19 de fev de 2009

Empregados em greve prejudicam construção de estádios da Copa

Cerca de 400 empregados da construção do estádio Mbombela/Nelspruit na África do Sul para a Copa do Mundo de 2010 foram demitidos. A informação foi confirmada por fontes sindicais e responsáveis pela contratação dos trabalhadores, que perderam o trabalho dez dias após greve considerada ilegal por melhoras salariais. "O objetivo é terminar o estádio em julho, mas teremos que aumentar o prazo por causa da greve"- disse um dos responsáveis pelo projeto, Neil Fourie. O estádio de Mbombela/Nelspruit terá capacidade para receber 46 mil torcedores e, durante a construção, já passou por outros protestos de trabalhadores, especialmente em fevereiro de 2008 e no final do mesmo ano. Em 2007, outras greves também afetaram o ritmo das abras nos estádios de Durban e Cidade do Cabo. Cerca de 20 mil trabalhadores estão contratadas atualmente para a preparação dos dez estádios para a Copa do Mundo. Cinco deles são novos projetos, e a outra metade está sendo reformulada.

Redação Sport Marketing