29 de mar de 2009

FIFA reclama falta de divulgação da Copa na África do Sul

Esta não é a primeira vez que a FIFA critica o Comitê Organizador da Copa do Mundo de 2010 de não divulgar o evento. Desta vez, quem deu o puxão de orelhas foi o secretário- geral, Jerome Valcke após ver o pequeno público que compareceu ao jogo entre África do Sul e Noruega, que marcou a inauguração de um dos estádios do país. "Compareceram à partida em Rustemberg pouco mais de 25 mil pessoas em um estádio que tem capacidade para 43 mil !" - declarou indignado e que atribuiu o pequeno público às fortes medidas de segurança adotadas nas proximidades do estádio responsáveis por atrasar e até impedir a entrada de milhares de pessoas. Em conversa com os jornalistas, o dirigente disse ter estranhado não ter um único cartaz promocional do Mundial ou da Taça das Confederações na viagem para o estádio. "O que me surpreende é que ainda não tenham sido vendidos os bilhetes para os jogos nos quais participam a seleção sul-africana"- referiu. A poucos meses do arranque da Taça das Confederações, o habitual ensaio geral para o Mundial, que vai decorrer entre 14 e 28 de junho, em quatro cidades sul-africanas, apenas estão vendidos um terço dos bilhetes disponibilizados para a competição. Na primeira visita do presidente da FIFA à África do Sul, Joseph Blatter, em setembro, a organização criticou a falta de divulgação dos dois eventos esportivos. "Quando visitamos a Alemanha há quatro anos, vimos que eles estavam fazendo uma divulgação enorme nas ruas, nos colégios e nas universidades" - disse Valcke. A 76 dias do início da Copa das Confederações, foram vendidos um terço dos ingressos colocados à venda há quatro meses, o que levou a FIFA a começar a vender entradas a empresas, o que não é comum. Nem os ingressos para os jogos da seleção da África do Sul esgotaram.

Redação Sport Marketing