24 de mar de 2009

FIA abaixa custos da super-licença

O presidente da FIA, Max Mosley, concordou em reduzir os custos da super-licença obrigatória aos pilotos de F-1. A Associação dos Pilotos de Grande Prêmio (GPDA) mostrou a insatisfação por conta do aumento dos preços da credencial. Segundo declaração emitida pela FIA, Mosley considerou o encontro bastante positivo. “Uma taxa reduzida refletiria as grandes reduções dos custos que serão trazidos para o esporte na próxima temporada”- afirmou. "Uma proposta vai ser feita ao Conselho Mundial de Esportes a Motor, para que sejam revistas as taxas de licença, exigidas dos condutores, no campeonato de 2010"- acrescentou. A FIA informou ainda que, a partir de agora, irá se encontrar regularmente com a GPDA, "para manter aquilo que promete em um diálogo construtivo".

Redação Sport Marketing