28 de mai de 2009

Marketing superfaturado: "Onde estiver... estarei"

Os torcedores do Flamengo residentes no Sul do país não estão nada satisfeitos com o projeto "Onde estiver estarei". De acordo com um representante da Fla RS, "mal foi lançada e a ação já é uma decepção. O projeto é para torcedores do Flamengo que moram fora do Rio irem ver o time no Maracanã e para cariocas possam viajar para jogos fora de casa. A Fla RS, torcida formada por rubro-negros do Sul, fez uma cotação para acompanhar a estreia de Adriano, domingo, no Maracanã. Os serviços incluídos previam uma passagem Porto Alegre - Rio pela Gol, uma diária no Hotel Bandeirantes, em Copacabana, traslados do aeroporto ao hotel, de lá para o estádio e depois ao aeroporto, além de um ingresso e uma visita à Gávea. O preço: R$ 2.754 - fora a taxa de embarque". Porém, os gaúchos, povo de faca na bota, foram fazer as contas de quanto sairia o mesmo pacote sem vínculos com o projeto e descobriram que a mesma passagem de ida-e-volta pela Gol custa R$ 297,24, já com a taxa de embarque. A diária para uma pessoa no mesmo hotel, R$ 170. O ingresso de arquibancada branca, R$ 40. Com uns R$ 150, dá para se locomover de táxi no trajeto Galeão-Copacabana-Gávea-Maracanã-Galeão. Total: R$ 657,24. Ou seja, o projeto "Onde estiver estarei" significa um "overprice" de quase R$ 2.100 por um único jogo, um único fim de semana. As contas estão todas na página da Fla RS". Usando as mesmas palavras de um indignado torcedor gaúcho: "o pessoal do departamento de marketing do Flamengo e seus "parceiros" (Marsans e Golden Goal) devem torcer pelo Vasco, ou pelo Fluminense. Ou não gostam de futebol..."
Redação Sport Marketing