2 de jun de 2009

Flamengo faz do limão uma limonada de marketing

Sem bala na agulha para arrumar empresas que aceitem a missão de ser patrocinador master, o Flamengo tenta disfarçar a dura realidade que vem passando, com a idéia de um 'projeto' para que a camisa continue limpa. Como na lenda da raposa e as uvas, na qual a raposa sem conseguir alcançar as uvas as rejeita dizendo que estão verdes, o presidente em exercício do Flamengo, Delair Dumbrosck, falou que conta com apoio dos torcedores para que o projeto camisa limpa seja possível. "Estamos estudando um projeto de lançar uma campanha para manter a camisa limpa. Já selecionei uma equipe que está vendo se o projeto é viável"- contou Delair. Vale ressaltar que a experiência de usar a torcida para gerar receitas nem sempre foi bem sucedida na Gávea. O mais recente exemplo de fiasco foi a Fla TV, que não atingiu os objetivos traçados em números quando foi criado o canal rubro-negro. O time, que passa por sérios problemas financeiros, não tem certidões negativas de débitos com o governo federal, o que prejudica e muito as negociações de patrocínio, afinal, não é toda empresa que se propõe a associar a marca a um parceiro com problemas com o fisco. As pendências fiscais também descartam as possibilidades do patrocínio com estatais e organizações ligadas ao governo - vide os problemas que os ginastas do clube estão passando e a não renovação do contrato com a Petrobras. Some essa crua realidade à crise econômica mundial, que tem assolado o esporte mundial. Saiu desse azedo quadro de terror, a 'ideia' do projeto camisa limpa do Flamengo, ou seja, o marketing do clube tenta fazer uma limonada com o limão que tem nas mãos! Uma coisa é certa, endividado, o Flamengo esquece o 'projeto' camisa limpa, assim que surgir a proposta real e vantajosa de patrocínio! O resto é balela! Tão balela e jogo de interesses e de cena quanto as divergências do clube com o Comitê Olímpico Brasileiro. Quem passa pela Gávea ainda vê os dois outdoors do clube estampando a propaganda do Rio 2016! O clube cedeu os espaços de graça?

Ler matérias arquivo: