20 de mar. de 2009

Pfeizer nega interesse no Flamengo

A fabricante de medicamentos Pfeizer, em comunicado oficial, esclarece que não está interessada em patrocinar o Flamengo e que não procurou o time para apresentar uma proposta de patrocínio. Diferentemente do que foi publicado numa coluna de um jornal de grande circulação no Rio de Janeiro, a fabricante teria interesse de estampar o produto Viagra na camisa rubro-negra. No comunicado oficial, a empresa também esclarece que a informação de que a legislação americana impede patrocínio de medicamentos está errada, já que a publicidade é permitida de acordo com a regulamentação vigente nos país.

Redação Sport Marketing

Marcos Valério na Copa do Mundo 2014

O Comitê para a realização da Copa de 2014 de Florianópolis teve uma ingrata surpresa. Quando o endereço eletrônico do site oficial da candidatura da capital catarinense foi definido (http://www.florianopolis2014.com.br/), descobriu-se que a empresa do publicitário Marcos Valério, envolvido no escândalo do Mensalão, era da dona do registro. O valor normal do registro de um endereço na web é de R$ 35. No entanto, a agência de comunicação responsável pela campanha da candidatura de Florianópolis teve que pagar R$ 1.300 pelo domínio registrado pela empresa de Marcos Valério. "Todos conhecem Florianópolis e tínhamos que usar uma palavra que identificasse isto. Tínhamos a opção de Floripa, mas não é tão conhecida nacional e internacionalmente"— justificou Gilmar Knaesel, secretário do Esporte, da Cultura e do Lazer de Santa Catarina. Outros domínios também foram registrados por agências de publicidade e estão à venda por valores que chegam aos R$20 mil.

Redação Sport Marketing

Corinthians apresenta camisa com Batavo

Ronaldo, Dentinho e André Santos apresentaram a camisa do Corinthians com o logo do novo patrocinador, a Batavo, empresa de laticínos que já patrocinou o time nos anos de 1999 e 2000, quando a equipe foi campeã mundial, bicampeã brasileira e campeã paulista. O evento contou ainda com a presença do presidente do time Andrés Sanchez e de alguns diretores da nova patrocinadora. A nova camisa com a Batavo estampada na frente e nas costas deve ser estreada exatamente nesta partida. O contrato de patrocínio entre o time alvinegro e a empresa tem valores que giram em torno de R$ 18 milhões e é válido até dezembro deste ano. O Corinthians busca agora patrocínio para o calção e para as mangas das camisas. De acordo com o contrato que tem com o atacante Ronaldo, 80% do valor recebido por esses dois patrocinadores que ainda não foram anunciados ficarão com o atacante.

Redação Sport Marketing

FIFA de bola cheia

A FIFA registrou lucro de US$ 184 milhões no último ano. De acordo com o relatório financeiro, a entidade teve uma receita de US$ 957 milhões em 2008 - 95% obtidos através de venda de direitos de televisão, marketing e patrocínios relativos à Copa do Mundo. "Nós estamos em uma situação bastante confortável. Mas nós não podemos esquecer que a crise financeira pode ser comparada com um tsunami em um primeiro momento. O futebol será afetado" - alertou o presidente Joseph Blatter. A FIFA também teve um lucro de US$ 16 milhões com a gestão de ativos no ano passado.A entidade tem um capital US$ 902 milhões.

Redação Sport Marketing

Ginastas do Flamengo seguem sem receber

A ginástica do Flamengo tem patrocínio, mas não tem. Até agora, os atletas e técnicos do clube ainda não receberam um centavo dos R$ 80 mil mensais do patrocínio da prefeitura de Niterói. A questão é simples: graças aos problemas fiscais e administrativos, que impedem que o Flamengo receba verbas e dinheiro público, como ocorre com o patrocínio da Petrobras, os ginastas são obrigados a abrir um instituto. É mais do que fato que atletas não entendem das burocracias que envolvem esses trâmites, fato que está atrapalhando e muito que os ginastas recebam a verba que já está liberada pela prefeitura de Niterói. Já o Flamengo, que nos últimos meses se fez de super interessado em manter os esportes olímpicos no clube, tanto é que contratou uma empresa de marketing esportivo apenas para isso, parece ter lavado as mãos! Enquanto isso, Jade Barbosa, sem dinheiro para tratar uma grave lesão no punho, usa o site pessoal para angariar fundos vendendo camisetas. Niterói aceitou ajudar o Flamengo após o presidente Márcio Braga anunciar que a modalidade seria extinta no clube (ler matérias arquivo Sport Marketing: Conselho de Clubes Formadores de Atletas Olímpicos; Sport Marketing: Marketing do Flamengo não segura esportes olímpicos; Sport Marketing: Ginastas fecham com Prefeitura de Niteroi; Sport Marketing: Esportes Olímpicos viram as 'galinhas dos ovos de ...). Infelizmente, a corda está no pescoço de outros setores do time da Gávea. Os pagamentos dos salários do mês de janeiro de jogadores e funcionários, o 13º de funcionários (que estava atrasado) e dois meses do time de basquete e dos atletas de remo foram efetuados graças ao empréstimo de R$ 10 milhões. Como o data do vencimento dos jogadores é dia 25, o Flamengo entende que está em dia com o elenco, mesmo com a proximidade do próximo pagamento. O clube ainda está devendo o salário de fevereiro dos funcionários, dois meses do basquete e cinco do remo.

Redação Sport Marketing

Roda Rio 2016 girando patrocínio até maio

Quem viu pode ver de novo, quem não viu ainda é tempo. A Roda Rio 2016, montada no Forte de Copacabana pela Dream Factory permanece montada até início de maio. Patrocinada pela Secretaria Estadual de Esportes, Turismo e Lazer do Governo do Rio de Janeiro com o objetivo de divulgar a candidatura dos Rio de Janeiro aos Jogos Olímpicos de 2016 a Roda Rio 2016 também conta com o patrocínio e apoio da AmBev (Skol), Embratel, O Globo, Veja Rio, Mixer, Paradiso e DETRAN. Todas as empresas renovaram o contrato por mais dois meses. A organização contabilizou 150 mil pagantes nos primeiros meses da Roda Rio 2016. O investimento na montagem e na manutenção da Roda é de R$ 5 milhões.

Redação Sport Marketing

Sportv vende todas as cotas da Copa

O canal a cabo SporTV já fechou as cotas de patrocínio para a Copa do Mundo da África do Sul. AmBev, Castrol, HSBC, KIA, Mc Donald’s e Visa são as empresas que pagaram cada uma, o valor de tabela de R$ 20,8 milhões por cada cota e adquiriram o direito de receber 10.970 inserções cada na programação do canal. A veiculação começará agora em abril, durante a transmissão dos jogos das Eliminatórias da Copa e as exibições dos programas SporTV News, Tá na Área e Redação SporTV.

Redação Sport Marketing

Repsol de olho na F1

A companhia petrolífera espanhola, Repsol, está interessada em voltar a aliar a marca à F1. O jornal Marca especula uma possível associação com o piloto Jaime Alguersuari. A empresa tem contrato com o corredor de 19 anos, atual campeão da F3 inglesa, e que estreou na F-1 no comando do carro da Red Bull em 2008. De acordo com o periódico, Alguesuari terá o apoio da Repsol e da Red Bull na disputa da Fórmula Renault deste ano. Arturo Sus, chefe do programa de patrocínios da Repsol, disse que a MotoGP continua sendo o principal foco da petrolífera, mas rapidamente garantiu o compromisso com o jovem piloto.

Redação Sport Marketing

Massa endossa Soccerade

A Soccerade contratou um novo garoto-propaganda. Trata-se do piloto brasileiro de F1 Felipe Massa. O vice-campeão da última temporada, Massa vai ser patrocinado pela bebida energética quem também é endossada pelo jogador português Cristiano Ronaldo. Os valores do contrato não foram divulgados. "Estamos contentes de ter Felipe com a gente já que ele é um dos principais atletas mundiais. Sua atitude positiva, velocidade e resistência combinam com nossa marca e estamos certos que daqui para diante ele se tornará ainda mais bem-sucedido" - disse Ivar Jósafatsson, fundador da empresa às agências internacionais.

Redação Sport Marketing

China barra Coca-Cola

O investimento da Coca-Cola em patrocinar atletas chineses como o gigante do basquete norte-americano Yao Ming e Liu Xiang, medalha de ouro nos 110 metros com barreiras em Atenas 2004, e em divulgar a marca durante os Jogos Olímpicos parece não ter surtido o efeito esperado de abrir fronteiras novas no mercado mais concorrido do planeta! O governo da China rejeitou a oferta de US$ 2,3 bilhões feita pela Coca-Cola para adquirir as operações da China Huiyuan Juice Group. De acordo com o governo chinês, o negócio atrapalharia a competição no mercado de bebidas do país. O Ministério do Comércio chinês alegou que o bloqueio foi realizado por que a operação criaria uma posição dominante para a Coca-Cola, limitando a competição e dificultando a sobrevivência de companhias menores. "Isso poderia forçar os consumidores a pagarem preços mais elevados para terem uma menor variedade de produtos"- ressaltou o Ministério em comunicado público em seu site. A decisão irá impedir a maior aquisição da fabricante de bebidas em um país estrangeiro, além de custar a oportunidade de aumentar a participação no mercado de sucos da China para mais de 20% (ler matérias arquivo Sport Marketing: Nova propaganda olímpica da Coca-Cola ; Sport Marketing: Troca de pins bomba na Vila Olímpica; Sport Marketing: Coca-Cola renova design visando Beijing 2008; Sport Marketing: Coca-Cola já tem planos de marketing para Jogos ... ; Sport Marketing: Coca-Cola equipa restaurantes da Vila Olímpica de ... ; Sport Marketing: McDonald's e Coca-Cola lançam "Copos Beijing 2008".; Sport Marketing: Coca-cola espalha cordas nas ruas do Brasil; Sport Marketing: Coca-Cola fecha com ouro campanha olímpica; Sport Marketing: Especial: Yao Ming e Coca-Cola, entre tapas e beijos) .

Redação Sport Marketing