19 de jun de 2009

Ministério do Esporte responde ao TCU

O Ministério do Esporte afirmou, por meio de nota oficial, que não haverá prejuízo ao erário no caso de problemas referentes à contratação de instalações provisórias para o Pan. A nota vem em resposta ao Tribunal de Contas da União que apontou uma série de irregularidades em pesquisa de preços, compra e instalação de equipamentos para os Jogos, além de gastos, superiores ao planejado, não justificados. O TCU estabeleceu prazo de 15 dias para que Ricardo Leyser, titular da Sepan (secretaria especial do ministério para acompanhamento do Pan), Luiz Custódio Orro de Freitas, assessor de engenharia da Sepan, e representantes da empresa contratada deem explicações."Esclarece-se que os recursos destinados ao pagamento à empresa contratada estão bloqueados, desde 2007, no Ministério do Esporte, não só neste como em outros casos pendentes no TCU", escreveu o Ministério do Esporte, em nota oficial.
Redação Sport Marketing