5 de mai de 2009

FIBA soma patrocínio

A International Basketball Federation (FIBA) -Federação Internacional de Basquetebol fechou contrato com a Intersport que irá patrocinar quatro grandes eventos internacionais de basquete ao longo dos próximos dois anos. O negócio vem imediatamente após a FIBA garantir ampla cobertura dos eventos com a empresa de mídia on-line Perform. A logomarca da Intersport estará exposta nos backdrops de todos os jogos dos quatro campeonatos internacionais, bem como nas placas da arena. Como a agência oficial das competições da FIBA, a Intersport pretende abrir lojas FIBA existentes dentro de algumas das lojas Interspor. "Este acordo representa um passo muito importante para a Federação Internacional de Basquetebol. A FIBA está continuamente crescendo em todas as áreas. Estamos orgulhosos em acolher a Intersport entre os nossos patrocinadores" - disse o secretário-geral FIBA, Patrick Baumann. "O basquete torna-se mais e mais popular. Em vários países onde a Intersport é líder de mercado, o basquete desfruta de grande popularidade. É nossa intenção estratégica estar presente em grandes eventos esportivos, não só com a placa de publicidade. Os campeonatos da FIBA são ideais para este fim" - acrescentou Julen Franz, CEO da Intersport.

Redação Sport Marketing

UPS nomeia embaixadores no golfe

Os golfistas Lee Westwood e Pablo Larrazabal vão endossar a marca UPS. A empresa de logística irá também patrocinar o Open Championship. No mesmo dia em que a UPS anunciou o contrato com Open Championship, a empresa confirmou que Westwood e Larrazabal serão os novos embaixadores da marca e irão representar a empresa durante o jogo, participar de ações de hospitalidade com os clientes e realizar outras promoção de atividades. "Lee Westwood e Pablo Larrazabal trarão uma importante valia para o patrocínio da UPS no torneio" - disse Ron Rogowski, diretor de patrocínio da UPS. Westwood, nascido no norte da Inglaterra, detém 18 títulos do European Tour e ganhou torneios no E.U.A., África, Ásia e Austrália. Ele está atualmente classificado em 15o do mundo. O espanhol Larrazabal venceu o French Open, na estréia no European Tour e tem sido apontado como um jovem talento.

Redação Sport Marketing

IMG fecha acordo de cinco anos com ATP Tour

A IMG fechou contrato com a ATP Tour Finals. O acordo de exclusividade será pelos próximos cinco anos, no valor total de US$3.75 milhões. Durante os próximos cinco anos que o evento será realizado na O2 Arena, em Londres, a agência internacional será o parceiro exclusivo mundial de hospitalidade. A IMG será a única responsável pelas vendas e execução de todas as ações de hospitalidade. A Barclays é o patrocinador que dá nome ao torneio. "A IMG está satisfeita por ter garantido por cinco anos a parceria para vender e entregar os pacotes corporativos de hospitalidade do Barclays ATP World Tour Finals" - disse Peter Worth , vice-presidente da IMG.


Redação Sport Marketing

GP da Espanha no celular

A operadora Movistar e a Vodafone, patrocinadora da McLaren Mercedes, vão transmitir o GP da Espanha de F1 através dos telefones celulares. As duas operadores fecharam um acordo com a La Sexta, detentora dos direitos de transmissão do evento para a Espanha. Os treinos serão disponibilizados de graça, mas para assistir a corrida pelo celular os usuários terão que pagar. A Mediapro, acionista do canal La Sexta, gastou US$ 265 milhões para adquirir os direitos de transmissão do GP da Espanha de F1 pelos próximos cinco anos, já à partir desta temporada. Os valores e os detalhes da negociação não foram revelados. O serviço está previsto para ser introduzido em vários países. A rede de tv estatal britânica BBC lançou recentemente o próprio serviço permitindo que os usuários de aparelhos celulares assistam os programas ao vivo, embora os programas esportivos não façam parte do pacote, devido a restrições de direitos. Programações esportivas nos celulares são muito populares em países como o Japão. Outra novidade que pode pintar no GP da Espanha é uma homenagem ao piloto Lewis Hamilton. Os administradores do circuito de Barcelona só estão aguardando o sinal verde da McLaren para preparar uma cerimônia em que será colocada uma placa do inglês na Avenida dos Campeões, localizada na entrada do autódromo. Entre os pilotos que já foram homenageados estão Fernando Alonso, Daniel Pedrosa, Alex Crivillé, Sito Pons, Ayrton Senna, Michael Schumacher, Nigel Mansell e Nick Doohan. Além das placas, a Avenida dos Campeões conta com uma faixa com as fotos dos pilotos homenageados.

Redação Sport Marketing

Macron fecha patrocínio com Liga inglesa

A marca italiana Macron fechou acordo com a English Football League. O contrato garante à marca o título de fornecedora oficial da Liga inglesa de futebol nas próximas duas temporadas. A Macron não irá vestir os times da Liga, cada um tem o próprio negócio, embora alguns, como o Sheffield United, tenham contratos com a Macron que vai fornecer os kits de uniformes para a força trabalho da Liga, ou seja, para os 1400 treinadores de futebol da Liga, em comunidades locais, bem como para os gandulas em eventos da Liga em Wembley. A fabricante de materiais esportivos estará realizando um investimento no valor aproximado de US$900,000 até o final do contrato."Este apoio de uma marca altamente considerada como Macron proporcionará um verdadeiro impulso aos nossos clubes"- disse o presidente da Liga de Futebol, Lord Brian Mawhinney. "É um grande privilégio de trabalhar com a Liga e estamos particularmente animados com a oportunidade de trabalhar com os clubes. Tal como fornecedores atuais do Leeds United e Sheffield United, a Macron vê essa parceria como uma progressão natural em termos do nosso compromisso com o futebol inglês em todos os níveis" - disse Andrea Palilla, gerente de vendas Macron, no Reino Unido. A Macron fechou na semana passada o fornecimento de uniformes para o Nápoli.
Ler matéria arquivo:

Redação Sport Marketing

Espião de Madrid 2016 se credencia como imprensa para visita do COI ao Rio

A candidatura do Rio de Janeiro aos Jogos Olimpícos de 2016 ameaça denunciar a rival de Madrid à Comissão de Ética (CE) do IOC - International Olympic Committee - Comitê Olímpico Internacional (COI). A denúncia seria de espionagem. De acordo com o portal "insidethegames.com", a assessoria de imprensa do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), teria credenciado o jornalista britânico 'freelancer' - Simon Walsh, que 'supostamente' estaria no país para cobrir a visita de inspeção da Comissão de Avaliação do COI, pela agência espanhola EFE. Porém, Textual, assessoria de imprensa do COB, não teria certificado, antes do credenciamento, o real vínculo do jornalista com a EFE. Agora, suspeita-se que Walsh esteve no Brasil a serviço da candidatura madrilena, com o propósito de fornecer relatórios à rival brasileira que esta semana recebe os membros do COI. Depois de credenciado e de ter ficado alguns dias no Rio de Janeiro, acompanhando a maior parte das apresentações do RIO 2016, o alegado espião teve a credencial cassada antes da última conferência de imprensa do COI, com os dirigentes da candidatura carioca, ou seja, no último dia. Segundo o portal "insidethegames.com", Mike Lee, diretor de comunicação da campanha de Londres'2012, que atualmente trabalha na candidatura RIO 2016 na área de estratégia e midia, revelou que Walsh alegou ser correspondente da EFE em Londres. Mais tarde surgiu a informação que o britânico trabalha para uma agência de publicidade envolvida na promoção da candidatura madrilena cujo nome aparece em vários comunicados enviados à imprensa internacional pelo Comitê Madrid 2016. "Estamos considerando levar a questão à CE do COI e ao Comitê Madrid 2016. Todos sabemos que as pessoas às vezes viajam por vários motivos, jornalísticos e, ao mesmo tempo, outros projetos em que estão envolvidos. Mas não foi correto mentir e isso é um problema sério no curso de uma candidatura olímpica"- afirmou Lee, citado pelo "site". A Textual, assessoria de imprensa do COB, responsável pelo credenciamento dos eventos do Comitê, contratou uma equipe de jornalistas exclusivamente para ajudar a desenvolver a parte de mídia da candidatura do Rio aos Jogos Olímpicos de 2016. Entretanto, além da enxuta equipe de know how que presta serviços regularmente ao COB, alguns dos jornalistas contratados pela Textual para a equipe Rio2016 debutaram em mega eventos quando trabalharam no CORIO, em 2007, durante os Jogos Panamericanos e, outros tiveram a primeira credencial olímpica, ano passado, nos Jogos Olímpicos de Beijing, quando a assessoria contratou alguns "freelancers" para formar a equipe de mídia que cobriu os Jogos.
Redação Sport Marketing

'Ninho de Pássaro' faz desconto por experiência olímpica

O Estádio Olímpico Nacional de Beijing, mundialmente conhecido por 'Bird Nest', está realizando descontos e promoções especiais aos visitantes que desejarem viver a emoção de um atleta olímpico. Quem quiser tirar uma foto no pódio do 'Ninho de Pássaro' , vestido com o uniforme olímpico chinês, segurando um buquê de flores ou uma réplica da Tocha Olímpica, no melhor estilo dos campeões olímpicos, com direito a uma réplica da medalha de ouro olímpica no pescoço, agora vai pagar apenas 120 yuan (17 dólares; euro13). "Nosso trabalho é fazer com que o 'Ninho de Pássaro' seja rentável, pelo que temos de dar aos clientes o que eles querem"- disse Zhang Hengli, gerente do Consórcio CITIC, empresa que opera o Estádio. O preço da experiência olímpico diminuiu para metade desde janeiro. Os gestores estão lutando para encontrar uma funcionabilidade para as muitas instalações olímpicas construídas para os jogos de 2008. O 'Ninho de Pássaro', com capacidade para 91.000 lugares, ainda não hospedou nunhum evento desde os Jogos Olímpicos, funcionando apenas para visitação. O único evento agendado para acontecer no local onde foram realizadas as cerimônias de abertura e encerramento olímpicas e onde o jamaicano Usain Bolt conquistou três recordes mundiais está marcado para o fim do ano. Até lá, o Estádio segue com despesas de manutenção estimadas em 60 milhões de yuan (US$ 8 milhões; 6.7 milhões euros) por ano e o sonho de recuperar os US $ 450 milhões que o governo chinês gastou na construção seja amortizado dentro de 30 anos.

Ler matérias arquivo:

Jing Wang - Correspondente Sport Marketing - China

Adidas registra queda dos lucros

A Adidas registrou queda de 97% dos lucros no primeiro trimestre deste ano. O motivo seria a queda da procura, devido à crise financeira mundial e aos custos de reestruturação da marca Reebok. A fabricante alemã de materiais esportivos divulgou que os lucros do primeiro trimestre caíram de 169 milhões de euros para 5 milhões de euros. As vendas caíram 2% para 2,57 bilhões de euros. A empresa anunciou que espera uma queda anual das receitas de 2009 até 6%.


Redação Sport Marketing

Jogos da China conquistam mais um patrocinador

O Revezamento da Tocha dos Jogos Nacionais da China conquistou um patrocinador. A empresa Zhongshan Vantage Gas Appliance Stock Company, fabricante de gás de cozinha, investiu US$75,000 no Revezamento que será reaizado nas 17 cidades anfitriãs dos Jogos. A competição, realizada a cada quatro anos, está na décma primeira edição e é uma das mais importantes da China. Participam 34 equipes, principalmente das províncias chinesas, mas também inclui o exército, competindo entre as 33 modalidades esportivas.

Ler matéria arquivo:
Sport Marketing: Li Ning patrocina Jogos da China

Redação Sport Marketing

Clubes da Espanha sofrem com a crise

O presidente do Osasuna Pamplona, um dos times da primeira divisão da Espanha, não está otimista com relação ao futuro dos clubes de futebol. "Os clubes de futebol estão à beira de um colapso financeiro que pode afundar o futebol professional espanhol, caso uma ação não seja tomada para impedir que os clubes caiam ainda mais em dívidas"- disse à agência Reuthers. "Clubes que não possuem vasto poder lucrativo como Real Madrid e Barcelona têm se mantido além dos limites há muito tempo, e o modelo econômico que usam é defeituoso" - acrescentou Francisco Izco. "Houve um grande acordo de excesso na construção dos elencos. Os clubes não monitoraram os gastos e a situação saiu de controle" - ressaltou Izco, que preside o Osasuna desde 2002, preocupado com a atual situação de muitos clubes pequenos enfrentam a perspectiva real de falência e estão lutando para lidar com custos salariais e de transferência no meio de uma das piores recessões que a Espanha já atravessou. O Valência, duas vezes vice-campeão da Liga dos Campeões da UEFA na década passada, já admitiu que pode ter de vender alguns dos melhores jogadores, além de ser obrigada a atrasar o pagamento de salários e travar a construção do novo estádio. A matéria da Reuters destaca que, José María Gay, professor de economia da Universidade de Barcelona, calculou que os 20 clubes da primeira divisão espanhola têm dívida de cerca de 3 bilhões de euros. "O mundo do futebol não está imune à situação econômica geral"- revelou Izco que previu que o impacto da crise financeira será provavelmente mais clar na próxima temporada, quando clubes serão obrigados a entrar em acordo com a diminuir receitas das vendas de ingressos, patrocínios e direitos televisivos. "Temos que ter um período de adaptação às novas condições"- acrescentou. "Os gastos devem ser controlados e alinhados com as receitas."A maioria dos clubes profissionais da Espanha é composta por sociedades anônimas desportivas (SADS), cumprido a Lei do Desporto de 1990. Esta necessidade surgiu da falência de quase todas os clubes, devido aos elevados impostos e custos de gestão. Entretanto, a maioria das SADs, tive dificuldades econômicas. Muitos clubes entraram no sistema de pagamento de dívidas do Governo Espanhol (Lei Concursal) para evitar a falência como: Hercules, Logroñes, Compostela, Oviedo, Las Palmas, Sp. Gijon, e Real Sociedad. Mas alguns times como Osasuna, Real Madrid, Barcelona e Athletic de Bilbao, ainda são clubes, com milhares de membros (sócios), como proprietários, em vez de um pequeno grupo de acionistas. A estas quatro equipes foi imposto que os dirigentes fossem responsabilizados pela gestão. De acordo com o “Diário de Mallorca” os clubes da primeira liga espanhola têm em conjunto uma dívida de 2.086 milhões de euros.

Redação Sport Marketing

McCann fecha com Jogos Olímpicos da Juventude

Depois de ganhar a concorrência para ser a agência de publicidade dos Jogos Olímpicos de Londres 2012, a McCann Worldgroup será responsável pela promoção dos Jogos Olímpicos da Juventude. A primeira edição do evento está marcada para o ano que vem em Cingapura. A empresa irá servir como o fornecedor oficial de serviços de comunicações e marketing e irá trabalhar com a comissão organizadora para planejar estratégias de marketing e todas as campanhas de publicidade dos Jogos. Ao todo, o Grupo McCann irá fornecer cerca de US$ 1 milhão em serviços. O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos da Juventude tem esperanças de levantar um total de US$ 50 milhões em patrocínio. "Estamos animados para ter a McCann a bordo como nossa parceira para desenvolver as campanhas de comunicação que darão força a marca dos Jogos"- disse Goh Kee Nguan, executivo do Comitê Organizador. "Este será, certamente, uma parceria mutuamente vantajosa" - acrescentou. "A oportunidade de trabalhar em um evento esportivo mundial de tal dimensão é um grande privilégio e sólido reconhecimento da capacidade da McCann" - disse Mark Ingrouille, diretor da McCann Worldgroup na Ásia.

Redação Sport Marketing

Nem Olympikus nem Nike confeccionam camisa do título do Flamengo

Durante entrevista ao RJ TV, no dia seguinte à conquista do título carioca diante do Botafogo, o técnico do Flamengo Cuca, distribuiu para os âncoras e comentaristas da Rede Globo, a camisa comemorativa da emocionante conquista do time. "Este é um presente que o departamento de marketing do clube mandou" - disse o técnico ao fazer o 'jabá' (ação de merchandising), mostrando a camisa vermelha, com inscrição "Rei do Rio". Porém, a camiseta confeccionada pelo departamento de marketing do time da Gávea, não detém a logomarca Nike, fornecedora do clube até julho e nem Olympikus, futura empresa dos kits do clube. As camisetas comemorativas foram criação da Braziline, parceria do departamento em alguns produtos licenciados do time! Diga-se de passagem, a área de licenciamentos é uma das poucas que funcionam no marketing do clube - talvez porque funcione independente e diretamente à direção de marketing! Apesar de alguns jogadores terem vestido a camisa durante a comemoração no Maracanã, outros desfilaram com camisas logotipadas com patrocínios pessoais, fazendo merchandising de marcas não ligadas ao clube. Se o time da Gávea fez questão em não deixar a Nike participar da comemoração do título carioca, o Corinthians que renovou contrato com a empresa, está em plena alegria com as vendas da camisa que a maior fabricante de produtos esportivos do mundo produziu para a conquista do título paulista.

Ler matérias arquivo:
Sport Marketing: Flamengo faz desfile de marcas na decisão do carioca
Sport Marketing: Nike lança camisa comemorativa a conquista do ...
Sport Marketing: Corinthians renova com a Nike
Sport Marketing: Corinthians e Nike voltam às boas
Sport Marketing: Nike inicia pré-venda de camisa do Corinthians ...
Sport Marketing: Corinthians a menina dos olhos da Nike?

Redação Sport Marketing

Eurosport compra direitos da Tour de France

A Eurosport adquiriu os direitos de transmissão dos principais eventos de ciclismo do mundo, entre eles, a Tour de France. O contrato é válido pelos próximos três anos. A Eurosport será a transmissora da Ásia. Além da Tour de France, a empresa somou os direitos do Giro d'Italia, Vuelta da Espanha, eventos que serão transmitidos para terá Cingapura, Malásia, Índia e uma série de outros países da região através da televisão, internet e celulares. "Isto nos faz um dos principais canais de esportes da Ásia, na medida que poderemos oferecer os telespectadores a mais ampla gama de eventos de ciclismo do mundo" - disse Arjan Hoekstra, diretor da Eurosport Ásia. A Eurosport realizou um aporte financeiro no valor total de aproximadamente US$1.2 millhão pela aquisição do evento. A largada da Tour de France será em Mônaco e passará por cinco países.

Redação Sport Marketing

U2, Girls Aloud e Take That somam adrenalina ao circo da F1

A exemplo das ações de marketing realizadas no Indianápolis Motor Speedway, que fazem das 500 Milhas de Indianápolis, um mega evento acoplado com vários outros, que movimentam o autódromo por quase um mês, a F1 pretende se modernizar. Conforme matéria do correspondente Sport Marketing Leandro Rabello, a nova moda do mundo da velocidade promete ser a realização de shows ao vivo após as corridas. Vem aí o "F1 Rocks", evento que promete somar adrenalina ao circo da F1. O Jornal The Sun, vai mais longe e diz que bandas como U2, Girls Aloud e Take That já estão na mira de Bernie Ecclestone. O chefão da F1 parece animado para que a "F1 Rocks" aconteça de fato. "Eu sempre disse que estamos no negócio do entretenimento, e essa negociação marca uma nova dimensão para a F1. Eu tenho grandes esperanças" - disse Ecclestone ao The Sun. Um dos chefões da Universal, Lucian Grainge, confirmou que as negociações estão avançadas. Ele disse que a "F1 Rocks" seria "um marco completamente inovador no espetáculo do entretenimento".
Ler matéria arquivo:

Redação Sport Marketing

Olympius faz campanha em PDV

A Olympikus, marca líder do mercado nacional de artigos esportivos e pertencente ao Grupo Vulcabras/Azaleia, fará campanha em pontos-de-venda em todo o Brasil para comunicar o lançamento da tecnologia Tube Ox, que chega às lojas no início de maio. O principal benefício é a respiração dos pés, alcançado por canais de ventilação em toda a extensão lateral do cabedal e também na parte traseira da sola. Foram produzidos aproximadamente 10 mil materiais entre banners, cubos e displays, e há expectativa de que haja 100 vitrines especiais em território nacional para comunicar aos consumidores a nova tecnologia. A criação é assinada pela agência DCS.
Redação Sport Marketing

Anna Chakvetadze abandona Adidas

A tenista Anna Chakvetadze irá endossar a marca FILA. A russa de 22 anos, ganhadora de sete títulos, atualmente número 22 do mundo, abandonou a marca Adidas. "Estamos emocionados de ter Anna como uma parte da família FILA"- disse Yoon-Soo Yoon, presidente da marca italiana de materiais esportivos. O contrato é de dois anos. A tenista irá faturar US$1.2 milhões para endossar a marca.


Redação Sport Marketing