12 de mai de 2009

Supeita de propina mancha imagem dos Jogos de Vancouver 2010

A International Ice Hockey Federation (IIHF) - Federação Internacional de Hóquei no Gelo afirmou que irá investigar as alegações de que o chefe da Comissão de Coordenação dos Jogos de Vancouver 2010 recebeu propina. Rene Fasel, presidente da IIHF e membro do conselho executivo do COI, negou as alegações publicadas no jornal suíço, Sonntagszeitung, que o acusam de ter se beneficiado em negociações de marketing com a empresa de propriedade de um antigo amigo. O jornal diz que, desde 2004, Fasel tem sido envolvido em transações secretas relacionadas a contratos de patrocínio do Campeonato Mundial de Hóquei. O jornal Infront Sports, que é parceiro para a comercialização exclusiva IIH, disse que a empresa havia pago 400.000 francos suíços (cerca de US $ 413.000) para uma empresa pertencente a um amigo de infância de Fasel. Antigos parceiros comerciais e concorrentes de Fasel também confirmaram a acusação para o jornal, dizendo que uma empresa ligada a Fasel tinha comissões recolhidas entre 2004 e 2008. Fasel tenha sido presidente da Comissão de Coordenação de Vancouver desde que a cidade venceu a licitação para hospedar os Jogos Olímpicos em 2003. Ele também é membro do COI da comissão de coordenação dos Jogos de Sochi 2014. A soma de propina recebida chega a US$ 6 bilhões). Nos Jogos Olímpicos de Inverno de Calgary outro escândalo envolveu a imagem olímpica, este relacionado a ingressos.



Redação Sport Marketing