3 de jul de 2009

Ministério do Turismo negocia com BID verba para Copa

Uma linha de crédito pode ser criada para as 12 cidades-sedes da Copa de 2014. Esta é a proposta do Ministério do Turismo que já negocia com o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). Espera-se que o banco que disponibilize US$ 1 bilhão (cerca de R$ 1,95 bi) para serem aplicados pelas capitais em obras de infraestrutura turística voltadas para o Mundial. Até o fim do mês, as sedes de 2014, que já devem receber verba do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) da Copa, saberão se vão ser contempladas com essa ajuda financeira adicional do banco. De acordo com a assessoria do Ministério, as sedes que usarem a linha de crédito do BID terão de aplicar 60% da verba em obras de infraestrutura turística voltada para a Copa, 20% em qualificação profissional e o restante na promoção. Como contrapartida, o banco deve exigir do ministério que aplique mais 50% do valor de cada projeto na cidade que o pleiteou. As cidades terão um prazo de 20 anos para pagar o empréstimo, a uma taxa de juros que deve girar em torno de 6%. Os quatro principais focos da pasta para a Copa são: hospedagem, qualificação profissional, promoção da Copa e infraestrutura voltada para o turismo.
Redação Sport Marketing