20 de abr de 2009

Dívidas do Manchester United chegam a 1,1 bilhão

O Manchester United tem de pagar, nos próximos nove anos, uma soma em torno de 1,1 bilhão de libras em dívidas. Ou o empresário americano Malcolm Glazer, dono de uma fortuna pessoal estimada em mais de US$ 1 bilhão, refinancia os empréstimos ou terá que tomar medidas drásticas como vender o astro Cristiano Ronaldo para o Real Madrid. Outra opção é que o milionário, que herdou do pai uma relojoaria nos EUA e que hoje tem participações em empresas e petróleo, indústria de embalagens, planos de saúde, construtoras e bancos, venda o Manchester United para potenciais novos proprietários. Malcolm Glazer, que também é dono do Tampa Bay Buccaneers, time de futebol americano sediado na Flórida, negou uma proposta feita, há dois anos, por um consórcio chinês que estava disposto a pagar um bilhão de libras pelo time inglês. Os chineses ainda estão interessados, assim como outro grupo de Catar, que também está assistindo o transcorrer dos acontecimentos no Old Trafford. Especula-se nos vestiários da Inglaterra que Glazer terá de reembolsar 75 milhões de libras em 2013, 150 milhões de libras em 2014, 150 milhões de libras em 2015, 150 milhões de libras em 2016 e um pagamento final de 600 milhões de libras em 2017.

Leandro Rabello - Correspondente Sport Marketing - Londres