10 de set de 2008

CBV renova com BB

Conforme o Sport Marketing anunciou, a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) renovou o contrato de patrocínio com o Banco do Brasil. O novo acordo como BB, que patrocina o vôlei desde 1991, se estenderá por mais quatro anos. Estiveram na cerimônia de assinatura do documento, em Brasília, além dos presidentes das entidades, os atletas Giba, Fofão, Maurício e Ivna - os dois últimos das seleções juvenis. Os valores do novo acordo não foram revelados.

Redação Sport Marketing

VANOC fecha mais um contrato para 2010

O VANOC -Vancouver Organizing Committee - Comitê Olímpico Organizador dos Jogos Olímpicos de Inverno de Vancouver contam com mais um patrocinador. A empresa Acklands-Grainger Inc terá a marca entre as empresas que ajudaram o VANOC a alcançar o aporte de US$735 milhões em patrocínio local/doméstico para a realização do evento em 2010. A meta do VANOC já está 97% alcançada, uma vez que a meta é de US$760 milhões. Os valores do patrocínio não foram revelados, mas a companhia junta-se aos demais forncedores oficiais, a categoria que exige uma contribuição de US$3 milhões a US$15 milhões. De acordo com Dave Cobb, vice-presidente de marketing do VANOC afirmou que existem vários outros novos patrocinadores que esperam oportunidade de se juntarem à lista dos provedores oficiais de categorias específicas. Acklands-Grainger Inc será fornecedora de equipamentos de segurança oficial para o VANOC. O negócio dará à Acklands-Grainger direitos de marketing de utilizar as logomarcas olímpicas do Vanoc em ações de marketing e logotipos da delegação canadense nos Jogos de Londres 2012 (Verão). A Acklands-Grainger é a maior distribuidora de material de segurança do Canadá com 155 filiais em todo o país. Os Jogos de Vancouver 2010 agora somam oito patrocinadores mundiais (TOPs - Coca-Cola, Atos Origin, GE, McDonald´s, Omega, Panasonic, Samsung, VISA), seis patrocinadores domésticos (Bell, HBC, RBC, GM, PetroCanada, Rona), 10 parceiros oficiais (Air Canadá, BcHydro, Bombardier, British Collumbia Lottery Corporation, Canadian Pacific, ICBC, Jet Set, Ricoh, Rpyal Canadian Mint, Teck Cominco) e 26 fornecedores oficiais (3M, Acklands-Grainger, Aggreko, Aquillini, Birks, Britco, Canada Post, Dow Canada, Epcor, Garret, General Mills, Hain Celestial Canada, Haworth, Millenium Development, Nortel, Purolator, Saputo, SleepCountry, Sun, Tickets.com, TransCanada, YVR, VincorCanada, Weston, Woropolis, Wringley Canada).

Redação Sport Marketing

Portugal deseja marcas participativas no futebol

Uma pesquisa realizada em Portugal pela área de Planeamento e Estudos de Mercado do “Futebol Insights” apontou que aproximadamente 70% dos entrevistados consideram que as marcas deviam fazer algo mais pelo futebol “em vez de apenas se mostrarem”, e pedem marcas mais ativas. O documento acrescenta que a Sagres, cervejeira, se destaca entre as marcas associadas ao futebol português seguida da PT, Nike e Adidas. Quanto às expectativas para esta temporada, os portugueses revelaram-se céticos : num universo de 432 pessoas entrevistadas, apenas 13% consideram que a arbitragem será melhor.

Redação Sport Marketing

Corinthians aguarda posição da Nike

Enquanto a Nike aguarda o sinal verde da matriz da empresa, em Portland (EUA) para a renovação antecipada do contrato com o Corínthians, que vale até dezembro de 2009, a Adidas, está correndo por fora com a proposta de assinar um pré-contrato com o Timão, com validade a partir de 2010, no valor de R$ 15 milhões por ano. A fabricante alemã de materiais esportivos durante 2009 adiantaria parte da quantia, para que o "prejuízo" que o contrato com a Nike ainda vigente não fosse tão grande. A Nike paga atualmente o valor de R$ 7 milhões (R$ 5 milhões, mais R$ 2 milhões de material, fora os royalties), valor que no caso de renovação poderia chegar até R$ 17 milhões anuais (no total, somando confecção e royalties por peças vendidas), com validade até o fim de 2012.

Redação Sport Marketing