30 de abr de 2009

Ecclestone quer reduzir prêmios da F1 e FIA aprova teto orçamentário

Bernie Ecclestone, CEO da Formula One Management (FOM), tem planos de cortar pela metade o prêmio em dinheiro pago às equipes. De acordo com o jornal britânico Financial Times, Ecclestone tem como meta usar a verba economizada para reduzir os custos com aluguéis pagos aos circuitos que hospedam as corridas da F1. Outra notícia que anda agitando o circo da F1, é a decisão da International Automobile Federation (FIA) - Federação Internacional do Automóvel FIA em aprovar o teto orçamentário no valor de £ 40 milhões (quase R$ 129 mi) como limite voluntário. As equipes que se dispuserem a operar utilizando o teto terão maiores liberdades técnicas. O teto orçamentário será monitorado por uma nova Comissão de Custos que irá fiscalizar as despesas e terá a participação de um expert em finanças e de uma pessoa com experiência em automobilismo. Os membros serão indicados pelo Conselho Mundial de Esporte a Motor da FIA para ocuparem os cargos durante três anos. O limite de £ 40 milhões terá de ser cumprido entre 1º de janeiro a 31 de dezembro do próximo ano e deverá incluir todos os gastos das equipes, com exceções: motores (apenas em 2010), marketing, salários de pilotos e multas e penalidades impostas pela FIA, além de quaisquer itens que não influenciem no desempenho dos times. O número de carros no grid da F1 também vai aumentar a partir do próximo ano, quando serão 26 carros, dois a mais do que atualmente. A fim de estimular a entrada de novas escuderias, a FIA declarou que vai oferecer, em parceria com a FOM, o pagamento de taxas de participação, além de cobrir alguns gastos. Cada nova equipe receberá US $ 10 milhões (R$ 22 mi) ano, além de transporte grátis de dois chassis e mais dez toneladas de carga para todos os eventos da F1 fora da Europa, além de 20 passagens aéreas de classe econômica. Quatro equipes já demonstraram interesse em disputar a temporada 2010 da F1. USGPE, Lola, Aston Martin e iSport aguardavam o anúncio do valor do teto orçamentário para decidir o futuro na F1. As equipes que pretenderem disputar a temporada de 2010 serão confirmadas no próximo dia 12 de junho.

Redação Sport Marketing