3 de dez de 2008

COB redistribui verbas da Lei Agnelo/Piva para 2009

O Comitê Olímpico Brasileiro redistribuiu as verbas da Lei Agnelo/Piva para 2009. De acordo com o anúncio do COB, 17 Confederações que recebem menos de R$ 2 milhões tiveram os valores anuais aumentados em relação ao estudo preliminar apresentado pelo COB no dia 7 de novembro. Não houve aumento dos valores das sete Confederações que recebem entre R$ 2,3 milhões e o teto de R$ 2,5 milhões. O valor mínimo das modalidades olímpicas de verão passou para R$ 800 mil, e das modalidades de inverno para R$ 600 mil, em função de 2009 ser ano pré-olimpico. O novo repasse será possível graças ao aumento da estimativa de arrecadação dos recursos da Lei Agnelo/Piva no próximo ano para R$ 79 milhões, o que significa um aumento de 18% em relação à previsão feita inicialmente para 2008. “Estamos certos de que os valores apresentados às Confederações para 2009 atendem às necessidades para cumprir o planejamento estratégico de crescimento de cada modalidade. O mais importante é que a diferença de valores entre as Confederações que recebem mais e as que recebem menos está diminuindo. Este é um processo que se acentuará na medida em que as Confederações de menor porte apresentarem evolução das modalidades. Mas todas, inclusive as mais avançadas, terão que cumprir as metas do COB para merecerem o patamar financeiro em 2010. Esta análise do COB será dinâmica” - explicou o superintendente executivo de esportes, Marcus Vinicius Freire. O plano de metas para cada modalidade deverá ser apresentado pelo COB em janeiro. Os valores apresentados pelo COB tiveram como base cinco pontos fundamentais: análise das Prioridades e Metas de cada modalidade no período 2001/2008, atingidas e não atingidas; participação nos Jogos Sul-americanos 2006, Pan-americanos 2007, e Jogos Olímpicos 2008; análise do último Ciclo Olímpico; trabalho nas categorias inferiores, qualificação de técnicos e gestores; e planejamento do Ciclo 2009/2012. “O mais importante é que as Confederações Brasileiras Olímpicas, sobretudo as de menor porte, terão condições de executar o plano de desenvolvimento para cada modalidade. O COB dará todo o apoio necessário para a execução desse plano, porém as Confederações terão que cumprir as metas que serão definidas em função do planejamento de cada modalidade para 2009. Vale ressaltar que as metas sempre existiram, a diferença agora é que elas serão divulgadas. Para isso, tivemos a preocupação de fechar o ciclo olímpico para não interferir na preparação das equipes para Pequim 2008”, avaliou o presidente do COB Carlos Arthur Nuzman.

Confira abaixo a estimativa de repasse às Confederações em 2009:

Modalidades com campeões olímpicos ou conquista de mais de uma medalha em Jogos Olímpicos: R$ 2,5 milhões – Atletismo, Desportos Aquáticos, Judô, Vela e Voleibol

Modalidades com campeões pan-americanos e/ou histórico olímpico
R$ 2,3 milhões – Ginástica e Handebol
R$ 1,8 milhão – Hipismo
R$ 1,7 milhão – Basquete

Modalidades em desenvolvimento com resultado sul-americano, pan-americano e mundial
R$ 1,6 milhão – Canoagem, Ciclismo, Remo e Tênis de mesa
R$ 1,4 milhão – Boxe
R$ 1,3 milhão – Tênis e Tiro Esportivo
R$ 1,2 milhão – Triatlo
R$ 1 milhão – Taekwondo

Modalidades em desenvolvimento com resultado sul-americano
R$ 900 mil – Esgrima e Lutas
R$ 800 mil – Badminton, Hóquei sobre grama, Levantamento de peso, Pentatlo Moderno e Tiro com arco
R$ 600 mil – Desportos no Gelo e Desportos na Neve

Redação Sport Marketing

Adidas lança bola Sub 21 EURO 2009

A Adidas apresentou a bola oficial da UEFA Sub 21 EURO 2009. Batizada de TERRAPASS, a bola foi apresentada no sorteio da competição, em Gotemburgo. A bola tem um design futurista que homenageia a Suécia, país anfitrião da prova realçando o azul e o amarelo, cores da bandeira sueca. Também destacam-se a silhueta da Europa, juntamente com o logotipo oficial do evento. A tecnologia utilizada envolveu a adição de uma estrutura extremamente fina à camada exterior da bola, semelhante a "pele de ganso", a fim de melhorar a aderência entre a bola e a chuteira. A Adidas TERRAPASS é composta por 14 gomos unidos por meio de uma tecnologia de junção térmica que, juntamente com a nova superfície, concede à bola, quando vai no ar, uma maior capacidade de mudança de direção e precisão. A TERRAPASS segue a linha de bolas oficiais que a Adidas fornece para todos os grandes eventos organizados pela UEFA e pela FIFA desde 1970.

Redação Sport Marketing

Footbo.com inova

O Footbo.com (http://footbo.com), a comunidade virtual de maior crescimento dedicada aos amantes do futebol do mundo todo, conta já com uma seção (gerada ao gosto do usuário) pensada para os jogadores de futebol amador. Esta nova seção permite que jogadores e times simpatizantes criem e administrem os próprios perfis pessoais ou grupais. "Esta nova característica irá possibilitar que os membros do Footbo deixem a marca na história do futebol, ao dar a eles as ferramentas necessárias para dirigir os próprios times, estando em contato com outros fãs e membros da comunidade"- disse Mani Honigstein, fundador da Footbo. A versão beta foi lançada ao mercado em junho de 2008 e consiste em uma rede social que inclui um conjunto elaborado de aplicações relacionadas especificamente com o futebol. Desde o lançamento, mais de 200.000 amantes fãs do futebol tornaram parte da comunidade.

Redação Sport Marketing

Escuderias não pagam buraco de Höckenheim

A BMW e a Mercedes-Benz não vão pagar o buraco financeiro do circuito de Höckenheim, que ameaça sair do calendário mundial da F1. De acordo com o jornal germânico Mannheimer Morgen, o governo agendou um encontro com as escuderias alemães e os proprietários do circuito com o objetivo de encontrar uma solução para o caso. "As equipes e os fabricantes são responsáveis pelo esporte, não servem para financiar as corridas" - deixou claro o diretor da Mercedes-Benz, Norbert Haug.

Redação Sport Marketing

Forbes divulga lista dos que mais faturaram em 2008

A revista americana Forbes divulgou a lista das 20 celebridades que mais receberam dinheiro em 2008. O jogador de basquete norte-americano Kobe Bryant aparece em terceiro lugar tendo faturado US$39 milhões e LeBron James está em quarto (US$38 milhôes). Os tenistas Roger Federer e Maria Sharapova também estão entre as 10 celebridades mais bem pagas do mundo, contando apenas pessoas abaixo dos 30 anos. Federer aparece em quinto lugar, com 35 milhões de dólares ganhos em 2008. O suíço renovou por 10 anos o contrato milionário com a Nike, além de manter o patrocínio da Mercedes-Benz, Wilson e Emmi. Sharapova, é a sétima, tendo embolsado 26 milhões. A russa, atleta mais bem paga do esporte feminino, mantém o contrato milionário com a Motorola, além de continuar representando a Canon, Prince, Tag Heuer e Parlux. As irmãs Willians são as outras representantes do tênis, com Serena em 11ª (faturou 14 milhões de dólares) e Vênus logo na seqüência, em 12ª (ganhou na temporada 13 milhões de dólares).

Redação Sport Marketing

Mercado: Apple erra ao informar usuários

A Apple que ficou famosa por construir computadores praticamente imunes a vírus colocou e depois retirou, um alerta na página pedindo aos usuários de Mac que instalassem softwares antivírus. No site, a empresa de Steve Jobs encorajava "o uso de múltiplas soluções antivírus, de modo a forçar os programadores a ultrapassar mais de uma barreira, tornando assim todo o processo de criação de vírus mais difícil". Segundo a empresa, a nota foi inicialmente divulgada no ano passado e atualizada no dia 27 de novembro deste ano. "Nós removemos o artigo porque ele é velho e inexato. O Mac é desenhado com tecnologias que protegem a máquina contra programas maliciosos e ameaças de segurança. No entanto, como nenhum sistema é 100% imune, utilizar um software antivírus pode garantir uma proteção adicional"- disse o porta-voz da Apple, Bill Evans.

Redação Sport Marketing

Escócia e País de Gales com olhos no Europeu 2016

A Escócia e o País de Gales estão com intenções de sediar o Campeonato Europeu de futebol em 2016. De acordo com a Associação Escocesa de Futebol, a autoridades da Irlanda do Norte também devem ser incluídas nas próximas discussões. A idéia é sediar o torneio em parceria. "Está longe para sugerir que nós estamos planejando lançar uma proposta, mas nós temos tido conversar experimentais com o País de Gales e outras conversações com a Irlanda do Norte estão sendo programadas para a reunião da International Board em Belfast no final de fevereiro"- disse o porta-voz da associação da Escócia. "Todos nós sabemos que não temos condições se sediar um campeonato de 24 times, como será em 2016, mas estamos explorando a possibilidade de co-sediar o torneio."A UEFA decidiu em setembro aumentar o número de finalistas de 16 para 24 times para 2016. "Seria maravilhoso", disse David Taylor, secretário-geral da UEFA ao jornal The Herald, em Glasgow. Bélgica e Holanda receberam o torneio em 2000. Neste ano Áustria e a Suíça sediaram o campeonato. Ucrânia e Polônia co-sediarão o evento em 2012.

Redação Sport Marketing

Quanto vale Cristiano Ronaldo?

Cristiano Ronaldo vale mais de 63 milhões de euros, em Portugal. De acordo com uma análise, realizada pela Cision (consultora de imagem), em função do espaço editorial ocupado pelo jogador na imprensa e televisão de janeiro a outubro de 2008, este valor (estimado), o qual já contempla o fato do jogador ser um dos indicados para ganhar a Bola de Ouro, não sofrerá grande variação com a confirmação. E
internacionalmente? "Conseguir o prêmio da France Football é o evento de maior impacto midiático para os jogadores" - reforçou Francesc Pujol, professor na Universidade de Navarra, em Espanha, ao periódico português DN. Passando o pico de mídia, em dezembro, Ronaldo mantém os cerca de 83 milhões de euros apurados em junho deste ano e que bateram o próprio valor dele enquanto jogador (72 milhões de euros), excedendo ainda o de Ronaldinho no melhor momento midiático, há ano e meio - 80 milhões de euros. Francesc Pujol salientou que os três anteriores vencedores da Bola de Ouro - Ronaldinho (2005), Cannavaro (2006) e Kaká (2007) - viram o midiatismo atingir o pico em dezembro, mas, em janeiro, voltou a cair para índices normais. Alertando que "o potencial de mídia não representa o valor a pagar por uma marca ao utilizar a imagem do internacional português para a publicidade, mas uma referência", Uriel Oliveira, vice-presidente da Cision, refere que as marcas portuguesas mais associadas espontaneamente a Cristiano Ronaldo são o BES, a Nike e o Modelo. Escusando-se a definir Ronaldo como uma marca, mas como alguém que pode cobrar determinado valor para endossar (representar) uma marca, Ricardo Monteiro, presidente da Euro RSCG, confirma que o jogador é muito valioso. "Não existe uma marca Cristiano Ronaldo, tal como não existe uma marca Portugal ou Luís Figo. O endosso vale a beleza do futebol, dos gols que marca o comportamento". Questionado sobre quanto pode cobrar agora o Bola de Ouro na publicidade, o mesmo responsável estima: 4 milhões de euros para a Nike, uma marca global, e cerca de um milhão para o BES, num contrato anual. Já a BBDO, agência do BES, que considera Ronaldo uma marca avaliada em 50 milhões de euros, afirma que a Bola de Ouro não inverte a tendência de desvalorização.

Redação Sport Marketing

Adidas ameaça FINA

Depois da saída da Nike, é agora a Adidas que ameaça deixar de fabricar equipamentos de natação, caso a Federação internacional (FINA) não coloque um fim na utilização dos maiôs Speedo LZR. Digerindo mal os 70 recordes do mundo (entre 90) obtidos por atletas equipados com os maiôs da Speedo, a Adidas pondera deixar a água por considerar estar perante uma concorrência desleal, alegando que os LZR violam as leis da natação. A Adidas foi a primeira marca a construir um maiô completo, à base de tecidos da pele de tubarão, precisamente o fato que equipou durante anos Ian Thorpe e valeu dezenas de recordes. Quanto à FINA, parece cada vez mais na berlinda. Depois de se ter congratulado com a chuva de recordes obtidos em Beijing, a saída de duas grandes marcas, num momento em que os patrocinadores não abundam, tem de ser gerida com delicadeza. A promessa de que tudo será revisto no próximo congresso, no Verão, ganha mais força. (ler matérias arquivo Sport Marketing: Speedo lança novos modelos olímpicos; Sport Marketing: Tecnologia Speedo acusada de proporcionar recordes; Sport Marketing: FINA libera novos modelos de maiôs; Sport Marketing: Nike cede espaço olímpico para maiôs Speedo; Sport Marketing: França mela maiô LZR Racer Speedo; Sport Marketing: Adidas se empenha em maiô olímpico mais eficaz ...; Sport Marketing: Speedo, medalha de ouro de marketing em Beijing; Sport Marketing: César Cielo não renova com Speedo).

Redação Sport Marketing

A nova onda de Phelps

Depois de ganhar oito medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos de Beijing e entrar para a história da natação mundial, o nadador Michael Phelps tem feito de tudo, menos se dedicar ao esporte. Phelps, apontado pela Sport Illustrated como o atleta do ano (ler matéria arquivo Sport Marketing: Phelps eleito atleta do ano), praticamente ainda não treinou depois de Beijing. Melhor dizendo, não treinou nas piscinas, porque nas mesas dos cassinos de Las Vegas, Phelps tem sido constantemente visto treinando pôquer. Segundo o Las Vegas Review, o nadador está tendo aulas com jogadores renomados, com o objetivo de disputar o campeonato mundial no ano que vem. Isso sem contar, as vezes em que é flagrado enfiando o pé na jaca, bebendo ou bulinando com streepers em bares. O filho de Dna Debbis mostra a cada dia que não foi devidamente instruído psicologicamente para o sucesso e isso é um perigo para as marcas que o nadador endossa. Agora, a nova onda de Phelps chama-se Caroline "Caz" Pal, garçonete e ex-stripper do Palms Casino Moon Nightclub, com quem o fenômeno está namorando há dois meses, mas já levou para Dna Debbis conhecer durante o tradicional jantar de Ação de Graças. Será que a Octagon, empresa que cuida da carreira do atleta, está orientando o ídolo das piscinas, a fim de não deixá-lo queimar a imagem publicamente? Por enquanto, a empresa de marketing esportivo está sendo muito eficiente apenas na questão lucros e business (ler matérias arquivo Sport Marketing: Phelps vira garoto propaganda Subway; Sport Marketing: Michael Phelps vira empreendedor; Sport Marketing: Phelps é a marca americana).

Redação Sport Marketing