30 de jul de 2009

Meio Ambiente: Timberland e Nike em defesa da Amazônia!

A fabricante de calçados Timberland anunciou que não utilizará mais couro proveniente de animais criados em áreas recém desmatadas na Amazônia. A empresa passa a exigir que os fornecedores se comprometam com uma moratória da expansão de gado sobre áreas de desmatamento recente, garantindo assim que o couro usado não contribua com novos desmatamentos na Amazônia. “Com seu comunicado, a Timberland elevou o patamar das políticas ambientais e sociais de compra de couro de fornecedores que atuam na Amazônia. Esperamos que a nova postura da empresa sirva de alerta para os frigoríficos brasileiros, de que não há espaço no mercado para produtos que causam mudanças climáticas e destruição da floresta”, disse André Muggiati, do Greenpeace. Na semana passada outra gigante do setor, a Nike, já havia adotado uma política semelhante e decidiu cancelar a compra de couro vindo de animais criados em pasto ilegal, que destruíam áreas preservadas da floresta. A empresa passará a exigir dos fornecedores um sistema eficiente de rastreabilidade de origem da matéria prima, com a garantia que esse produto não está causando o desmatamento na região. O prazo dado pela empresa para regularização da situação é de um ano.
Redação Sport Marketing