16 de jul de 2008

Chineses interessados em ver os Jogos pelo celular

Milhões de telespectadores em todo o mundo poderão acompanhar a cobertura dos esportes ao vivo neste verão através de celulares com TV móvel que incorporam a tecnologia de transmissão de TV móvel de sinal aberto da Telegent. Conforme a SINO-MR, uma companhia líder de pesquisas de mercado da China, 71% dos consumidores entrevistados na China têm interesse em assistir os Jogos Olímpicos através de um celular com TV. 41% deles pensa em adquirir um aparelho com acesso móvel à cobertura dos jogos de verão. A SINO-MR estima que a venda doméstica de aparelhos celulares analógicos com TV de sinal aberto irá exceder os 21 milhões até o final do ano, impulsionando a China para a vanguarda da adoção da TV móvel em todo o mundo e sugerindo que os jogos quadrienais deste verão deverão quebrar todos os recordes dos números de pessoas assistindo o evento através da TV móvel. De acordo com Weijie Yun, Executivo-Chefe da Telegent, os Jogos poderão ser o primeiro grande evento esportivo a ser amplamente assistido em aparelhos celulares. "A TV móvel de sinal aberto proporciona aos consumidores uma forma gratuita e fácil de usar para assistir às notícias, esportes ou qualquer outra programação recebida através de aparelhos de TV em casa" - disse Yun. "Isto explica a razão das vendas dos celulares analógicos com TV já terem superado o número de telespectadores com assinatura de TV móvel digital em todo o mundo". A empresa de análises In-Stat prevê que 34 milhões de aparelhos celulares analógicos com TV móvel serão vendidos em todo o mundo em 2008. No mercado Asiático já existem mais de 50 modelos de celulares capazes de sintonizar a TV aberta tradicional. Os primeiros modelos com essa capacidade chegarão ao Brasil nos próximos meses, permitindo que usuários assistam a todos os canais de TV aberta, em todo o território brasileiro, sem nenhum custo adicional. Os benefícios da TV móvel de sinal aberto são desfrutados não somente pelos consumidores, mas também pelas transmissoras e operadoras. Os celulares com TV móvel ampliam a audiência dos telespectadores das transmissoras, colocando, no bolso do consumidor, a mesma programação que entregam em sua sala de estar. Para as operadoras, os celulares com TV de sinal aberto fornecem acesso ao conteúdo mais popular sem qualquer investimento em infra-estrutura, proporcionando uma plataforma para melhorar a posição competitiva no mercado. A tecnologia de TV móvel da Telegent apóia os padrões de sinal aberto, PAL-M (usado por todas as emissoras brasileiras), NTSC, SECAM e DVB-T, bem como o padrão de TV digital móvel DVB-H.

Redação Sport Marketing

Corinthians vai lançar uniformes a preço popular

A fim de evitar a pirataria, a diretoria do Corinthians preparou uma nova camisa do time oficial por R$ 50. Nike, fornecedora de material esportivo do Timão, não colocará o símbolo na camisa, mas será a responsável por escolher a nova fabricante e supervisionará toda a produção."Serão camisas oficiais, idênticas às novas, mas sem o escudo da patrocinadora. Ela vai escolher quem fabricará, a qualidade do material e todas as coisas que essa criação exige. Acredito que até dezembro os uniformes estarão nas lojas" - afirmou o vice-presidente de marketing do Corinthians, Luiz Paulo Rosemberg. Além dos uniformes a preços populares, a direção promete também o lançamento de uma outra linha de produtos, como agasalhos, camisas de viagem e até roupas femininas. A produção será da Poá Têxtil, empresa que recentemente fechou um acordo para a abertura de 40 lojas oficiais do clube na Grande São Paulo. "A empresa vai complementar toda a linha, com roupas diferentes e camisas comemorativas. Tudo também estará sendo vendido por preços populares para facilitar o acesso da população e, claro, evitar a pirataria" – ressaltou.

Redação Sport Marketing

NovaDutra patrocina oficinas esportivas

A NovaDutra (empresa do Grupo CCR, participado da Brisa a 18%) patrocina a realização de três dias de oficinas esportivas para 3 mil crianças com idades entre 7 e 14 anos, no distrito de Comendador Soares, um dos mais pobres de Nova Iguaçu, na região da Baixada Fluminense. É a Caravana do Esporte, projeto social da atleta Ana Moser realizado pela ESPN Brasil em parceria com o Unicef - Fundo das Nações Unidas para a Infância e o Instituto Esporte e Educação. A Caravana do esporte vai realizar workshops a cerca de 300 professores da rede pública de ensino. A proposta do evento é despertar os jovens para a cidadania, aplicando o esporte para contribuir com a construção de valores como auto-estima, companheirismo e convívio social. Além do apoio da NovaDutra, a Caravana do Esporte tem patrocínio da Petrobras e apoio da Gol Linhas Aéreas. O projeto social da ESPN Brasil realizado em parceria com o Unicef - Fundo das Nações Unidas para a Infância e o Instituto Esporte e Educação, com apoio cultural da NovaDutra (empresa do Grupo CCR), Petrobras e Gol Linhas Aéreas. A ação coloca em prática o Capítulo 4 do Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA, que garante os direitos à educação, à cultura, ao esporte e ao lazer. Já atendeu a 55 mil crianças e jovens e 8.500 educadores. Na estrada desde 2005, percorreu 33 cidades em 13 estados brasileiros.

Redação Sport Marketing

Seis empresas pela Fonte Nova

Seis empresas disputam a obra do Estádio da Fonte Nova, em Salvador: Tecnosolo S.A., Urplan Grupo de Planejamento, Urbanismo, Arquitetura LTDA, a Ponto Z Arquitetura, Paisagismo e Consultoria LTDA, Setepla Tecnometal Engenharia LTDA e a Ernst & Young Assessoria Empresarial LTDA, além do pool entre KPMG Structured Finance S.A (KPMG SF) e Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados (MMSO). Segundo nota divulgada pela Secretaria de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), as propostas apresentadas serão agora analisadas por comissão técnica integrada por representantes de secretarias de Estado que integram o Grupo Executivo de Trabalho da Copa 2014, criado no ano passado pelo governo estadual, e depois tornadas públicas. Até outubro, os estudos devem ser apresentados à FIFA, a tempo de garantir que Salvador seja uma das cidades subsedes da Copa de 2014. Pelo projeto original da CBF, no entanto, havia a previsão de construção de um novo estádio, a Bahia Arena, em vez da reconstrução da Fonte Nova.

Redação Sport Marketing

Olympikus revela uniforme do Brasil para Beijing

O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) apresentou o uniforme que a delegação irá desfilar durante a abertura dos Jogos Olímpicos de Beijing. O uniforme vem com uma camisa branca com o símbolo do "Time Brasil" e um blaser verde. Um chapéu branco com faixas verde e amarelo acompanham o uniforme. A Delegação Brasileira que participa das principais competições multiesportivas internacionais agora tem uma marca. A marca Time Brasil será utilizada pelas equipes brasileiras em Jogos Olímpicos, Pan-americanos, Sul-americanos e Jogos da Língua Portuguesa, entre outros eventos. No futuro, a marca Time Brasil, que é a representação unificada da Delegação Brasileira e dos torcedores brasileiros, estará estampada em uniformes, mochilas, malas e todo tipo de equipamento esportivo de uso da Delegação Brasileira. Em um segundo momento, a marca estará presente também no mundo fashion, em produtos, materiais esportivos e de moda voltados para o público jovem. A logomarca do Time Brasil foi desenvolvida pelo escritório Soter Design. “O Time Brasil é a personificação de todas as torcidas, de todas as modalidades nas competições esportivas que a delegação brasileira participa” - explicou Leonardo Gryner, diretor de marketing do COB. “A partir de agora a torcida vai poder se relacionar de uma forma mais humanizada e descontraída com as Delegações Brasileiras” - completou Gryner. Os atletas Lara Teixeira, do nado sincronizado, e Eduardo Couto, da vela, mostraram as novas vestimentas durante uma videoconferência entre as cidades do Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte e Porto Alegre ministrada pelo presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman, e pelo Chefe de missão brasileira, Marcus Vinicius Freire. Nuzman destacou dois pontos importantes: as diretrizes sobre os blogs pessoais e a regra 51.3 da Carta Olímpica, sobre manifestações políticas, religiosas e raciais. "Quero lembrar que nos Jogos só há o compromisso de celebrar o esporte. Foi assim que o Movimento Olímpico superou todas as guerras e conflitos durante décadas" - disse Nuzman, que lembrou que nem o COB e nem o COI fazem qualquer ameaça, mas que os atletas precisam respeitar as regras. Cada atleta recebeu um pequeno livro com direitos e deveres a seguir durante os Jogos. O chefe de missão COB e autror do livro Ouro Olímpico - a história do marketinfg dos aros, Marcus Vinicius, passou aos atletas da delegação as últimas informações sobre os Jogos e, principalmente, em relação às instalações à Vila Olímpica. Os atletas puderam tirar dúvidas sobre hospedagem, segurança, alimentação e condições que irão encontrar durante a competição. Marcus também lembrou que no dia 4 de agosto a bandeira brasileira será hasteada e no dia 7 de agosto, o presidente Luís Inácio Lula da Silva vai até a Vila Olímpica almoçar com os atletas brasileiros. O ex-jogador de vôlei Bernard, medalhista olímpico em 1984, pediu a palavra e deu um recado aos jovens atletas. "Fui à minha primeira olimpíada com 17 anos. Sei que lá parece uma Disneylândia. São muitas as tentações. Há muitas celebridades, muita festa. Quem vai pela primeira vez fica deslumbrado. Já fui calouro, sei como é. Mas peço que não percam o foco e a concentração. Caso contrário vocês vão se arrepender depois" - conselhou Bernard. O Chefe de Missão desejou boa sorte aos atletas e recorreu à própria experiência de medalhista de prata pelo voleibol, em Los Angeles 84, para motivar a delegação. “Em meus 20 anos de carreira sou conhecido, antes de tudo, como medalhista olímpico, depois como executivo do mercado de seguros. Isso é uma amostra de como esses 17 dias dos Jogos Olímpicos podem mudar a vida de cada um de vocês”, concluiu Marcus Vinícius Freire.

Redação Sport Marketing

Milan libera Ronaldinho para Jogos Olímpicos

Surpreendendo as expectativas, o Milan autorizou que o jogador Ronaldinho Gaúcho faça parte da seleção olímpica brasileira de futebol em Beijing. A informação foi repassada pelo clube italiano que não vai liberar o meia Kaká. Ronaldinho Gaúcho foi ao centro de treinamento do Milan nesta quarta para ser submetido a avaliação médica e, depois, assinar contrato com o clube italiano por três anos. O atacante já sabe que não continuará usando a camisa 10 no novo clube, que pertence ao holandês Clarence Seedorf. Se depender dele, a Nike terá que mudar o slogan ‘R10’, usado em campanhas publicitárias.

Redação Sport Marketing

Coca-Cola lança campanha olímpica

A Coca-Cola vai desvendar esta semana a campanha de promoção aos Jogos Olímpicos, que será veiculada em 60 países e que terá como pano de fundo a China, local onde se realizará o evento. Segundo a Advertising Age, esta será a maior campanha de sempre de promoção olímpica da Coca-Cola, patrocinadora mundial do Movimento Olímpico desde 1928 e até 2020. Além da campanha televisiva, intitulada "Live Olympic on the Coke Side of Life", haverá uma promoção de packaging em cerca de 150 países, que vai levar aos consumidores vários aspectos da cultura chinesa. "À medida que estamos mais perto dos Jogos, o entusiasmo dos consumidores é mais positivo do que alguma vez pensaríamos" - explicou Kevin Tressler, diretor de esportes e entretenimento global da Coca-Cola.

Redação Sport Marketing

Grêmio lucra com Ronaldinho Gaúcho

O Grêmio ficou prá lá de satisfeito com o desfecho da negociação entre Barcelona e Milan. O clube, de acordo com o mecanismo de solidariedade FIFA, terá direito a cerca de 4% do total da transação, já que o jogador chegou ao Estádio Olímpico ainda criança e só saiu aos 21 anos. Portanto, o Grêmio deve lucrar cerca € 850 mil (cerca de R$ 2,2 milhões) com a ida de Ronaldinho Gaúcho para o Milan. A FIFA prevê que o clube formador tenha direito aos 5% integrais somente quando o jogador completar todo o período de formação, que seria dos 12 aos 23 anos. Como Ronaldinho chegou aos PSG antes da idade limite, o clube francês também terá direito a um pequeno percentual na transação.

Redação Sport Marketing

Mizuno investe em materias personalizados

Jorge Wagner terá uma chuteira fabricada especialmente para ele e material de jogo personalizado. Segundo o site do São Paulo FC, um funcionário da Topper, patrocinadora do jogador, foi ao CT e já tirou as medidas do pé do jogador e da pisada. "O Jorge Wagner vai começar a usar uma chuteira especial, na cor vermelha e branca, a partir de agosto. Terá o nome dele e será no tamanho exato. Não vai precisar colocar uma meia a mais ou uma palmilha" – explicou Gilberto Ratto, gerente de marketing esportivo da Alpargatas, que cuida da Topper. Além de Jorge Wagner, Ibson, do Flamengo, e Carlos Alberto, do Corinthians, também são patrocinados pela empresa e terão material exclusivo nos pés nos próximos meses.

Redação Sport Marketing