8 de jul de 2009

Flamengo adota patrocínio pontual com Ale

O departamento de marketing do Flamengo mordeu a língua e passou a usar a cabeça. Depois de declarar que não seguiria os passos do Corínthians e de outros clubes que passaram a aceitar propostas de patrocínios pontuais, o Flamengo se rendeu à necessidade de faturar e deixou a impáfia de lado. O discurso de valorização da marca e de não aceitar patrocínios pontuais caiu por terra. O time da Gávea fechou contrato com a empresa petrolífera Ale por três meses. A marca entrará no lugar da marca Olympikus Tube a partir de outubro. Especula-se que o valor acertado é de R$ 3,5 milhões. Caiu também por terra a idéia de criar um programa para manter o manto sagrado rubro-negro limpo e sem patrocínio. O clube finaliza também o acordo de patrocínio nas mangas com a Bozzano que renderá R$ 2,5 milhões por sete meses, se o Conselho Deliberativo aprovar. Are Baba! Estava mais do que na hora! Nada como a crise!
Ler matérias arquivo:

Redação Sport Marketing