30 de abr de 2009

Dilma garante projeto olímpico e Paes anuncia ônibus BRT

A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, declarou em coletiva de imprensa no Hotel Copacabana Palace, que "os contratos assinados para a realização dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro, serão mantidos independentemente de partido e de pessoas". A ministra destacou que o evento não se trata de um compromisso de governo, mas sim um compromisso do Estado. Dilma participou da apresentação realizada para os 13 membros da Comissão de Avaliação do IOC - International Olympic Committee - Comitê Olímpico Internacional (COI) que estão na cidade carioca até sábado analisando a candidatura do Rio de Janeiro a hospedar os Jogos Olímpicos de 2016. Ainda de acordo com a ministra, dos R$ 30 bilhões orçados para os Jogos no Rio, um terço já foi contratado. Outro terço já estava no planejamento dos três níveis de governo e que o restante será investido apenas se o Rio for a cidade escolhida pelo COI. Além de Dilma, participaram da coletiva o ministro do Esportes, Orlando Silva, o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles e o prefeito do Rio, Eduardo Paes, que anunciou um investimento de 750 ônibus BRT (circula em trilhos) caso a cidade ganhe a candidatura. A exemplo do que foi feito nos Jogos Panamericanos, serão criadas faixas exclusivas para a "Família Olímpica". Outra medida apresentada por Paes será postergar as férias escolares de julho a agosto, para desafogar o trânsito. O prefeito também destacou que poderá realizar rodízio de carros no período olímpico. Outra medida exposta para os membros do COI é a intenção de usar combustíveis não poluentes.

Redação Sport Marketing