13 de jan de 2009

Vancouver pede dinheiro emprestado para construção de Vila Olímpica

Vancouver, palco dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2010, está à procura de um empréstimo de emergência de 458 milhões de dólares canadenses (cerca de 282,7 milhões de euros) da província de British Columbia, para poder completar a construção da Vila Olímpica. A assembleia muncipal da cidade aprovou por unanimidade, a alteração temporária aos estatutos de forma a poder contrair o empréstimo do governo sem ter de realizar um referendo. O "Globe and Mail" e a "Canadian Broadcasting Corp" noticiam que o financiador do projeto, o "Fortress Investment Group", deixou de adiantar dinheiro em setembro, altura em que os custos de construção dispararam. Receios que a crise no mercado imobiliário afetasse a venda das instalações pós-Jogos, inviabilizando assim o pagamento dos empréstimos, são a base desta crise. O custo de construção das 1.100 casas está hoje em, aproximadamente, 875 milhões de dólares canadenses (cerca de 538,9 milhões de euros), face aos 750 mihões (461,9 milhões de euros) iniciais. O "Fortress Investment Group" adiantou até agora 317 milhões de dólares canadenses (mais de 195,5 milhões de euros) e a cidade mais 100 milhões (mais de 61,6 milhões de euros), deixando 458 milhões em aberto, quantia que Vancouver quer agora pedir emprestado ao governo da província.

Redação Sport Marketing