25 de mar de 2009

RIO 2016 faz apresentação oficial na Sportaccord

O projeto da candidatura do Rio de Janeiro para receber os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016 será apresentado nesta quinta-feira, dia 26, na SportAccord, que acontece em Denver, nos Estados Unidos. Cada cidade candidata – além do Rio de Janeiro, concorrem Chicago, Madri e Tóquio – terá 20 minutos para mostrar os principais pontos do projeto na plenária do evento, que reúne congresso e feira esportiva e é um dos mais conceituados do planeta. A apresentação do Rio de Janeiro contará com a participação do Ministro do Esporte, Orlando Silva; do Governador Sérgio Cabral, do Prefeito Eduardo Paes; do presidente do Comitê Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman; do Secretário Geral, Carlos Roberto Osório; e da medalhista olímpica de vôlei de praia Adriana Behar, Embaixadora Rio 2016. “Na apresentação, passaremos as mensagens principais da campanha e um pouco da energia do Rio de Janeiro. A cidade tem uma maneira única de celebrar o esporte e acreditamos que o projeto Rio 2016 tem muito a acrescentar ao Movimento Olímpico”- disse Nuzman. Duas vezes medalhista olímpica no vôlei de praia – prata em Sydney 2000 e em Atenas 2004 –, Adriana Behar atrai a atenção dos participantes da SportAccord. Para a Embaixadora Rio 2016, o Rio de Janeiro vive um momento histórico e a hora da cidade é agora. “O Rio tem todas as condições de receber os Jogos Olímpicos. Fui muito feliz na minha carreira como jogadora e só trocaria o que eu vivi por uma coisa: a chance de passar por tudo isso nos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro”, disse Adriana. A SportAccord reúne mais de mil pessoas ligadas ao mundo esportivo, incluindo executivos, atletas, integrantes de Federações Internacionais e do Comitê Olímpico Internacional (COI). Em seu discurso de abertura, o presidente do COI, Jacques Rogge, falou sobre o impacto da crise econômica no mundo esportivo e sobre a necessidade do Movimento Olímpico de buscar alternativas para se conectar mais com os jovens do planeta. Além da apresentação oficial, o Rio de Janeiro tem um estande para divulgar a candidatura. O espaço brasileiro conta com um telão projetando imagens da cidade e detalhes do projeto olímpico. O piso faz referência ao calçadão de Copacabana e os visitantes são recebidos com o tradicional cafezinho, 100% brasileiro. Durante o evento, os integrantes do Comitê Rio 2016 se reunirão com representantes das Federações Internacionais pela primeira vez após a entrega do Dossiê de Candidatura.

Redação Sport Marketing

Inter e Reebok preparam kit para o centenário colorado

O departamento de marketing do Internacional em parceria com a Reebok, preparou um kit especial para torcedores e colecionadores, poderem comemorar em alto estilo no dia 04 de abril, o centenário do colorado. Com números de 0001 a 1100, o kit oferece três camisas pólo Reebok com edição limitada. Os modelos seguem ordem cronológica de estilos que acompanham a história dos uniformes no clube e são apresentadas em três modelos: listrada, branca e vermelha. Junto com as camisas, o torcedor recebe informações do clube, com dados sobre a fundação em 1909, a evolução do escudo oficial e as principais conquistas do time. Todo esse material foi colocado em uma embalagem em caixa com formato e papel especial e numeração impressa, o que torna o produto ainda especial para os mais fanáticos colecionadores. O conjunto será vendido na loja Intersport, a loja oficial no Estádio Beira-Rio e na Loja Virtual Oficial do clube.

Redação Sport Marketing

Mizuno e Adidas lutam por Hernanes

Duas empresas de materiais esportivos disputam a imagem do volante Hernanes, do São Paulo. De acordo com o site Futebol Interior as multinacionais Mizuno e Adidas estão disputando o novo camisa 10 do Tricolor paulista. Segundo informações do repórter Cosme Rímoli, Hernanes estava dentro da marca japonesa Mizuno queofereceu ao jogador 15 mil euros mensais. O são-paulino pediu 20 mil euros. A empresa alemã Adidas entrou de sola e ofereceu o triplo dos valores da Mizuno e ainda um contrato de três anos de duração. O contrato ainda não foi assinado e o craque e empresário dele devem decidir ainda nesta semana.

Redação Sport Marketing

LOCOG inicia construção do velódromo olímpico

O LOCOG - London Organizing Committee Olympic Games - Comitê Organizador dos Jogos de Londres 2012 já começou os trabalhos relativos à construção velódromo. A instalação terá capacidade para 6000 pessoas teve os custos de construção orçados em 105 milhões de libras (US$ 153 milhões; 113 milhões de euros). O velódromo está sendo construído pela mesma empresa que ergueu o Manchester Velodrome, na Inglaterra, onde a equipe britânica conquistou nove medalhas em ouro na última edição do World Cycling Championships. Os ciclistas ingleses ganharam oito medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos de Beijing. Após 2012, a instalação contará com um café, loja de aluguel de bicicletas e oficina.


Redação Sport Marketing

Nike cancela pedidos

A gigante americana de material esportivo Nike anunciou o cancelamento das encomendas a três fábricas de calçados na China e uma no Vietnã. Embora esteja investindo forte em patrocínio na China (ler matéria arquivo Sport Marketing: Nike pretende investir forte na China), a Nike alega que a decisão é em consequência da crise econômica mundial que obriga a empresa a reduzir a produção. A companhia anunciou ainda, em um comunicado, o fim dos pedidos a uma série de fábricas de roupas que não tiveram as localizações reveladas. "Isto faz parte de uma consolidação a longo prazo de nossa cadeia de fornecimento que começou em meados de 2007"- afirmou à AFP Erin Dobson, porta-voz da empresa nos Estados Unidos. "Não somos imunes à atual situação econômica mundial e por isto aceleramos nosso processo"- completou. A gigante tem 640 fábricas terceirizadas em todo o mundo, 72 delas somente de calçados. Estas empresas tem aproximadamente 800.000 funcionários. A China é o principal país de produção da Nike para calçados, roupas e acessórios, seguido por Vietnã, Indonésia, Tailândia e Coreia do Sul.
A empresa também anunciou que pode cortar até 1.400 postos de trabalho, 4% de seus 35.000 funcionários (ler matéria arquivo Sport Marketing: Nike pode demitir 4% de funcionários).

Redação Sport Marketing