11 de mai de 2009

Unisul termina com vôlei e culpa emissoras de tv

A falta de patrocínio e a diminuição nos valores das cotas para anúncios em uniformes e na quadra foram os motivos alegados pela Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul) para suspender os trabalhos da equipe de vôlei masculino Tigre/Unisul, sediada em Joinville, para a temporada 2009/2010. De acordo com o comunicado oficial, a universidade se compromete a manter a equipe de futsal, que joga a Liga nacional pela cidade de Tubarão, as 69 escolinhas de formação esportiva em 30 cidades, os times profissionais de natação e judô e as bolsas de estudos a atletas amadores e profissionais. A Unisul destaca que a omissão do nome real da equipe nas transmissões de televisão, teria contribuído para a desistência dos patrocinadores. O time masculino de vôlei do Joinville fechou as portas, mas o técnico Giovane Gávio, bicampeão olímpico com a seleção brasileira, não deixou a bola cair e já está se movimentando para arrumar um patrocinador para montar um time próprio. " Eu vou continuar. Em algum lugar eu vou montar um time – garantiu ele em entrevista ao site Globoesporte.com."A gente está neste exato momento tentanto reverter a situação. O que eu gostaria de dizer é que todo o esforço está sendo feito para manter os jogadores" – ressaltou. A crise parece mesmo ter alcançado o vôlei brasileiro. Em abril, o time feminino de Brusque também encerrou as atividades depois que o principal patrocinador, a Brasil Telecom, cancelou os investimentos. A equipe de Osasco, vice-campeã da Superliga Feminina 2008/2009, quase teve o mesmo destino. O time paulista chegou a anunciar o fim das atividades devido à falta de patrocínio do Finasa, mas um grupo de empresários respondeu a um apelo da prefeitura de Osasco e investiu na equipe.

Redação Sport Marketing