7 de mai de 2008

Chama se aproxima do topo

A Chama Olímpica se aproxima do topo do Monte Everest. A chegada no ponto mais alto do mundo à 8.850 metros de altura deverá ocorrer nos próximos dias. De acordo com informações divulgadas pela organização da escalada, um acampamento de base localizado a 7.790 metros do nível do mar foi reconstruído após uma tempestade de neve. Entre os 36 participantes da equipe que leva o fogo ao cume da montanha estão 24 tibetanos. A organização dos Jogos Olímpicos de Beijing aposta que a publicidade ajude a diminuir o impacto negativo do Revezamento internacional da Tocha Olímpica, marcado por protestos pró-Tibete. Vale lembrar, que a Chama foi dividida em duas quando chegou na China. Uma foi para o Tibet e outra percorre as cidades chinesas. Nesta quarta-feira, a Tocha passou pela cidade de Guangzhou, no sul do país. E, como tem acontecido no território chinês, foi recebida com festa pelos habitantes, que lotaram as ruas durante as dez horas de revezamento. Não houveram protestos.

Redação Sport Marketing

Cartão de crédito oficial do Manchester United

Na Inglaterra, a grande sensação é o novo cartão de crédito do Manchester United. A cada compra no cartão Manchester United/MasterCard, uma quantia é destinada ao time e os fãs dos reds ajudam o clube. O Cartão de crédito do Manchester United oferece baixas taxas de juros e de anuidade (a primeira anuidade grátis), 0% de taxa em qualquer compra nos 3 primeiros meses, além de doar pontos que podem ser trocados por produtos disponíveis nas lojas do clube e até por ingressos. O cartão Manchester United/MasterCard pode ser utilizado como um cartão de crédito normal nas despesas do dia a dia como comida, bebidas, gasolina, contas etc. Chelsea, Aston Villa e Arsenal também lanaçaram neste ano um cartão MasterCard.

Redação Sport Marketing

Beijing 2008 é sucesso absoluto de vendas de ingressos

Aproximadamente 1,38 milhão de ingressos para as competições dos Jogos Olímpicos de Beijing foram colocados à venda. Esta é a terceira fase de comercialização de tickets e foi vendida em apenas dois dias. De acordo com o BOCOG - Comitê Organizador dos Jogos de Beijing - todos os bilhetes colocados à venda para eventos de atletismo, beisebol, basquete, vôlei de praia, boxe, softbol, handebol, canoagem, remo, ciclismo, pentatlo moderno, natação, vôlei e luta livre já se esgotaram, assim como os ingressos para as provas de hípismo, que serão disputadas em Hong Kong. Nesta terceira fase de venda de ingressos existem entradas apenas para jogos de futebol da fase preliminar, que serão disputados longe de Beijing, nas cidades de Tianjin, Qinhuangdao, Shenyang e Xangai. Seis milhões, dos sete milhões de ingressos para os Jogos Olímpicos já foram negociadas até aqui. As duas primeiras fases de vendas foram por sistema de sorteio sendo a maioria entre os chineses, o que garantirá a lotação de quase todas as provas. Os baixos preços dos ingressos, que em alguns casos custavam US$ 2,8, ajudaram no sucesso das vendas. Em julho e agosto, nas semanas prévias aos Jogos, heverá a quarta e última fase de vendas. Parte dos ingressos foram enviadas aos CONs - Comitês Olímpicos Nacionais de todo o mundo como cortesia.

Redação Sport Marketing

Nike tenta renovar com Flamengo

A Nike, maior fabricante de materiais esportivos do mundo, ofereceu R$ 18 milhões anuais para renovar o compromisso com o Flamengo, bicampeão carioca. O contrato com a empresa americana termina em junho do próximo ano. O valor oferecido numa reunião ontem na Gávea é o dobro do que o time trinta vezes campeão carioca recebe atualmente. "A proposta é boa e será analisada. Eles não querem perder o Flamengo" - declarou o presidente Marcio Braga. A verdade é que a relação entre Nike e Flamengo está abalada desde 2007, quando a fabricante passou por uma reestruturação no país, deixando de entregar os uniformes para os times os quais patrocina, entre eles, na época, o Corínthians. A situação desde então só vem piorando. "Queríamos romper o compromisso amigavelmente, porque a Nike não nos atende mais. Mas não descartamos um acordo. Vamos ver o que acontece" - disse. Especula-se nos bastidores que a diretoria do clube tem em mãos propostas da Adidas e da Puma interessadas em fornecer material esportivo ao time rubro-negro. Uma dessas propostas é de R$ 20 milhões por ano.

Redação Sport Marketing

Lucros da Puma em queda

A Puma AG anunciou queda de 6,7% no lucro líquido do primeiro trimestre de 2008, em comparação ao mesmo período do ano anterior. De acordo com a segunda maior fabricante de artigos esportivos da Europa, a causa foi um forte aumento nas despesas com marketing. O lucro líquido da Puma AG caiu para US$ 139,55 milhões entre janeiro e março deste ano. O resultado é menor do que o projetado pelos analistas.

Redação Sport Marketing