4 de ago de 2008

Rede de ingressos olímpicos falsos desmascarada

O BOCOG - Beijing Organizing Committee Olympic Games - Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Beijing descobriu os sites que vendiam ingressos falsos para os Jogos. Seis sites foram localizados em uma corte distrital da Califórnia, nos Estados Unidos. Entre as vítimas que compraram ingressos falsos estão famílias de atletas da Oceania, China, Estados Unidos, Japão, Grã-Bretanha e Noruega. Segundo o IOC - International Olympic Committee - Comitê Olímpico Internacional (COI), esses endereços eletrônicos serão fechados.

Redação Sport Marketing

Nus com grana no bolso

Tudo começou nos Jogos Olímpicos de Atlanta, quando alguns atletas olímpicos australianos posaram nus para compor um calendário que vendeu como água. De lá prá cá, os calendários estilizados com atletas fazendo performances sem roupa virou tradição em cada edição dos Jogos. Em Beijing não seria diferente. Três dos melhores atletas britânicos posaram nus para uma campanha publicitária do Powerade, bebida isotônico para esportistas. O saltador Phillips Idowu, a ciclista Rebecca Romero e o nadador Gregor Tait são os pelados do momento. As fotos fazem parte de uma campanha publicitária da Coca-Cola no Reino Unido, patrocinadora oficial dos Jogos Olímpicos desde 1928, com contrato renovado até 2020. "Todo mundo está acostumado a ver atletas competindo ou ganhando, mas queríamos mostrar a preparação real de um atleta, os músculos e o poder" - afirmou Cathryn Sleight, diretora de marketing da Coca-Cola para o Reino Unido, que lançou a campanha da bebida.

Redação Sport Marketing

COB e Google garantem imagem da Vila de Beijing

O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) fechou parceria com o Google para um canal exclusivo da delegação olímpica brasileira no YouTube e, durante os jogos, os fãs poderão também adicionar o tema da torcida brasileira à página do iGoogle. É a primeira vez que o esporte olímpico nacional vai além dos pódios e conquista espaço próprio no site de buscas e de vídeos mais acessados do mundo. O canal do COB no YouTube que poderá ser acessado no endereço www.youtube.com.br/timebrasil - é uma extensão do site Time Brasil, endereço virtual da delegação brasileira nos Jogos Olímpicos de Beijing. A parceria com o Google permitirá que os esportistas recebam perguntas dos torcedores aqui do Brasil e as respondam em uma cabine do YouTube na Vila Olímpica de Beijing. Os vídeos com as perguntas e as respostas serão postados no canal e todos poderão saber curiosidades dos ídolos. O canal já tem vídeos postados pelo COB, incluindo um em que diversos atletas convidam os torcedores a acompanhar os jogos e enviar perguntas pelo site. “Estamos com esperanças de muitas medalhas do Brasil nas Olimpíadas e esta parceria é uma forma de darmos força aos nossos atletas que estarão longe de casa e da torcida”- disse Felix Ximenes, diretor de comunicação do Google no Brasil. “O YouTube tem a plataforma ideal para torcedores e atletas trocarem mensagens.” "O COB está atento às novas tendências da tecnologia. Nos Jogos Olímpicos de Beijing daremos oportunidade ao público de estabelecer contato direto com seus ídolos. A parceria entre o COB o Google levará o torcedor brasileiro para dentro da Vila Olímpica, incentivando os atletas e transmitindo a vibração da nossa torcida”- disse Leonardo Gryner, diretor de marketing do COB. O iGoogle, a página inicial do Google que pode ser personalizada, poderá ter a marca da torcida brasileira durante os Jogos. “O iGoogle é muito prático, pois permite ter em uma só página as informações que o usuário gosta de acessar quando inicia o dia, como notícias sobreos Jogos e informações sobre os últimos vídeos postados no YouTube”- afirmou Ximenes.

Redação Sport Marketing

i.lounges Lenovo são sucesso nas Vilas Olímpicas de Beijing

Na Vila Olímpica de Beijing, um dos locais mais frequentados por atletas, visitantes e oficiais de todo o mundo é o i-lounge da Lenovo. Patrocinadora oficial dos Jogos Olímpicos de Beijing e única empresa chinesa entre os patrocinadores TOP´s do programa de marketing do IOC - International Olympic Committe - Comitê Olímpico Internacional, a Lenovo montou, no total, seis i-lounges nas Vilas Olímpicas. O i.lounges provê aos atletas e oficiais mais de 260 computadores com acesso a internet, blogs e video chats. Abertos diariamente das 8 da manhã até a meia-noite, os i-lounges contam com o apoio de técnicos da Lenovo. Além das quatro instalações na Vila Olímpica de Beijing, a Lenovo instalou i.lounges nas Vilas de Qingdao e Hong Kong. Os i.lounges Lenovo continuarão a operar durante os Jogos de Paraolímpicos.Além dos i.lounges,a Lenovo,presenteou mais de 100 atletas de mais de 25 países e 29 esportes com notebooks IdeaPad. Todos esses atletas alimentam diariamente, com notícias, o blog www.lenovo.com/voicesofthegames. Esta será a primeira edição olímpica em que os atletas poderão alimentar blogs durante a competição. Patrocinadora oficial do Revezamento da Tocha Olímpica, a Lenovo proveu mais de 30 mil peças de computares para administrar as operações dos Jogos de Beijing 2008. Apesar do exclente trabalho, a Lenovo não renovou o compromisso com o Movimento Olímpico para o próximo quadriênio.

Redação Sport Marketing - Beijing 2008

Tóquio idealiza Jogos Olímpicos compactos

Candidata a sediar os Jogos Olímpicos de 2016, ao lado de Rio de Janeiro, Chicago e Madri, a metropolitana Tóquio, de 32 milhões de habitantes, apresentou, em Beijing, um projeto que prevê a realização da maior parte das provas no centro da cidade, com os centros esportivos distantes no máximo 8 km da Vila Olímpica. Durante coletiva de imprensa, o presidente do comitê de candidatura Ichiro Kono também apresentou o logotipo e o lema Tóquio-2016. A logomarca é inspirada no Musubi, símbolo tipicamente japonês, que representa um nó, e está ligado ao lema "Uniting our worlds" -"Unir nossos mundos". O projeto japonês de candidatura pretende unir "a herança do passado e a modernidade", utilizando 21 dos estádios construídos nos dos Jogos Olímpicos de 1964. "Pretendemos construir apenas dez centros" - disse Ichiro Kono. "Será uma edição olímpica sóbria" com um orçamento estimado em 48 milhões de dólares para a candidatura. Alguns centros novos deverão ser construídos ao lado das regiões históricas da capital japonesa, como o Palácio Imperial. O anúncio da cidade escolhida será feito em outubro de 2009.

Redação Sport Marketing - Beijing 2008

CBF não terá agência para Copa do Mundo de 2014

A Confederação Brasileira de Futebol não vai mais contratar uma agência de publicidade para cuidar da comunicação relativa à Copa do Mundo de 2014. De acordo com o site "Meio & Mensagem", além de não contratar, a CBF resolveu dispensar os serviços da MPM, empresa que prestou serviço à entidade por quase dois anos, a qual foi responsável pela confecção do Bid Book, o livro de encargos que resultou na vitória do Brasil para a sede do evento. Ricardo Teixeira, presidente da CBF, achou por bem não trabalhar mais com agências, a fim de evitar posições privilegiadas de negociações de cotas de patrocínios da Copa do Mundo. O Comitê Executivo Organizador da Copa do Mundo, que terá orçamento de US$ 500 milhões (R$ 785 milhões) até 2014 para gerir todos os assuntos relacionados ao evento, desde tecnologia de transmissão a infra-estrutura e segurança será formado ainda este mês. Esses recursos serão totalmente fornecidos pela FIFA e referem-se à antecipação da receita com venda de ingressos para a Copa. O Comitê não irá negociar cotas de patrocínios; fará apenas a indicação à FIFA de clientes e agências interessadas em associar as marcas ao evento para que a transação seja conduzida diretamente pela entidade máxima do futebol internacional.

Redação Sport Marketing

Adidas traz astros da NBA ao Brasil

A Adidas trouxe para o Brasil os astros da NBA - Liga Profissional Norte-Americana de Basquete (NBA), Antawn Jamison, do Washington Wizards, e Raymond Felton, do Charlotte Bobcats. Eles vão participar do novo programa de basquete de base Adidas Nations, que oferece oportunidade para jovens atletas da categoria sub-18 de treinar, competir e desenvolver habilidades, instruídos por jogadores e técnicos da NBA.

Redação Sport Marketing

Voluntários dos Jogos vestem Adidas

Eles serão a força que movimentará os bastidores dos Jogos Olímpicos de Beijing. A quatro dias dos Jogos, os voluntários pousaram para esta foto histórica em frente ao Templo de Céu na capital chinesa. Trabalharão nos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos, mais de 100 mil voluntários, cerca de 900 são de outros países. A Adidas, patrocinadora oficial dos Jogos de Beijing, é a empresa que forneceu o uniforme dos voluntários, que estarão vestindo a marca de materiais esportivos alemã, da cabeça aos pés.

Redação Sport Marketing - Beijing 2008


COI e YouTube fecham parceria

O IOC - International Olympic Committee - Comitê Olímpico Internacional (COI), anunciou que o YouTube terá um canal dedicado aos Jogos Olímpicos onde os internautas poderão assistir cerca de três horas diárias de conteúdos exclusivos. A emissão começará no dia de abertura dos Jogos Olímpicos e incluirá resumos, notícias e estará disponível diariamente em 77 territórios que não são oficialmente cobertos pelos detentores dos direitos de transmissão do evento. Trata-se de uma forma, do COI colocar em ação a cláusula da carta olímpica que garante a imagem dos Jogos Olímpicos para todo o mundo e, consequentemente, a evolução do Movimento Olímpico. O YouTube vai bloquear o acesso a todos os utilizadores cujo IP não seja proveniente de um desses 77 territórios, devido a questões relacionadas com os direitos de transmissão. Por esta razão, os conteúdos atingirão uma audiência estimada em apenas 200 milhões de pessoas, já que o número de utilizadores de serviços de vídeo online nos territórios cobertos, que incluem a Coréia do Sul, a Índia e Nigéria, é relativamente baixo. "Pela primeira vez na história olímpica teremos uma cobertura mundial online completa, e o COI terá o próprio canal e instalações de produção de conteúdos" - afirmou em comunicado Timo Lumme, diretor de televisão e serviços de marketing do COI. O site de vídeos poderá vender publicidade no canal olímpico, mas apenas a patrocinadores oficiais do evento e comprometeu-se a filtrar e bloquear todos os conteúdos que violem os direitos de autor do COI, incluindo filmagens captadas pelas câmaras das emissoras de tv.

Redação Sport Marketing - Beijing 2008

Mexicanos também ganharão bônus

Os atletas mexicanos que vão participar dos Jogos Olímpicos de Beijing ganharam um estímulo extra. O chefe da delegação do México, Jorge Peñaloza, anunciou, que cada medalha de ouro será premiada com bônus de US$ 540 mil (R$ 843 mil). O prêmio é graças a uma parceria entre o governo mexicano, que irá pagar US$ 40 mil (R$ 62 mil), e os patrocinadores do Comitê Olímpico do México, que irão arcar com os outros US$ 500 mil (R$ 780,7 mil). A prata também receberá prêmios extras - US$ 30 mil (R$ 46,8 mil) do Estado e mais US$ 300 mil (R$ 468 mil) da iniciativa privada, já o bronze renderá ao felizardo US$ 20 mil (R$ 31,2 mil) pagos pelo governo e US$ 200 mil (R$ 312 mil) pagos pelos patrocinadores. "Nós não falamos de medalhas, falamos de metas. Esperamos chegar com 16 atletas a 7 ou 8 finais. Além do incentivo em dinheiro também serão distribuídas bolsas de estudos vitalícias em universidades para os medalhistas"- disse o dirigente.

Redação Sport Marketing

CCTV fecha acordo com empresa de marketing

A CCTV, maior rede de tv estatal da China, detentora dos direitos de transmissões dos Jogos Olímpicos de Beijing, assinou contrato de 20 anos com a IMG Worldwide, companhia de marketing esportivo. A meta é prolongar o fluxo mercadológico positivo e seguir ativando as ações de marketing esportivo após a realização do mega evento. Segundo o jornal norte-americano "Wall Street Journal", os valores e as condições que envolvem a parceria não foram divulgados pela estatal. O acordo busca desenvolver campanhas de marketing de novos eventos e competições esportivas, que surgirão no futuro para manter em atividade as instalações olímpicas construídas. A CCTV, cujo prédio é extravagante (foto), que possui audiência de 680 milhões de pessoas incluiu na parceria a venda de cotas de patrocínio das novas competições que serão realizadas no futuro. "O propósito fundamental do acordo é casar o que a CCTV faz na China com o que a IMG faz no mundo inteiro. Se obtivermos êxito [na China], diversos eventos que não existem hoje passarão a existir" - afirmou Ted Forstmann, presidente e chefe-executivo da IMG. Uma equipe de cineastas da CCTV esteve no Brasil e em parceria com a produtora de vídeo brasileira New Gap Productions - Soluções em Mídia, realizou as filmagens do filme oficial dos Jogos Olímpicos de Beijing. Pela primeira vez na história olímpica, a emissora detentora dos direitos de transmissão dos Jogos, viajou pelo mundo, gravando a preparação dos atletas olímpicos nos países de origens. (ler matérias arquivo Sport Marketing - Equipe da CCTV está no Brasil produzindo filme olímpico; Equipe CCTV é recebida pelo presidente do COB;
Exclusivo: Juliana e Larissa - brilham duas estrelas).

Redação Sport Marketing

Nike, Starbucks e Rolex no meio das manifestações chinesas

A Praça da Paz, em Beijing, voltou a ser palco de momentos conturbados. Um pequeno grupo de manifestantes confrontou-se com a polícia junto à Praça Tiananmen. Os ativistas afirmavam que a alegria dos Jogos Olímpicos foi construída sobre o sofrimento do povo chinês. Duas dúzias de manifestantes enfrentaram a polícia no bairro histórico de Qianmen, ao sul de Tiananmen. Os manifestantes alegaram terem sido despejados das casa para darem espaço à reconstrução do bairro, que foi transformado numa faixa comercial com empresas internacionais como a Nike, Starbucks e Rolex. As manifestações no centro de Beijing são habitualmente travadas pela polícia. A imprensa local avisou que as pessoas que queiram organizar protestos durante os Jogos Olímpicos têm de preencher um formulário com informação detalhadas e pedir autorização à polícia chinesa cinco dias antes de se realizar a manifestação, havendo três locais afastados do centro da cidade onde podem ocorrer os manifestos.

Redação Sport Marketing - Beijing 2008

Bandeira brasileira hasteada na Vila

A bandeira brasileira foi hasteada na Vila Olímpica de Beijing. A cerimônia marcou a entrada oficial da delegação do país na Vila. A cerimônia contou com a participação do ex-presidente da FIFA e dirigente do Comitê Olímpico Internacional (COI) João Havelange, do ministro do Esporte, Orlando Silva, do presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman, de atletas do basquete, boxe, tiro com arco e canoagem, e de cartolas de algumas confederações nacionais. O chefe de missão da equipe brasileira, Marcus Vinicius Freire, autor do livro Ouro Olímpico - a história do marketing dos aros, em parceria com a jornalista Deborah Ribeiro, subiu ao pódio da Praça das Bandeiras para o evento. Depois houve troca de presentes. Marcus, medalhista de prata no vôlei dos Jogos de Los Angeles - 1984 recebeu de presente do prefeito da Vila, Chen Zili, um prato com duas pombas pintadas e presenteou com dois castiçais. O enfeite nos cabelos da voluntária provam que os chineses estão com a cabeça olímpica feita.

Foto: Claudia Liechavicius
Redação Sport Marketing - Beijing 2008

Alfa Romeo dará carro por medalha

A Alfa Romeo está apostando todas as fichas nos atletas britânicos que estarão nos Jogos de Beijing. A empresa irá dar um carro para os britânicos do atletismo que trouxerem para a Inglaterra uma medalha olímpica. A UK Athletics pagará 5.000 libras (R$ 15.760) por cada medalha de ouro, 4.000 libras (R$ 12.600) pela prata e 3.000 libras (R$ 9.450) pelo bronze. Outros esportes também serão contemplados. O judoca inglês que trouxer uma medalha de ouro irá faturar 20 mil (R$ 63.000) libras, a prata 10 mil, e a medalha de bronze, 5 mil libras. O iastista que subir no pódio terá 10 mil libras a mais no bolso.

Redação Sport Marketing

Empresa alemã compra restos da Super Aguri

A 'falida' equipe de F1 Super Aguri foi adquirida pela empresa alemã Formtech GmbH. A empresa de engenharia e construção automotiva pretende usar a matriz da equipe, na cidade de Leafiel, Inglaterra, como nova base oficial de operações, onde usará parte das ferramentas da antiga escuderia para a fabricação de materiais compostos. A companhia ainda pretende contratar vários dos técnicos que ficaram sem emprego com o fechamento da equipe do ex-piloto japonês de F1, Aguri Suzuki. Em relação aos monopostos e à frota de caminhões, a diretoria da Formtech está procurando compradores.

Redação Sport Marketing

Patrocínio de camisas supera expectativas na Bundesliga

Os 18 clubes da Bundesliga deverão levantar, em conjunto, aproximadamente 114 milhões de euros em receitas de patrocínio principal nas camisas na temporada 2008/09. Na temporada passada, os clubes da liga alemã de futebol ultrapassaram, pela primeira vez, a marca dos cem milhões de euros neste segmento. O crescimento de 13% (dos 101 milhões de 2007/08 para os 114,1 milhões de 2008/09) deve-se, em grande parte, ao regresso à divisão principal de dois clubes "históricos": Borússia de Monchengladbach e Colonia. Cada clube da Bundesliga recebe, em média, 6,34 milhões anuais, embora a maioria (11 clubes) receba bem menos. Sete clubes estão acima deste patamar. A lista é encabeçada pelo gigante Bayern de Munique, cujo "sponsor" - a T-Home, da empresa de telecomunicações Deutsche Telekom - paga 20 milhões de euros por ano. Na Europa, apenas o Manchester United recebe mais (20,9 milhões da seguradora AIG). Três clubes da Bundesliga estão no Top 5 das receitas do patrocínio de camisas do futebol europeu, juntamente com Real Madrid (15 milhões/Bwin), Chelsea (14,5 milhões/Samsung) e AC Milan (12 milhões/Bwin - o mesmo do Schalke 04). Nenhuma outra liga européia tem receitas tão significativas no domínio dos patrocínios principais. Os grandes conglomerados energéticos (seis clubes - um terço da Bundesliga) passaram a dominar, nos últimos anos, a lista de "sponsors" na Alemanha, tomando progressivamente o lugar das empresas de telecomunicações e de serviços financeiros. O Bayern recebe 15 vezes mais do que o Energie Cottbus, a única equipe da Bundesliga de uma cidade da antiga RDA. Quase 19 milhões de euros em patrocínios de camisas separam estes dois clubes. A estréia dos patrocínios em camisas de um clube da Bundesliga ocorreu no dia 24 de Março de 1973, num jogo Eintracht Braunschweig-Schalke 04. A equipe da casa acabara de assinar um contrato revolucionário, com a duração de cinco anos, com a Jagermeister, uma marca de bebidas alcoólicas muito popular. O Eintracht recebia 90 mil marcos (cerca de 45 mil euros) anuais. Na época, este contrato - idealizado por Gunter Mast, presidente do Eintracht - provocou uma polêmica enorme, com inúmeras vozes a protestarem contra a "prostituição do futebol". Na temporada 1974/75, o número de clubes da Bundesliga a exibir patrocinadores nas camisas aumentou para seis. Hoje em dia, transformou-se numa das principais fontes de receita dos clubes da Alemanha.

Redação Sport Marketing