14 de mai. de 2008

Parceria irá definir infra-estrutura da Copa 2014

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, assinou o Termo de Cooperação Técnica para a elaboração de estudos e projetos sobre a infra-estrutura necessária à realização da Copa do Mundo de 2014 no Brasil. O termo é uma parceria entre a Associação Brasileira de Infra-Estrutura e Indústrias de Base (Abdib), a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e o Ministério do Esporte. Os estudos, inclusive, serão realizados pela Abdib. O intuito com o estudo é verificar as condições de todas as instalações de infra-estrutura necessárias para a realização da Copa. Além disso, de acordo com o governo federal, a estimativa de custos, independente das cidades-sedes, também fará parte do estudo.

Redação Sport Marketing

Queimando o filme com Gatorade

A personal trainer lésbica Jackie Warner perdeu o patrocínio da Gatorade após fazer comentários maliciosos a respeito dos seios de uma cliente. Warner, que apresenta o reality show “Work Out” no canal Bravo, teria comentado sobre o formato dos seios de uma cliente que havia recentemente passado por uma mastectomia. O marido da mulher denunciou o fato ao canal. “Notificamos o canal Bravo que não queremos mais nos associar ao programa e vamos retirar nossos comerciais do ar. Além disso, não iremos mais renovar nosso patrocínio para as temporadas subseqüentes” - disse um porta-voz da Gatorade. A empresa decidiu retirar o patrocínio após críticas dos telespectadores, que consideram Warner um “ícone negativo para a comunidade gay”. Queimou o filme geral!

Redação Sport Marketing

Reebok acelera negociações com Lewis Hamilton

O inglês Lewis Hamilton poderá ser o mais novo embaixador da Reebok. Segundo a revista "Brand Republic", o piloto da McLaren está a um passo de engordar a conta bancária e deve assinar um contrato pessoal de patrocínio de R$33 milhões com a Reebok, empresa de material esportivo, que pertence à Adidas. A McLaren não permite que os pilotos tenham patrocínio particular, mas no caso de Hamilton, abrirá uma excessão. O contrato do inglês é semelhante ao do boxeador Amir Khan e dos jogadores Thierry Henry e Andrei Shevchenko. "Nós confirmamos que Lewis Hamilton, junto com Anthony, o pai e empresário, estão em negociações com a Reebok para fechar um patrocínio pessoal. A McLaren acompanha de perto as conversas com a empresa. Se fechado, qualquer atividade de marketing do novo contrato terá de estar de acordo com a equipe" - disse a assessoria de imprensa da McLaren ao site da revista inglesa "Autosport".

Redação Sport Marketing

Vem aí o Santo Paulo Bar

A GRSA - Grupo de Soluções em Alimentação e o São Paulo Futebol Clube fecharam parceria. A união prevê a criação de um bar dentro do estádio. A empresa investirá R$ 1,9 milhão no Santo Paulo Bar, nome dado ao projeto que está inserido no Morumbi Concept Hall, um conceito que abre as portas do estádio para outros tipos de negócio. Com capacidade para até 350 pessoas, o Santo Paulo Bar fica ao lado da loja da Reebok e funcionará de quarta a domingo para almoço e jantar independentemente da realização de jogos ou eventos. O Compass Group PLC, multinacional de origem britânica que, recentemente, adquiriu a totalidade do controle acionário da GRSA, é responsável pela alimentação em eventos como o Super Bowl, os torneios de Roland Garros e Wimbledon, a festa do Oscar, Jogos Olímpicos de Inverno de Turim e dos clubes Chelsea e Machester United. A GRSA é o maior grupo de soluções em alimentação do Brasil. Líder de mercado, em 2007 comemora 30 anos de atuação de norte a sul do país. Atua nos segmentos de Empresas, Educação, Saúde, Varejo e Serviços, com um rico Portfólio de Soluções, que contempla restaurantes, cafeterias, lanchonetes, lojas de conveniência, entre outros. Atualmente fornece mais de 900 mil refeições por dia, em 1500 unidades operacionais, atende 7500 leitos hospitalares, além de registrar a marca de mais de 2 milhões de atendimentos mês em escolas, aeroportos, terminais rodoviários e estações do metrô. Com 23.000 colaboradores, foi eleita pelo Guia Exame 2006 a 16º maior empregadora do Brasil. Está presente em 150 das Melhores e Maiores empresas do país. No ano de 2006, a GRSA obteve faturamento de R$ 1,2 bilhão, 20% superior ao ano anterior. A GRSA tem como acionistas o grupo Accor e Compass Group.

Redação Sport Marketing

Nuria Llagostera tira a roupa para ir aos Jogos Olímpicos

Sem patrocínio e com muitos sonhos na cabeça, uma tenista espanhola resolveu tirar a roupa. A 84ª lugar do ranking de entradas da WTA, Nuria Llagostera Vives desesperada para ir a Beijing e vencer Roland Garros decidiu tirar a roupa em busca de patrocínio. A tenista posou em fotos sensuais publicadas na revista Interviú na intenção de conseguir ajuda financeira. “Fiz essas fotos para me vender um pouco e ver se alguma empresa se interessa por mim para propor algum contrato de patrocínio” - explicou a tenista espanhola Llagostera, que completará 28 anos nesta sexta-feira, mede 1,56m e pesa 53 kg. “Não sou tão alta ou tão bonita como as russas, mas tenho minha beleza. Algumas amigas riram de mim, mas o mais importante é que estou me sentindo bem comigo mesma” - prosseguiu. “Não ganho muito dinheiro, apenas o suficiente para bancar os gastos do meu apartamento. Sendo mulher, tenho que me desdobrar para ganhar a vida, já que de publicidade não recebo nada e meus únicos prêmios são os meus resultados no tênis” - complementou. “Daria tudo para estar nos Jogos Olímpicos e sei que posso conseguir se tiver um bom desempenho em Estrasburgo, Roland Garros e Barcelona. Também sonho em ganhar o Aberto da França, mas ficaria extremamente feliz se chegar às quartas-de-final deste ano. Também sonho em entrar para o top 30 do ranking” - declarou. Llagostera deve usar o cachê recebido para pagar algumas prestações do apartamento e despesas com treinador, que divide com outras sete jogadoras. Na entrevista, Nuria fez declarações polêmicas, afirmando haver doping e homossexualismo no tênis. Sobre o lesbianismo no tênis feminino, a espanhola comentou que não é maior do que em outros esportes. "É normal. Tantas horas juntas, compartindo o mesmo quarto? O roçar leva ao carinho e no circuito feminino são poucos os torneios que coincidimos com os homens (chave masculina)."

Redação Sport Marketing

Com que roupa Flamengo joga hoje?

Com que roupa o Flamengo entrará em campo hoje? O casamento conturbado entre o Flamengo e a Nike chegou ao fim. A desgastada relação entre o clube rubro-negro e a fabricante americana de materiais esportivos, piorou com a venda antecipada das camisas comemorativas ao título carioca deste ano, desencadeando um rompimento às portas do vencimento do contrato que termina em junho de 2009. Porém, é certo que as bases atuais não serão mantidas. O Flamengo recebe anualmente R$ 7,5 milhões e mais R$ 1, 5 milhão em material. Para manter-se no time, a empresa dobrou a oferta. A rescisão poderá ir parar nos tribunais. "Foi feita a notificação. O Flamengo já dá como rescindido o contrato com a Nike. Agora é esperar o processo judicial. Foi uma coisa muito séria, que ofendeu os nossos princípios, os princípios desportivos, e o Flamengo não é um clube arrogante. O que a Nike fez foi menosprezar os adversários do Flamengo. Não queremos mais negócio com eles" - disse Michel Asseff, advogado do clube, ao site globoesporte.com. Segundo o advogado do clube, o time poderá usar um uniforme alternativo contra o América, do México, na partida de volta das oitavas-de-final da Libertadores. " Já está rompido o contrato. A decisão quanto ao uniforme de quarta cabe à diretoria. Mas acho que há a possibilidade de um uniforme alternativo sim "- disse o advogado. Nos bastidores do clube, o Falemngo teria na manga uma cordo verbal com a Olympikus (ver matéria arquivo de notícias Sport Marketing), que fez uma proposta superior à da Nike. A empresa brasileira oferece R$ 20 milhões, mais dez lojas e patrocínio na construção do moderno museu do Flamengo na Gávea.

Redação Sport Marketing

Fãs de Schumacher ganham novo site

Os fãs do heptacampeão mundial de F1, Michael Schumacher já podem navegar no novo site pessoal do piloto. Além de notícias fresquinhas, o site também mostra dados e imagens de toda a carreira de Schumi. "É bom ver que meus torcedores, ou qualquer outro interessado, agora tem um lugar para começar a procura de informações relevantes"- afirmou o ex-piloto da Ferrari. O alemão encerrou a categoria na F-1 no final de 2006 e, desde então, exerceu uma função interna no time italiano e até voltou a ajudar a equipe no desenvolvimento de carros. Neste ano, além de testar o F2008 e fazer ensaios com o modelo para o ano que vem, Schumacher já participou de provas de motovelocidade. O endereço é http://www.michael-schumacher.de/. Enjoy it.

Redação Sport Marketing

Revezamento da Tocha com 1 minuto de silêncio

O terremoto que assolou a China tem reflexo no Revezamento da Tocha Olímpica. O trajeto será simplificado e diminuído. A Chama Sagrada de Olympia começará a preregrinação pela cidade de Ruijin com um minuto de silêncio em pesar pelas milhares de mortes " O Revezamento da Tocha será baseado no princípio de que a segurança vem primeiro. Vamos simplificar os procedimentos. Vamos focar na simplicidade" - declarou o porta-voz do BOCOG - Comitê Organizador dos Jogos de Beijing, Sun Wiede. Serão suprimidos os discursos e a pompa. Nos pontos de partida e de chegada da Tocha serão colocadas caixas de doação para ajudar as vítimas do terremoto, assim como em alguns pontos do percurso, para incentivar as pessoas a fazerem doações. O IOC - International Olympic Committee - Comitê Olímpico Internacional (COI) informou que estará realizando uma doação no valor de 1 milhão de dólares para as vítimas. Depois de chegar a Sichuan em 15 de junho, a Tocha está programada para ir a sete locais, incluindo a cidade de Mianyang. A China pediu ajuda ao Japão. O governo japonês irá doar inicialmente 4,8 milhões de dólares em dinheiro e mercadorias. A agência oficial de notícias Xinhua relatou que cerca de 18.645 pessoas estavam soterradas apenas sobre os destroços da cidade de Mianyang, vizinha ao Condado de Wenchuan, epicentro do terremoto. O chanceler japonês, Masahiko Komura, em Tóquio acrescentou que o Japão está pronto para ampliar o auxílio se houver uma requisição nesse sentido, afirmou a agência japonesa de notícias Kyodo. Ministérios do governo do Japão preparavam-se para entregar alimentos, água e cobertores, além de enviar equipes médicas, disse a Kyodo. Em 1995, em Kobe, o Japão sofreu um terremoto devastador responsável por matar mais de 6.400 pessoas e provocar danos avaliados em 100 bilhões de dólares. Os EUA, a Grã-Bretanha, a União Européia (UE), a Coréia do Sul e Taiwan também ofereceram ajuda à China depois do abalo sísmico, ocorrido três meses antes dos Jogos Olímpicos.

Redação Sport Marketing