, com a marca alemã de materiais esportivos o apoio para mais um tour na Europa após a temporada. "A Adidas está muito orgulhosa com o acordo e com esse evento que promove o esporte como um todo, sem individualismos. Nossa marca abraça a ideia de conjunto que a NBA está apresentando, e esta é a melhor forma" - disse Franck Denglos, vice-presidente de performance esportiva da marca para a Europa, África e Oriente Médio. "Nós estamos muito animados com a possibilidade de trazer o Adidas NBA 5 United Tour para dois novos países esse ano, e estamos juntos com a marca, que pretende desenvolver o esporte em cada uma das regiões"- disse Sophie Goldschmidt, diretor da NBA para a região.

Redação Sport Marketing

Olympique de Marseille segue com patrocinador por mais um ano

A imprensa européia destaca a extensão do contrato de patrocínio da Direct Energie, empresa francesa de energia, com o Olympique de Marseille por mais um ano. "Nosso investimento no clube é de 35% do nosso orçamento anual marketing" - disse Thierry Roussel, diretor-geral da empresa que estará realizando um aporte financeiro de US$7 milhões. A empresa irá adicionar ao patrocínio de camisa do Olympique de Marseille algumas ações de publicidade no estádio e de hospitalidade corporativa. Outra ação da Direct Energie é de cunho ecológico - a cada gol do time, no Stade de France, a empresa planta árvores. De acordo com o time, milhares de camisas do Olympique de Marseille foram vendidas na última temporada, tornando-se uma quantidade considerável do total das suas receitas comerciais de mais de US$ 40 milhões por ano.

Leandro Rabello - Correspondente Sport Marketing - Londres

Manchester United negocia com Aon

O Manchester United segue em busca de um patrocinador master para a camisa. O time inglês
está em conversações com a empresa gigante de seguros Aon. A imprensa inglesa especula que a Aon recebeu uma proposta de patrocínio no valor de £ 20m ano. Também especializada em gestão de riscos, a Aon está em negociações com o Manchester desde que a AIG anunciou que não estenderia o acordo com o clube. "As conversações têm corrido bem e está 90% certo de que será Aon a nova patrocinadora de camisa do Manchester United" - afirmou uma fonte interna da Aon na Inglaterra.

Leandro Rabello - Correspondente Sport Marketing - Londres

Programa Fiel Torcedor é um sucesso

O programa Fiel Torcedor é um sucesso. Mal foi disponibilizado para os torcedores corinthianos, o programa de vantagens já atingiu a marca de 31 mil cadastrados. O programa de fidelidade que oferece atendimento personalizado e vantagens aos torcedores do Timão está dividido em três categorias de planos: Corinthians Minha Vida, para os torcedores da arquibancada verde (R$180,00- ano); Corinthians Minha História, voltado aos torcedores da cadeira laranja (R$480,00 - ano) e Corinthians Meu Amor, destinado aos torcedores da numerada (R$ 900,00- ano). Os inscritos têm 40% de desconto na compra dos ingressos. Já os planos Meu Ingresso Minha Vida, Meu Ingresso Minha História e Meu Ingresso Meu Amor custam R$ 75,00 e o desconto varia de 15 a 30%. Além do Cartão Fiel Torcedor e de facilidades na compra do ingresso, os planos também oferecem camisas oficiais, camisetas e kit do programa, conta no e-mail do domínio Fiel Torcedor (@fieltorcedor.com.br), acesso a promoções no site do Fiel Torcedor etc.

Redação Sport Marketing

Phoenix Mercury vende patrocínio da camisa

O Phoenix Mercury é o primeiro time da WNBA a vender espaço publicitário no uniforme. O contrato foi firmado com a empresa de proteção contra roubos LifeLock. Especula-se que os valores do acordo foram no montante de pelo menos US$1 milhão ano pelo próximo triênio. A logomarca da empresa ficará exposto na frente da camisa do Phoenix Mercury que terá o escudo do time no canto superior esquerdo, em tamanho menor. De acordo com o site Sport Business Journal, o negócio com a empresa baseada em Tempe, Arizona, inclui também a compra de mídia nacional nas transmissões dos jogos da WNBA na ESPN, assim como os ativos digitais. "A Liga tem trabalhado durante meses para rever o modelo de negócio e estar preparado para procurar novas formas de adquirir receitas e despesas" - disse Rick Welts, diretor executivo do Phoenix Suns, que detém o Phoenix Mercury em entrevista ao Sport Business Journal. A WNBA, no ano passado, experimentou a publicidade nas camisas com o McDonald's durante a
primeira semana da temporada 2008. O novo patrocínio no valor de US $ 1 milhão significa para o Phoenix Mercury a quiatção de todo o salário da equipe e, provavelmente, todos os vencimentos para os próximos dois anos. Na realidade, de $ 1 milhão de patrocínio negócio é próximo a nada em comparação com outras ofertas em outros mercados. No entanto, para o Mercúrio, isto alivia tantos problemas financeiros que ela realmente é o "maior anúncio da história da equipe".
Redação Sport Marketing

Generali Seguros investe alto na MotoGP

A Generali Seguros está apostando tudo nas pistas da MotoGP. A seguradora fechou contrato de patrocínio com as motos da equipe Ducati. A marca será estampada nos macações dos pilotos Casey Stoner e Nicky Hayden pelos próximos três anos. Além disso, a Generali terá significativo solo espaço publicitário em alguns circuitos da MotoGP. "Estamos orgulhosos com esta importante parceria com a Generali. O Campeonato Mundial MotoGP é um patrocínio ideal para a nossa marca, porque corresponde perfeitamente com o âmbito internacional do Grupo Generali. Este acordo reúne duas importantes empresas italianas, que, ao longo dos anos, vêm demonstrando uma forte capacidade de inovação de sucesso internacional " - disse Gabriele Del Torchio, executivo da Ducati Motor Holding. Pelos três anos de contrato a Generali vai pagar US$ 7,5 milhões. A seguradora também será patrocinadora da última corrida da temporada em Valência. O contrato inclui além de publicidade no circuito, ações de hospitalidade corporativa. "Estamos muito felizes de que uma empresa como a Generali, com presença em mais de 60 países, chegou a um acordo para a utilização MotoGP como uma plataforma promocional e de comunicação"- disse Pau Serracanta, diretor da Dorna Sports. O valor do acordo está estimado em US$600.000.
Redação Sport Marketing

InterContinental Hotel assina contrato com LOCOG

O Sport Marketing anunciou em primeira mão no dia 29.05 (ler matéria arquivo Sport Marketing: LOCOG fecha mais um patrocínio para 2012) - a rede de hotéis Holiday Inn, parte da InterContinental Hotel, assinou contrato com o LOCOG - London Organizing Committee Olympic Games - Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Londres. A rede assinou nesta segunda-feira o contrato o qual dá direitos ao grupo de ser o hotel oficial dos Jogos de 2012. Especula-se que o negócio custou cerca de £ 10 milhões. Holiday Inn, que tem 42 hotéis em Londres, assistirá o LOCOG com alojamentos e logística durante o período de preparação para os Jogos. A empresa é a nona a se inscrever como patrocinadora doméstica do nível fornecedores, o menor nível de apoio no qual dá direito ao financiador de usar o logotipo olímpico em publicidades. O LOCOG já soma cerca de £ 500 milhões em patrocínio. A meta a ser alcançada é de £ 700 milhões.

Leandro Rabello - Correspondente Sport Marketing - Londres

Newcastle on sale!

O dono do Newcastle, Mike Ashley, colocou o clube novamente à venda. Especula-se que o preço caiu cerca de £ 80m, a fim de agilizar a venda. Ashley comprou Newcastle em 2007 por £ 134.4m, admitiu à imprensa européia que a gestão dele foi cheia de erros. "Tem sido catastróficas para todos. Perdi o meu dinheiro e fIz terríveis decisões. Agora eu quero vender o mais rapidamente possível. Lamento sinceramente a todos o que aconteceu. Eu nunca disse que era um especialista em clubes de futebol. Eu era apenas um fã - embora um fã muito rico, mas eu não sou tão rico agora. Eu tentei o meu melhor, mas eu aceito que o meu melhor foi lamentavelmente pouco. Aceito plenamente que foram cometidos erros durante este e os períodos anteriores, e sinto muito por isso" - disse o dono do clube. Ashley colocou o time à venda pela primeira vez, em outubro, por de cerca de £ 300 milhões.
Redação Sport Marketing

SAD Sporting apresenta prejuízos

A SAD Sporting apresentou prejuízos de 6,7 milhões de euros nos primeiros nove meses da temporada. De acordo com o relatório leonino enviado à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), os capitais próprios da Sporting SAD sobem para 9,3 milhões de euros negativos, seguindo a tendência de aprofundamento da falência técnica. Em sentido contrário, o passivo baixou, fixando-se nos 140,6 milhões. "O reforço da equipe de futebol profissional implicou um investimento com a aquisição de direitos desportivos de jogadores e, consequentemente, um agravamento das amortizações de passes de jogadores na ordem dos 2,8 milhões de euros. O Conselho de Administração está ponderando a realização de operações que, a concretizarem-se, garantirão o encaixe de receitas necessário à retoma do equilíbrio das contas" - disse em comunicado.
Redação Sport Marketing

UEFA distribui 275 milhões de euros

Em 18 edições da Liga dos Campeões, a UEFA já distribuiu praticamente 5100 milhões de euros, numa lista de ganhos que continua a ser liderada, individualmente, pelo Manchester United, com um total de 275 milhões de euros, quase 5,4% do "bolo" total. O FC Barcelona, campeão europeu de futebol pela terceira vez na história do time, arrecadou 22,8 milhões de euros nesta temporada. O clube catalão, que bateu os ingleses do Manchester United por 2-0, no Estádio Olímpico de Roma, deixou os anteriores campeões da Europa a 5,3 milhões de "distância", a diferença de ganhos monetários entre os dois finalistas, quando faltam ainda contabilizar as receitas provenientes dos direitos televisivos (market pool). O FC Porto, eliminado pelo Manchester United nas quartas-de-final da Liga, foi o sétimo clube que mais arrecadou nesta edição do torneio, colocando nos "cofres" do Dragão 12,5 milhões de euros. Já o Sporting faturou 10 milhões de euros. Cada dos 32 finalistas recebeu 3 milhões de euros e garantiu mais 2,4 milhões pelos seis jogos da primeira fase (400 mil por jogo). Uma vitória valeu 600 mil euros, empate 300 mil euros, classificação para as oitavas de final valeu 2,2 milhões, para as quartas de final 2,5 milhões, semi-finais 3 milhões, os finalistas receberam 4 milhões e o time vencedor recebeu sete milhões.
PRÊMIOS DA LIGA DOS CAMPEÕES
1º) Barcelona-ESP – € 22,8 milhões
2º) Manchester United-ING – €17,5 milhões
3º) Arsenal-ING – €15,5 milhões
4º) Chelsea-ING – €15,5 milhões
5º) Bayern de Munique-ALE – €13,1 milhões
6º) Liverpool-ING – €13,1 milhões
7º) Porto-POR – €12,5 milhões
8º) Villarreal-ESP – €12,2 milhões
9º) Atlético de Madrid-ESP – €10,3 milhões
10º) Juventus-ITA – € 10,3 milhões
Redação Sport Marketing

Mercado: Grupo Emirates anuncia lucro

O Grupo Emirates anunciaou lucro de US$406 milhões em 2008/2009 30/05/2009. A empresa que investe alto em ações de marketing esportivo teve lucro pelo 21º ano consecutivo. Durante o ano fiscal que terminou dia 31 de março de 2009, o grupo lucrou US$ 406 milhões, 72% a menos que no ano passado, quando atingiu o recorde de US$1,45 bilhão. Os números espelham o impacto da recessão global e da alta recorde do preço do combustível nos primeiros seis meses do ano. Por outro lado, o faturamento do Grupo Emirates reflete o resultado dos esforços bem empregados no crescimento da empresa, atingindo US$ 12,6 bilhões, um aumento de 10,4% em comparação ao ano anterior, quando fechou com US$ 11,4 bilhões. O saldo em caixa também permaneceu estável com US$ 2,4 bilhões, em relação aos US$ 3,8 bilhões do ano fiscal de 2007-2008. No ano fiscal de 2008/2009 o grupo estima que sua contribuição para a economia dos Emirados Árabes Unidos tenha atingido US$ 16 bilhões. "Nós chegamos ao 21º ano consecutivo de lucro líquido e, embora o valor seja 72% inferior em relação ao ano passado - quando tivemos o maior lucro da nossa história - alcançamos um resultado satisfatório, dadas as circunstâncias atuais" - disse o Sheik Ahmed bin Saeed Al-Maktoum, Presidente e CEO da Emirates Airline. Até 31 de maio de 2009 o Grupo Emirates somou 48.246 funcionários de 145 nacionalidades diferentes na equipe. Ao longo do ano, a empresa contratou mais de 7.000 pessoas após receber mais de 250.000 currículos do mundo todo.
Redação Sport Marketing