14 de mai. de 2009

Equipes de vôlei do Minas Tênis fecham patrocínio

O vôlei masculino do Minas Tênis fechou contrato de patrocínio com a Vivo. Já o vôlei feminino terá a partir de agora o patrocínio do Habib’s, o que permitirá a contratação de reforços. O pensamento no clube é que haja um outro parceiro. Aliás, o Minas já vem negociando com outra empresa, mas o nome vem sendo mantido em sigilo. Os valores das negociaões não foram revelados.

Redação Sport Marketing

Vitória fecha com Habib´s

O Vitória fechou contrato de patrocínio. De acordo com o dirigente Jorginho Sampaio, o time fechou parceria com Habib’s. O o grupo alimentício estampará a marca nas mangas da camisa do Leão. Os detalhes da negociação não foram revelados, mas é sabido que, além de um valor mensal, a empresa vai contribuir para a construção do Museu Memorial do clube. “Estou muito satisfeito, o Vitória vem fazendo boas parcerias e isso vai fortalecer cada vez mais o clube” - vibrou Jorginho Sampaio.

Redação Sport Marketing

UEFA fecha acordos de transmissão na Bélgica

A UEFA fechou contrato de direitos de transmissão da UEFA Champions League e da UEFA Europa League para a Bélgica. O contrato entra em vigor este ano até 2012. De acordo com o site oficial da UEFA, o canal aberto RTL, assegurou o direito de escolher, em primeiro lugar, o jogo que será transmitido em língua francesa, ao vivo, às terças e quartas-feiras, assim como o programa de gols que será transmitido durante os dois dias no Club RTL. A final da UEFA Champions League, que a partir da época 2009/10 passará a ser disputada no sábado, será transmitida na RTL TVi. Os direitos de transmissão da UEFA Champions League em língua francesa também foram cedidos à Be TV, que irá fazer uma ampla cobertura. A VRT e o AB Groupe, que emitem em sinal aberto, vão transmitir os encontros da UEFA Europa League em francês e espanhol, respectivamente.

Redação Sport Marketing

Phelps faz campanha de prevenção da AIDS

Michael Phelps é o garoto propaganda da campanha de uma campanha de prevenção da AIDS. O maior nadador da história olímpica, oito medalhas de ouro nos Jogos de Beijing 2008, fotografou para a confeccçao de cartazes da campanha publicitária que carrega o slogan "até que haja a cura". Além de Phelps, outras celebridades da indústria do entretenimento e do mundo do esporte também aderiram à campanha. Todas aparecem com a pulseira da campanha, usada em memória daqueles que lutaram na guerra contra o vírus HIV. O Sport Marketing mostra, em primeira mão, o cartaz que Phelps fez para a campanha.


Sandra White - Correspondente Sport Marketing - Estados Unidos

Kaká é estrela de nova campanha da Gatorade

A PepsiCo prepara uma nova campanha para a marca de isotônico Gatorade com o jogador Kaká. A nova campanha desenvlvida pela marca de refrigerantes traz o slogan "Nós amamos suor". Os custos do comercial de tv, no qual Kaka é protagonista, foi de aproximadamente £2m. Os spots comerciais vão ao ar a partir de 16 maio no Reino Unido. Além de Kaká, outros atletas também fazem parte da campanha como o campeão olímpico dos 100 metros Usain Bolt e o jogador de rugby inglês Delon Armitage. A campanha "Nós amamos suor" foi criada pela agência AMV BBDO e é projetada para capturar a emoção sentida pelos atletas quando tudo de si pelo esporte que praticam durante os treinos. Com exclusividade para o Sport Marketing, a Britvic, distribuidora da bebida no Reino Unido, cedeu um cartaz da nova campanha para divulgarmos no Brasil em primeira mão.

Leandro Rabello - Correspondente Sport Marketing - Londres

Giovane fecha patrocinadores para equipe de vôlei

Dois dias depois de a Unisul anunciar que estava fora do vôlei, o técnico Giovane Gávio conseguiu novos patrocinadores para formar uma equipe em São Paulo. A Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) e o Sesi vão bancar o time, que inicialmente jogará no ginásio da Vila Leopoldina, em São Paulo.

Redação Sport Marketing

Vôlei de Santo André e patrocinador não chegam a acordo

A equipe de vôlei masculino de Santo André segue com futuro incerto. Apesar de reuniões com patrocinadores, ainda não se chegou a um acordo com relação ao valor do investimento. A quantia que envolve a negociaão não foram revelados. A empresa GAC Logistics. patrocinador da última temporada, pretende seguir com o patrocínio e aumentar o montante do investimento no time. Entretanto, a administração do Departamento de Esportes, alega que, como trabalha com o orçamento da gestão anterior - considerado baixo -, a verba destinada ao setor está longe do desejado e que não há como aumentar ou manter o valor que a modalidade recebia na temporada passada.

Redação Sport Marketing

COB e confederações vão à Brasília resistir a alteração da Lei Piva

O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e representantes de 15 confederações olímpicas estiveram em Brasília a fim de tentar evitar perder parte da Lei Piva para os clubes de futebol que reivindicam uma fatia do dinheiro repassado pelo governo federal. Pela redação atual, o projeto de alteração da Lei Piva prevê que 30% da verba do COB seria dado aos clubes formadores de atletas olímpicos. A legislação prevê o repasse de 2% da arrecadação bruta das loterias federais ao esporte. COB e confederações, por meio do deputado Deley (PSC-RJ), apresentaram uma emenda. A data da votação ainda não foi marcada.
Ler matérias arquivo:
Redação Sport Marketing

NBA assina com Eurosport

A NBA assinou outro acordo para levar a cobertura dos Playoffs para um público europeu. A Eurosport apresentará um pacote diário no website, por um ano, o qual estará disponível em cinco países da Europa: França, Itália, Espanha, Alemanha e Reino Unido, onde os telespectadores também poderão assistir ao Playoffs na televisão, depois que a Setanta fechou acordo de transmissão. Os números não foram libertados, mas a curto prazo pacotes deste tipo geralmente custam em torno de US$ 50.000. "À medida que vamos expandir nossa distribuição digital na Europa, continuamos a encontrar novas maneiras de trazer para os fãs do basquete a paixão e emoção da NBA. Uma grande empresa como a Eurosport multimédia permite que a programação da NBA para alcançada por mais adeptos nos principais mercados europeus "- disse Attila Gazdag, vice-presidente da NBA. Embora o valor em dinheiro que o envolve seja limitado, a NBA espera ganhar exposição. Durante o resto dos Playoffs, a Eurosport irá promover NBA League Pass Broadband, que prevê aos assinantes o acesso a mais de 40 jogos on-line da temporada da NBA por semana. A banda larga League Pass está disponível em 100 países em todo o mundo.
Redação Sport Marketing

Spar patrocina atletismo do Reino Unido até 2013

Spar, a maior loja do setor alimentício da Inglaterra, vai patrocinar o atletismo do Reino Unido pelos próximos quatro anos. O acordo inclui os Jogos Olímpicos de Londres 2012 e possibilita que a rede continue a apoiar o projeto de novos talentos do atletismo até 2013, dando continuidade a um programa, o qual a Spar é parceira desde 2004, ajudando a identificar novos atletas e fornecer estrutura para maximizar as capacidades técnicas. Muitos dos atuais jovens corredores, incluindo o medalhista Craig Pickering, Ashlee Nelson e Martyn Rooney foram descobertos pelo programa. " A Spar vê o atletismo como esporte olímpico principal e estamos encantados de poder anunciar a continuidade da nossa parceria com o atletismo britânico. Nosso patrocínio é uma parte integrante da construção de relacionamentos com os clientes, um componente crítico para desenvolver a visão e os valores da empresa que estão enraizados na comunidade. Ao longo dos últimos quatro anos, temos trabalhado arduamente para construir uma forte herança no atletismo" - disse Adam Margolin, gerente comercial da Spar United Kingdom. Nos quatro anos de contrato, a Spar estará realizando um aporte de US$800,000.
Redação Sport Marketing

Clubes portugueses somam passivo de 634 milhões de euros

Os 32 clubes portugueses profissionais acumulam um passivo financeiro de quase 634 milhões de euros. A informação é do jornal Expresso, que destaca que no total, as SAD dos três "grandes" são responsáveis por quase 70% do montante (441,3 ME). A liderança deste ranking pertence ao FC Porto, com um passivo de 152,9 milhões de euros. O Benfica aparece em segundo com 147,4 milhões de euros, seguido pelo Sporting, 141 milhões de euros. Cerca de 86% do montante do passivo global, do futebol profissional, deve-se aos 16 clubes da elite do esporte no país, em que apenas o Nacional (380 mil euros) e o Paços de Ferreira (aproximadamente 275 mil euros) registraram resultados financeiros negativos inferiores a um milhão de euros. Na segunda divisão, o Boavista, cuja SAD acumula um passivo de 46 milhões, registra o quarto passivo mais elevado, a nível nacional, em contraponto com Olhanense, Feirense, Gondomar e Sporting da Covilhã, que se distinguem pela inexistência de passivo - únicos quatro casos do futebol profissional. Os 16 clubes do escalão secundário somam passivos superiores a 88 milhões, ou seja, 14% do valor global das dívidas do futebol profissional. Entre os times da primeira divisão, o Estrela da Amadora, além dos problemas de salários em atraso, registra o quarto valor mais elevado (18 milhões), seguindo do Vitória de Guimarães e do Vitória de Setúbal, que, nas últimas três temporadas, conquistou uma Copa de Portugal e uma Copa da Liga. Já o Sporting Braga, com sólidas incursões europeias na Copa da Uefa nas últimas temporadas e da regularidade na Primeira Liga, apresenta 12,9 milhões de passivo. Apesar de beneficiarem-se de mais receitas, os 16 times da elite do futebol português registram um total de passivos de cerca de 546 milhões de euro.

Redação Sport Marketing

Vasco pode oficializar contrato com Eletrobras

Os torcedores vascaínos já podem comemorar. De acordo com o colunista Ancelmo Gois, do jornal "O Globo", a certidão negativa de débitos do clube de São Januário foi liberada. Agora, o contrato de patrocínio com a Eletrobras poderá ser assinado. Segundo o site oficial da empresa, o Vasco receberá por ano R$ 14 milhões em troca de anúncio na camisa do time de futebol. Do total pago pela Eletrobrás, R$ 12 milhões serão destinados ao futebol do clube.
Redação Sport Marketing

Astana - a uma pedalada do fim

A União Ciclística Internacional (UCI) deu ao time Astana um prazo para resolver problemas financeiros. A equipe tem até o dia 31 de maio para regularizar a situação, caso contrário, poderá haver uma possível suspensão. “Pelo menos nós poderemos terminar o Giro, cuja etapa final acontece também em 31 de maio” - disse Johan Bruyneel, diretor da Astana que precisa de dois milhões de dólares para ressarcir a garantia bancária da UCI, que foi utilizada para pagamento de salários. Bruyneel e Lance Armstrong indicaram, na semana passada, que estão tentando encontrar soluções, incluindo encontrar um novo patrocinador. Eu já disse que tudo o que eu sei sobre o Kazaquistão é a Astana e o Borat. Eu não sei nada mais” - declarou Armstrong ao jornal americano ‘The Guardian’. “Não é meu time, não é meu patrocinador. Eu não tenho nada a dizer sobre isso. É difícil chegar a uma grande corporação e dizer, no meio do ano fiscal: ‘que tal começarmos em 20 ou 30 dias?’ Mas vamos ver” - explicou o heptacampeão do Tour de France. Os contantes casos de doping têm afastado os patrocinadores do ciclismo, assim como o interesse de emissoras em transmitir os eventos.


Redação Sport Marketing