16 de jan de 2009

Corinthians anuncia três marcas parceiras

O Corinthians anunciou três marcas que estarão estampadas apenas no amistoso deste sábado, contra o Estudiantes, no Pacaembu: Ford (empresa automobilística); Vivo (telefonia); e Locaweb (domínios de internet). O clube não revelou os valores pagos pelas empresas para o uniforme e nem a posição dos logos. Especula-se que a Ford será a principal patrocinadora, no peito; a Vivo ficará no ombro e a Locaweb nas mangas. O Timão também negociou as placas publicitárias do Pacaembu exclusivamente para o jogo. “Colocamos nossa ideia do marketing de oportunidade em prática e, em poucas horas, recebemos várias propostas de inserção. Aproveitaremos de forma rentável o espaço que temos disponível para essa partida” - comentou o diretor de marketing, Luis Paulo Rosenberg.

Redação Sport Marketing

Rio 2016 assina protocolo de intenções

Os organizadores da candidatura do Rio de Janeiro aos Jogos Olímpicos de 2016 assinaram o protocolo de intenções para a constituição da Autoridade Pública Olímpica (APO), caso a cidade seja escolhida para receber o evento. O IOC - International Olympic Committee - Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciará no dia 2 de outubro, durante assembléia da entidade em Copenhague, na Dinamarca, qual será a cidade sede entre Rio de Janeiro, Madrid, Chicago e Tóquio. O protocolo foi assinado pelo ministro do Esporte, Orlando Silva Júnior, Sérgio Cabral, governador do Rio de Janeiro, e Eduardo Paes, prefeito da capital fluminense. A idéia é centralizar em um único órgão toda a coordenação de serviços públicos e a entrega da infraestrutura necessária à realização dos Jogos. Garantir a entrega do Parque Olímpico dentro do prazo e supervisionar projetos de regeneração urbana são algumas das funções da APO. A coordenação e o gerenciamento de todo o legado dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016 também está a cargo do órgão, que deve seguir em atividade até o dia 31 de dezembro de 2020, com possibilidade de prorrogação. A APO, que pode ter orçamento próprio, deve intermediar qualquer demanda do Comitê Organizador que necessite de atuação de algum órgão ou entidade vinculada à administração pública. Até o dia 12 de fevereiro de 2009, o Ministério do Esporte deve criar um grupo de trabalho, formado por representantes dos três governos, com a finalidade de apresentar propostas sobre o funcionamento da APO em um prazo de 60 dias, a contar da publicação do ato de designação no Diário Oficial da União. O projeto olímpico brasileiro deseja constituir um Comitê Organizador (OCOG) constituído em partes iguais pelo governo federal, governo estadual, prefeitura e Comitê Olímpico Brasileiro (COB). A meta é aumentar o poder de decisão da administração pública. Desta forma, o COB poderia priorizar a preparação da delegação. Já as tarefas executivas relacionadas aos Jogos Olímpicos de 2016 seriam atribuição simultaneamente do OCOG e da APO. No organograma sugerido paro o evento, o comando cabe ao Conselho Olímpico, que congrega a APO, OCOG, o COB, o Comitê Paraolímpico Brasileiro, o governo federal, o governo do Estado e a prefeitura. Paralelamente, o Conselho se relaciona com a Presidência da República, o Comitê de Gestão Federal para o Rio 2016 e o Congresso Nacional. Além desses, há outras instâncias e órgãos complementares que integram a governança dos Jogos, como o setor privado e a sociedade civil.

Redação Sport Marketing

Governo espanhol apoia candidatura de Madrid 2016

O governo espanhol anunciou apoio à candidatura de Madrid à realização dos Jogos Olímpicos de 2016. A cidade espanhola pretende investir o total de 15.345 milhões de euros, dos quais 94 milhões de euros serão destinados às instalações e 14.760 para infra-estruturas. O programa de apoio, aprovado em Conselho de Ministros e que corresponde às garantias exigidas pelo IOC - International Olympic Committee - Comitê Olímpico Internacional (COI), inclui ainda 500 milhões de euros para um plano integral de Segurança. Em nota oficial, o governo considera a candidatura de Madrid um projeto estratégico de Estado e, como tal, assume a necessidade de prever as medidas oportunas para que a candidatura vença. O documento do governo será incluído no dossiê final que Madrid remeterá ao COI até 12 de fevereiro.

Redação Sport Marketing

Bola do Campeonato Paulista gera insatisfação

A bola do Campeonato Paulista ainda não foi apresentada oficialmente, mas já está dando o que falar. O problema são as cores escolhidas pela Federação Paulista de Futebol e pela fabricante Topper: vermelha, amarela, preta e branca. A meta foi fazer uma homenagem à bandeira do Estado, mas para alguns jogadores, que já treinam com a nova bola, será difícil enxergar o modelo em jogos noturnos, mesmo com uma boa iluminação, além do peso, já que a bola parece ser mais "leve e menor". "É a mesma bola que eles utilizaram no último Paulistão, não existe motivo para reclamação" - defendeu o presidente da FPF, Marco Polo Del Nero. "A Topper já realizou os testes e está tudo bem. Claro que existirão os jogadores que na derrota afirmarão que a culpada foi a bola, isso é natural" - acrescentou.

Redação Sport Marketing

LOCOG fecha com Boston Consulting Group

A semana fo de altos e baixos para o LOCOG - London Organizing Committee Olympic Games - Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Londres. Se por um lado, a quebra da Nortel preoccupou o Comitê Organizador dos Jogos, por outro, o LOCOG conseguiu fechar dois contratos, garantindo 75% da verba almejada para o patrocínio doméstico do evento. O mais novo acordo foi com a Boston Consulting Group, empresa de serviço de consultoria. A BCG, especializa em finanças corporativas, irá ajudar o comitê na estratégia de vendas e comercialização de ingressos. Os valores do contrato não foram revelados. Esta semana, o LOCOG anunciou que também fechou acordo com a Adecco, alcançando o objetivo de 600 milhões de libras (US$875 milhões) em patrocínio doméstico. "Nós já alcançamos três quartos de nosso objetivo de patrocínio e nós estamos emocionados em anunciar mais este negócio.''

Redação Sport Marketing

Joma fecha com Santa Cruz

A Joma, fabricante espanhola de materiais esportivos, é a nova fornecedora do Santa Cruz. Os valores da transação que começou em dezembro não foram divulgados. A Joma é uma multinacional que existe há mais de 40 anos e atua em 70 países. Na Espanha, fornece material esportivo para Sevilla FC, Getafe CF e Racing de Santander. Na Inglaterra, para Charlton Athletics e Cardiff City. Na Itália, SSC Venezia e Pisa Calcio. A empresa ainda fornece uniformes de clubes dos Estados Unidos (Miami FC), da Nigéria, Romênia, Sérvia, República Tcheca, Eslovênia, Marrocos, Guatemala, El Salvador e Honduras. Produz ainda uniformes de futebol de salão, tênis e atletismo. Na América do Sul está com o Oriente Petrolero (Bolívia), Sporting Cristal (Peru), Independiente de Medellín (Colômbia). Em 2009 resolveu entrar no mercado brasileiro, buscando como estratégia fechar contrato com times de massa. O primeiro foi o Ceará/CE.

Redação Sport Marketing

Jogos de Londres vão gerar mais de 50 mil empregos

Os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, devem gerar cerca de 50 mil novos empregos fixos. De acordo com o primeiro ministro britânico Gordn Brown, as vagas seriam impossíveis se o país não recebesse o evento. Os "novos-futuros" contratados trabalharão na manutenção das sedes construídas por conta do torneio. Postos temporários também animam Brown ante a crise econômica mundial. "Três mil pessoas já estão empregadas e estimamos que, até o ano que vem serão mais 11 mil. Até 2012 creio que cerca de 30 mil pessoas estarão trabalhando em vagas temporárias criadas por conta dos Jogos que é um grande gerador de empregos" - disse o primeiro ministro britânico.

Redação Sport Marketing

Juventude estende contrato com Grupo Fátima Saúde

O Esporte Clube Juventude estende contrato de partocínio com o Grupo Fátima Saúde. O acordo de um ano prevê exposição da marca do Plano Fátima no peito e nas costas durante a disputa do Gauchão e nas mangas da camisa para o e restante do ano. A marca do Fátima também será exposta no peito e nas costas da camisa de treino e no peito da camisa de passeio, abaixo do logo da penalty, fornecedora de material esportivo do clube. Além disso, o Grupo Fátima seguirá prestando serviço de emergência durante os jogos e fornecendo planos de saúde para todos os funcionários do clube. O Grupo Fátima também é parceiro do clube em um projeto social, Programa Novos Talentos, que atende mais de 500 crianças em estado de risco social. “É muito importante para o Juventude poder contar com o apoio do Grupo Fátima. Tenho convicção de que essa parceria continuará trazendo grandes benefícios às duas partes. A continuidade do Fátima conosco demonstra o valor da marca do Juventude e é uma prova de que vale a pena investir no clube" - disse Ivo Dall'Agnol, Vice-Presidente de Marketing do clube. "É muito importante para o Grupo Fátima, que assim como o Juventude, é de Caxias do Sul, ser parceiro do clube. A parceria tem tudo para continuar sendo um sucesso"- relatou Roberto Zottis, Diretor Geral do Grupo Fátima Saúde (ler matéria arquivo Sport Marketing: Juventude fecha com Grupo Fátima Saúde).

Redação Sport Marketing

Federação Japonesa de Futebol apresenta candidatura para Copa do Mundo

A Federação Japonesa de Futebol pretende apresentar candidatura para sediar as Copas do Mundo de 2018 ou 2022."Temos apenas uma condição absoluta para receber alguma dessas Copas: que Tóquio seja escolhida para organizar os Jogos Olímpicos de 2016. Se isso não acontecer, será fisicamente impossível abrigar um Mundial de futebol" - explicou Motoaki Inukai, presidente da Federação Japonesa. Um dos problemas para a candidatura japonesa é que o país não dispõe de nenhum estádio com mais de 80 mil lugares sentados, condição exigida pela FIFA. A intenção é utilizar em uma possível Copa o estádio Olímpico que seria construído para a realização de uma Olimpíada no país. Em 2002, os japoneses receberam o Mundial, conjuntamente com a Coreia do Sul. O comitê executivo da Fifa irá anunciar as sedes das Copa de 2018 e 2022 em dezembro de 2010.

Redação Sport Marketing

Martini deixa Ferrari

A fabricante italiana de bebidas Martini não renovou patrocínio com a Ferrari para a temporada 2009 de F1. Martini, depois de associações no passado da categoria com a Alfa Romeo e a Lotus, retornou à categoria com a escuderia italiana em um contrato de três anos com 2006. O logo vermelho e preto da Martini já foi retirado da pintura do novo F60 foi lançado no começo desta semana. Especula-se que a empresa baseada em Turim pode continuar com publicidades na pista. O acordo entre a Ferrari e a Martini era estimado em mais de 3 milhões de euros ano.

Redação Sport Marketing