4 de jun de 2009

Parceria entre Bank of America e USOC pode acabar

A parceria entre o Bank of America e o United States Olympic Committee (USOC) - Comitê Olímpico dos Estados Unidos, pode estar em perigo. O banco já sinalizou que, assim como a Home Depot e General Motors, poderá não renovar o contrato de patrocínio, caso as bases de negociações não sejam mudadas. A informação já foi confirmada por Lisa Baird, diretora de marketing do USOC que tem o banco como um dos mais importantes patrocinadores. "A incapacidade de gerar resultados de nosso patrocínio é o que levou a esta decisão "- disse ao Sport Marketing Joe Goode, vice-presidente senior do Bank of America. "No entanto, continuamos em conversações com o USOC em explorar formas alternativas para continuar o nosso apoio. Entretanto, não pretendemos renovar o negócio da forma como foi estruturado ao longo dos últimos 16 anos" - ressaltou. A potencial perda, ou redução, do aporte financeiro do patrocínio do Bank of America vem em um momento particularmente ruim para o USOC, em que o órgão teve que reduzir a máquina administrativa devido a crise financeira mundial. O Bank of America forneceu um valor entre US $ 12 milhões e US $ 15 milhões pelo quadriênio que terminou em 2008. O USOC tem ainda em curso negociações com a AT & T, a outra categoria de patrocínio que valeu pelo menos US $ 15 milhões no período de quatro anos e que também terminou em 2008. No total, o Comitê soma 23 patrocinadores para o ciclo 2009-2012, incluindo os novos patrocinadores Acer, Adecco e Deloitte que foram adicionados desde o início do ano.
Ler matérias arquivo:
Sandra White - Correspondente Sport Marketing - Estados Unidos