14 de abr. de 2009

África do Sul reclama falta de interesse FIFA em assuntos ecológicos

Proteger a natureza - essa missão tem sido abraçada por várias entidades ligadas ao esporte. O IOC - International Olympic Committee - Comitê Olímpico Internacional, por exemplo, lançou o conceito dos Green Games (Jogos Verdes), no qual estimula os patrocinadores do programa de marketing mundial (TOPs) e as cidades candidatas a hospedar os Jogos Olímpicos, a desenvolverem ações de proteção, a fim de reduzir o impacto do evento no meio ambiente. A FIFA ainda não estabeleceu uma metodologia clara a esse respeito, porém espera-se que o Comitê Organizador Local (LOC) da Copa de 2010, na África do Sul, tome ações para reduzir o impacto do evento e promova a sensibilização para as questões ambientais em nível nacional. As cidades de Cape Town e Durban são as únicas cidade anfitriãs, até o momento, que apresentaram medidas para reduzir liberação de carbono durante o evento. Ambas identificaram áreas-alvo, tais como: transportes, água, gestão de resíduos, energia e alterações climáticas, e puseram em prática uma série de providências para atenuar os impactos."Estamos trabalhando para um lançamento nacional de um programa"- explicou Ike Ndlovu, representante do LOC, durante uma coletiva para a imprensa internacional. O 'programa verde' africano, chamado "Green Goal 2010", terá um logotipo, uma marca própria, que servirá para arrecadar fundos, bem como sensibilizar a população sobre a questão. A idéia é criar um programa de marketing paralelo com a ação."Temos formado um fórum que se reúne regularmente para analisar como é que podemos atuar, no entanto, sentimos que esse não é um requisito fundamental na preparação da FIFA e, por isso, muitos recursos foram postos de lado para isso. Então podemos realmente dizer que não é uma das prioridades da FIFA, mas, na África do Sul estamos tentando dar andamento ao projeto que é uma das principais áreas que se destacam como um legado da nossa candidatura" - desabafou Ndlovu. Na Copa do Mundo da Alemanha, em 2006, a FIFA contribuiu com € 400.000 para conter as emissões de gases resultantes de viagens da família FIFA.

Leandro Rabello - Correspondente Sport Marketing - Londres

Umbro desenvolve uniforme prata para o Santos

O Peixe vai entrar em campo vestido de prata. Essa é a cor do novo uniforme do Santos confeccionado pela Umbro. A cor está presente nos recortes laterais da camisa, na gola e nos contornos dos números. O branco no kit oficial 1 e o branco com listras pretas no oficial 2 continuam, mas a roupa traz novidades tecnológicas que garantem o conforto. Além da tecnologia Climate Control, que já fazia parte das camisas, responsável por regular e equilibrar a temperatura corporal dos atletas, auxiliando na evaporação do suor, o uniforme ganhou nas costas um novo tecido em jacquard que permite maior ventilação e conforto. A gola tem recortes anatômicos e nas costas, uma meia-lua em branco, destaca o logotipo da Umbro que trouxe para o time da baixada santista o arrojado design utilizado em times do exterior como no francês Lyon, dos ingleses Everton e West Ham, do chileno Colo Colo e outras propriedades da Umbro Mundial. “O objetivo disto é trazer uma identidade global, de maneira que se saiba pelas linhas e pelo design que o uniforme de determinado time é feito pela Umbro. Nos detalhes, buscamos trazer mais da identidade de cada clube” - explicou Marilia Chad Ramos, gerente de produto da Umbro Brasil. Os produtos novos do clube do Peixe chegam às lojas na segunda quinzena de abril. 

Redação Sport Marketing

Tóquio vive clima olímpico

Candidata a sediar os Jogos Olímpicos de 2016, Tóquio já vive o clima olímpico com a chegada dos inspetores do International Olympic Committee - IOC - Comitê Olímpico Internacional (COI). Tóquio é a segunda das quatro cidades candidatas a sede dos Jogos a ser avaliada. A Comissão do COI, que passou por Chicago, é formada por 13 pessoas, que vão analisar os locais propostos para realizar as competições, a infratestrutura da cidade e os sistemas de transportes e hospedagem. "É uma honra receber a comissão do COI. Será uma fantástica oportunidade para mostrar os Jogos com maior foco nos atletas de todos os tempos"- disse à imprensa internacional, o chefe do Comitê Organizador da Candidatura Ichiro Kono.  Tóquio alega que precisará construir apenas 11 das 34 arenas de competição. O Estádio Olímpico terá capacidade para 100 mil espectadores no centro da cidade e substituirá o estádio usado nos Jogos de 1964.

Redação Sport Marketing

Petronas e Fiat Yamaha juntas na MotoGP

A Petronas, empresa de petróleo e gás, fechou contrato de patrocínio com a equipe Fiat Yamaha MotoGP. O negócio terá duração de três anos, período em que a Petronas irá realizar o aporte financeiro de US$ 24 milhões. Petronas e Yamaha trabalham juntas há oito anos em uma infinidade de áreas, mas esta é a primeira vez que a marca estará aliada à MotoGP. De acordo com o novo acordo, o logotipo Petronas aparecerá nas motos dos pilotos da equipe Fiat Yamaha, equipamentos e uniformes, incluindo no do super campeão Valentino Rossi.  "Este é um momento muito emocionante para a Yamaha e para a MotoGP. Yamaha e Petronas já tem negócios bem sucedidos, e este novo acordo, de longo prazo, irá reforçar os laços entre as duas empresas multi-nacionais " - disse Lin Jarvis, diretor da Yamaha Motor Racing.

Redação Sport Marketing


Pepsi estende parceria com MLS

A Pepsi estendeu a longa parceria com a Major League Soccer  - Liga Americana de Futebol. O novo acordo vigora por mais três anos, no valor total de US$12 milhões. De acordo com os termos do acordo, a Pepsi tornar-se o refrigerante oficial da MLS, US Soccer e Superliga - competição entre os melhores clubes de futebol dos Estados Unidos e México. A marca Gatorade  continua sendo a bebida oficial das competições e a Aquafina, a água oficial da MLS. "Nós tivemos uma parceria colaborativa com a MLS que tem nos ajudado a estabelecer ligação com os milhões de fãs apaixonados por todo o país" - disse Dave Burwick, vice-presidente senior da PepsiCo na América do Norte. "A MLS tem sido uma grande plataforma para mostrarmos o amplo portfólio de bebidas e estamos ansiosos para seguir nosso trabalho com a Liga." A Pepsi vai continuar recebendo todos os direitos exclusivos promocionais da temporada regular da MLS, bem como em eventos especiais, ações de hospitalidade corporativa e publicidade, além uma série de outros espaços, inclusive em publicações impressas e no portal da MLS. A Pepsi patrocina a MLS desde que a liga foi fundada em 1996.

Redação Sport Marketing

Shell patrocina futebol no Catar

A Shell, a empresa multinacional de petróleo, fechou contrato de patrocínio com a His Highness The Emir Cup, após acertar um acordo com a Associação de Futebol do Catar. O contrato é de dois anos, valorado em US$ 500.000. A HH Emir Cup é a competição que agrega a elite do futebol do Catar, país que está empenhado em reforçar a imagem do esporte em competições nacionais, como forma de sediar a Copa do Mundo FIFA 2022. " O Catar fez uma oferta, porque tem a capacidade de acolher um grande e importante torneio e tem capacidade de representar a região do Médio Oriente no futebol mundial"- disse o Sheikh Mohammed bin Hamad al-Thani, presidente do Comitê de Candidatura do Catar à Copa. A descoberta de petróleo, com início na década de 1940, transformou por completo a economia da nação. Antes, o Catar era uma região pobre, dependente da pesca e das pérolas, com pobreza generalizada. Hoje, o país tem um nível de vida elevado e todas as amenidades de uma nação moderna.

Redação Sport Marketing

LPGA revê planos de patrocínio para fugir da crise

A crise financeira mundial atingiu os planos da Ladies Professional Golf Association (LPGA)- Associação Feminina de Golfe Profissional. Para a temporada 2010, a LPGA terá que realizar mudanças nos planos de patrocínio, para vender os direitos de transmissão do evento. De acordo com o Sports Business Journal, a LPGA não encontrou patrocinadores dispostos a financiar o pacote de transmissão dos oito torneios da temporada. Atualmente, os patrocinadores dos torneios do calendário da LPGA compram o próprio horário na tv. A partir do próximo ano, a LPGA pretende oferecer uma maior porcentagem dos direitos de certos eventos em um negócio de divisão de receitas. eM 2010, cada patrocinador irá pagar em custos de tv, o valor de aproximadamente, US$ 1,5 milhões em custos de televisão e ainda um guarda-chuva de cerca de US$ 4 milhões ano. Libba Galloway, porta-voz da LPGA disse que a turnê irá "continuar a apoiar" os patrocinadores que querem comprar horário de tv nos Estados Unidos e que o pacote será revisto ainda este ano.

Redação Sport Marketing

All Blacks procura patrocínio

O All Blacks, equipe de rugby da Nova Zelândia, que recebe este nome em alusão ao uniforme preto que usa nos jogos, está à procura de novos patrocinadores. De acordo com o periódico National Business Review, a New Zealand Rugby Union (NZRU), a equipe de rugby está em negociações com outras empresas para substituir a Philips ex-patrocinadora do Tri Nations, assim como a Ford, patrocinadora do Super 14 e dos All Blacks, cujo contrato não será renovado. A Philips anunciou que iria terminar o contrato de 15 anos com os All Blacks a partir de 31 de janeiro deste ano, depois que a empresa decidiu não mais atuar na Nova Zelândia. O rugby, apesar de pouco conhecido no Brasil, é bastante difundido no mundo. É o principal esporte da Oceania, onde países pequenos como Tonga e Figi, possuem times fortes. Grão Bretanha, França e África do Sul se destacam neste esporte. Os All-Blacks são uma lenda do rugby pelo estilo feroz e agressivo com que dominam mundialmente o esporte. Os jogadores encaram o desafio como uma guerra e desenvolveram o Haka, nome genérico dado à dança dos maoris, povo que ocupava as ilhas neozelandesas quando na época da colonização inglesa. 

Redação Sport Marketing

Estados Unidos preparam lista de 70 estádios para apresentar à FIFA

Os Estados Unidos, já deram o pontapé inicial para dar entrada no processo de candidatura oficial para sediar as Copas do Mundo de 2018 ou 2022. O país já tem em mãos uma lista dos possíveis estádios que podem receber o evento e que serão inclusos na proposta formal a ser entregue para a FIFA. A candidatura da Copa do Mundo FIFA inclui critérios de capacidade mínima para os estádios, ou seja, acima de 40.000 lugares. Entre os estádios americanos, mais de 65 têm capacidade superior a 60.000 lugares e 20 podem ter mais de 80 mil espectadores. Na Copa do Mundo de 1994, foram utilizados nove estádios americanos, que receberam 24 seleções e foram palco de 52 jogos. Hoje, uma Copa do Mundo reúne 32 nações competindo em 64 partidas. O RFK Stadium e FedEx Field, em Landover estão entre os 70 estádios que poderiam acolher os jogos. Também fazem parte da lista: Georgia Dome e Sanford Stadium (Atlanta), Royal Texas Memorial Stadium (Austin, Texas), M&T Bank Stadium (Baltimore), Tiger Stadium (Baton Rouge, La.), Legion Field e Bryant - Denny Stadium (Birmingham, Ala), Gillette Stadium (Boston), Ralph Wilson Stadium (Buffalo, N.Y.), Kinnick Stadium (Iowa), Memorial Stadium (Champaign), Bank of America Stadium (Charlotte), Soldier Field (Chicago), Paul Brown Stadium (Cincinnati), Cleveland Browns Stadium (Cleveland), Faurot Field (Columbia), Williams-Brice Stadium (Columbia), Jordan-Hare Stadium (Auburn, Ala.), Ohio - Ohio Stadium Columbus), Cotton Bowl, Dallas Cowboys New Stadium (Dallas), Invesco Field (Denver), University of Michigan Stadium, Ford Field e Spartan Stadium (Detroit), Reynolds Razorback Stadium (Fayetteville, Ark), Lambeau Field (Green Bay, Wis.), Memorial Stadium (Greenville, S.C.), Beaver Stadium (Harrisburg, Pa.), Reliant Stadium, Rice Stadium e Kyle Field (Houston), Lucas Oil Stadium (Indianapolis), Jacksonville Municipal Stadium e Ben Hill Griffin Stadium (Jacksonville, Fla), Arrowhead Stadium (Kansas City, Mo.), Neyland Stadium (Knoxville, Tenn.), Commonwealth Stadium (Lexington, Ky.), Los Angeles Memorial Coliseum e Rose Bowl (Los Angeles), Camp Randall Stadium (Madison, Wis.), Dolphin Stadium (Miami), TCF Bank Stadium e Hubert H. Humphrey Metrodome (Minneapolis), LP Field (Nashville), Yale Bowl (New Haven, Conn.), Superdome (New Orleans), Meadowlands Stadium (New York), Oklahoma Memorial Stadium (Oklahoma City), Memorial Stadium (Omaha, Neb.), Florida Citrus Bowl (Orlando, Fla.), Lincoln Financial Field Philadelphia (Philadelphia), University Phoenix Stadium Glendale e Sun Devil Stadium Tempe (Phoenix), Heinz Field Pittsburgh (Pittsburgh), Lane Stadium Blacksburg (Roanoke), LaVell Edwards Stadium Provo (Salt Lake City - , Utah), Alamodome San Antonio (Texas), Qualcomm Stadium San Diego (San Diego), Oakland-Alameda County Coliseum Oakland e Stanford Stadium (Oakland), California Memorial Stadium Berkeley (Berkeley, Calif.), Qwest Field Seattle e Husky Stadium Seattle (Seattle), Notre Dame Stadium (South Bend), Edward Jones Dome St. Louis (St. Louis), Doak Campbell Stadium Tallahassee (Tallahassee, Fla.), Raymond James Stadium Tampa (Tampa), RFK Memorial Stadium Washington e FedEx Field Landover (Washington). Os Estados Unidos é um dos nove países que apresentaram formalmente o desejo de hospedar a Copa do Mundo FIFA em 2018 ou 2022. Os outros são a Austrália, Inglaterra, Indonésia, Japão, México e Rússia, com propostas conjuntas de Bélgica e Holanda-Portugal-Espanha. Catar e Coréia do Sul foram candidatas a hospedar apenas a Copa de 2022.

Sandra White - Correspondente Sport Marketing - Estados Unidos 

Samsung e Grupo Aurora patrocinam Circuito de Portimão

O Autódromo Internacional do Algarve fechou contrato com dois novos parceiros estratégicos do Circuito de Portimão. Samsung e Grupo Aurora são os novos patrocinadores. Os valores e duração do contrato não foram revelados. A Samsung irá fornecer, além de aporte financeiro, produtos tecnológicos como CCTV, LCDS e eletrodomésticos. "Depois de uma análise de mercado concluímos que a Samsung seria o parceiro ideal devido aos altos níveis de qualidade da marca. Já o Grupo Aurora, é uma empresa forte no que diz respeito ao Turismo de Luxo e que nos vai ajudar a implementar cada vez mais aquilo que queremos ser no futuro, um 'race resort" - concluiu Paulo Pinheiro, porta-voz do circuito. A Samsung e o Grupo Aurora juntam-se assim a outras parcerias importantes, entre as quais estão a Galp, TMN, Turismo do Algarve, Portimão e Red Bull.

Redação Sport Marketing

Vasco entrega certidões à Eletrobras

Os torcedores do Vasco podem começar a respirar mais aliviados. Segundo a imprensa carioca,
o time cruzmaltino conseguiu em março, as certidões negativas de débito, que impediam a
concretização do contrato com a Eletrobras. O clube agora aguarda a reunião do Conselho de Administração da empresa, marcada para dia 26. O contrato, com duração de dois anos, renováveis por mais dois, renderá ao Vasco R$ 14 milhões anuais, com cerca de R$12 milhões destinados para o futebol. A primeira metade da quantia seria depositada na conta do Vasco em maio, e a segunda, no fim do ano. A assinatura deverá acontecer entre o fim de abril e o início de maio.

Redação Sport Marketing

Patrocinadores podem deixar McLaren na pista

Vodafone, Santander e a fabricante de bebidas Diageo, além da parceira Mercedes-Benz, podem abandonar a McLaren, caso a equipe seja punida, no dia 29 de abril, pelo Conselho Mundial da Federação Internacional de Automobilismo - FIA. A escuderia teria mentido aos comissários do GP da Austrália de F-1."Muitos patrocinadores podem lidar com o escândalo, mas eles odiarão ser associado com uma equipe que será publicamente chamada de trapaceira" - afirmou uma fonte próxima ao jornal inglês "Daily Mail". Em 2007, McLaren se envolveu em um escândalo de espionagem industrial contra a Ferrari.

Redação Sport Marketing