15 de abr de 2009

Programa Bolsa-Atleta recebe mais de 7.400 inscrições

Atletismo, natação e judô foram os esportes que mais receberam pedidos de inscrições neste ano para o Programa Bolsa-Atleta, encerradas no último dia 31 de março. No total, o ministério recebeu mais de 7.400 inscrições de atletas em 120 modalidades esportivas, divididas em quatro categorias: Estudantil, Nacional, Internacional e Olímpica/Paraolímpica. O programa é voltado para atletas de alto rendimento que não possuem patrocínio. O benefício é uma ajuda financeira mensal no período de um ano no valor de R$ 300 (categoria Estudantil), R$ 750 (categoria Nacional), R$ 1.500 (categoria Internacional) e R$ 2.500 (categoria Olímpica e Paraolímpica). Na Olímpica/Paraolímpica atende o ciclo olímpico por quatro anos. Todos os atletas que compuseram a delegação brasileira nos Jogos Olímpicos e Paraolimpíadas de Beijing 2008, sem patrocínio, estavam aptos a solicitar a bolsa. O Bolsa-Atleta não é exclusivo das modalidades mais populares no Brasil. O programa recebeu pedidos de atletas do skate, snowboard, squash, corrida de rua, bicicross, balonismo, maratona aquática, para-quedismo, pentatlo moderno, hóquei na grama, futebol de 5 (para deficientes visuais), bocha, badminton, orientação, judô de cegos, beisebol e softball, entre outros. No boliche, esporte Pan-americano, uma das maiores atletas que representa o Brasil nas competições internacionais, Jacqueline Costa, 45 anos, entregou a documentação para receber o auxilio em 2009/10. Em 2008, o Ministério do Esporte atendeu 3.313 atletas. Pela primeira vez, o benefício foi concedido a todos os esportistas que estavam aptos a recebê-lo. Os atletas que se inscreveram em 2009 serão avaliados pelos técnicos do programa para que seja conferida toda a documentação exigida pelo Bolsa-Atleta.

Redação Sport Marketing