25 de jun de 2009

Voetur coloca COB em questão junto ao TCU

A Voetur, uma das maiores operadoras de turismo do Distrito Federal, com contratos em vários ministérios acaba de marcar um ponto em cima do Comitê Olímpico Brasileiro. O Tribunal de Contas da União condenou o COB a não usar recursos públicos federais no contrato com a operadora de turismo Tamoyo. De acordo com matéria publicada pelo Lancepress, o TCU apontou irregularidades do processo licitatório realizado em março de 2008. A Voetur inscreveu-se mas foi excluída sob o argumento de que não teria competência para executar o contrato. A empresa protestou junto ao TCU e no julgamento do dia 15 os conselheiros deram razão a ela. A Tamoyo é a parceira fornecedora de passagens aéreas, diárias de hotel e translados. Quando o COB passou a receber recursos da Lei Agnelo/Piva, o COB passou a ser obrigado a seguir os procedimentos ditados para os organismos públicos, como realizar licitações.
Redação Sport Marketing