27 de mar de 2009

COI e USOC discutem divisão de receitas

O IOC - International Olympic Committee - Comitê Olímpico Internacional (COI) poderá rescindir o acordo com o USOC - United States Olympic Committee - Comitê Olímpico dos Estados Unidos. De acordo com a imprensa norte-americana, a informação partiu de Andrew Ryan, diretor da ASOIF - Association of Summer Olympic International Federations - Associação Internacional de Federações Olímpicas dos Jogos de Verão. O USOC, que é um dos 220 CONs - Comitês Olímpicos Nacionais vinculados ao COI, pleiteia uma maior fatia na divisão dos direitos de televisão distribuidos pela entidade. Vale ressaltar que o Comitê americano recebe 20% da renda gerada pelo programa de patrocínio TOP do COI e 12,75% dos direitos de tv olímpicos - porcentagens muito maiores do que qualquer outro CON do planeta! Na assembleia geral que está acontecendo em Denver, a ASOIF votou para que o COI encerre o contrato com o USOC. "As circunstâncias agora são totalmente diferentes de quando as negociações anteriores se realizaram. O presidente Rogge concordou que isto tem de ser revisto o mais rapidamente possível pelo conselho executivo. Há muito tempo fomos pedir para este modelo seja revisto, mas não vimos progressos suficientes e estamos esperançosos que isso ocorra agora" - disse Ryan que rejeitou igualmente a ideia de que o tema possa perturbar a candidatura de Chicago aos Jogos Olímpicos de 2016. O presidente da NBC Sports presidente, Dick Ebersol, também não acha "que a reformulação da divisão de receitas terá um papel importante vá influenciar a candidatura da cidade americana." A NBC Sports e sua empresa-mãe, a General Electric, proporcionar ao COI lucrativos acordos no domínio dos direitos tv e em patrocínios. "Espero, sinceramente, que USOC e COI encontrem um ponto de acordo" - disse Dick Ebersol.

Sandra White - Correspondente Sport Marketing - Estados Unidos.