8 de jul de 2009

Operários entram em greve na África do Sul

A exemplo do que também já aconteceu em outros mega-eventos, os operários que trabalham na construção dos estádios para a Copa do Mundo de 2010 iniciaram greve. A classe operária da construção civil pleiteia aumento nos salários."Esta greve poderá ser incluída no Livro dos Recordes" por causa da longa duração, ameaçou em declarações à imprensa o porta-voz do Sindicato Nacional dos Mineradores (NUM, em inglês), Lesiba Seshoka, ao explicar que 70 mil trabalhadores aderiram à interrupção nas atividades. De acordo com o ativista sindical, alguns operários na África do Sul recebem menos de 4,50 rands (0,40 euro) por hora, e "a Federação Sul-Africana de Empreiteiros de Engenharia Civil (SAFCEC, em inglês) mente a todo o país ao afirmar que estamos pedindo um aumento de 65%, enquanto queremos 13%".

Redação Sport Marketing