7 de jan de 2009

Privatização do Maracanã

A privatização do Maracanã será definida. Márcia Lins, secretária estadual de esportes, o edital que entrega o estádio para a iniciativa privada passará para a empresa vencedora todo o complexo esportivo, que também inclui o ginásio Maracanãzinho, o Estádio de Atletismo Célio de Barros e o Parque Aquático Júlio Delamare. "O objetivo é preparar a estrutura para a Copa de 2014. Serão necessários investimentos de R$ 200 milhões que vão desde assentos marcados até novas saídas para esvaziar o estádio em 8 minutos. Outros R$ 200 milhões serão aplicados em uma nova cobertura protegendo todos da chuva " – disse Márcia Lins ao JB. A gestão do estádio será da iniciativa privada. Em 2007, todo o complexo recebeu investimentos federais de R$ 130 milhões por conta do Pan-Americano. Mas, segundo Márcia, ainda assim é preciso adaptar o estádio para as exigências da FIFA. A manutenção do estádio custa R$ 10 milhões por ano e segundo a secretária, a receita maior vem de eventos e não das partidas de futebol. As reformas devem estar concluídas até 2012, para que em 2013 seja realizada a Copa das Confederações nos estádios que sediarão a Copa do Mundo de 2014.

Redação Sport Marketing