4 de mai de 2008

Panasonic lança campanha HDTV nos Jogos Olímpicos

A Panasonic, líder mundial de tecnologia HDTV, patrocinadora TOP do programa de marketing do IOC - International Olympic Committee - Comitê Olímpico Internacional (COI) iniciou campanha promocional para ter certeza que os consumidores estão prontos para os Jogos Olímpicos. Esta será a primeira vez que os Jogos Olímpicos serão transmitidos em HDTV - alta definição e como patrocinadora global oficial do evento, a Panasonic desenvolveu plasmas de HDTV que ficarão espalhados nos locais de competição, no IBC - International Bradcasting Center (Centro de Transmissão dos Jogos), no Main Press Center (Centro de Imprensa) e nos locais definidos como "fan zones" - locais nas ruas onde os torcedores poderão ver os Jogos."Nós estamos orgulhosos por entregar os primeiros Jogos Olímpicos da história completamente em HD para consumidores nos Estados Unidos e de todo o mundo" - disse Christine Amirian, vice-presidente de Marketing da Panasonic. O centro da campanha promocional da Panasonic para os Jogos Olímpicos de Beijing é uma frota de caminhões que irá realizar uma excursão em todo os Estados Unidos. Serão quatro caminhões personalizados com a marca Panasonic, com os logos olímpicos e a mensagem: "Deixe sua família pronta para os primeiros Jogos Olímpicos em HD". Os caminhões vão visitar varejistas americanos e por onde passar, vão distribuir autógrafos de atletas medalhistas, como Mark Spitz e ginasta Kerri Strug, além de pins (broches) de edição limitada. Os visitantes dos caminhões Panasonic também terão a chance de jogar o game oficial dos Jogos Olímpicos e competir para ganhar prêmios como uma Panasonic HDTV. Os internautas que entrarem no portal www.panasonic.com/olympics também podem participar de promoções, jogos e concorrer a prêmios. Como patrocinadora TOP oficial do Movimento Olímpico na categoria vídeo e equipamentos de áudio, a Panasonic já forneceu equipamentos e suportes de manutenção para a emissora anfitriã transmissora dos Jogos de Barcelona '92, Atlanta '96, Nagano '98, Sydney 2000 e Atenas 2004. A parceria mundial da Panasonic com o Movimento Olímpico existe há 20 anos desde o programa TOP dos Jogos Olímpicos de Inverno de Calgary em 1988. Sob o slogan "compartilhando a paixão," a Panasonic renovou recentemente o contrato de patrocínio com o COI por mais oito anos até os Jogos de 2016.

Sandra White - Correspondente Sport Marketing - Estados Unidos

Pool japonês compra direitos olímpicos de transmissão

Um pool formado por duas emissoras de televisão japonesas, a NHK e a NAB (National Association of Commercial Broadcasters), comprou os direitos de transmissão dos Jogos Olímpicos de Vancouver 2010 e Londres 2012. O contrato, cujos valores oficiais não foram divulgados pelo IOC - International Olympic Committee - Comitê Olímpico Internacional (COI), garante exclusividade de transmissão dentro do Japão. Especula-se que o consórcio pagou pela transmissão olímpica aproximadamente 32.5 bilhões de ienes (US$310.5 milhões). O COI selecionou o pool japonês pela ampla capacidade de alcançar o maior número possível de espectadores em variadas plataformas de transmissão como tv aberta, a cabo, mídia digital (internet e celular) e devido o compromisso do pool em promover e disseminar os Jogos Olímpicos e os valores do Movimento Olímpico. O acordo também possibilita ao pool a possibilidade de revenda dos direitos de transmissão para plataformas específicas, que garantirão a exploração total de todo direitos de mídia para os Jogos Olímpicos.

Redação Sport Marketing

Camisa Nike Flamengo Bicampeão Carioca

A camisa Nike alusiva ao trigésimo título carioca do Flamengo já está circulando por grande parte dos shoppings do Rio de Janeiro e de São Paulo, variando o preço entre R$ 53,00 a R$ 59,00. A venda da camisa comemorativa começou antes mesmo do segundo jogo contra o Botafogo e irritou muito os torcedores do time adversário, mas deixou a torcida do Mengo feliz por antecipação. O contrato entre Nike e Flamengo vence em 2009. Recentemente, a maior fabricante de materias esportivos teve problemas com a diretoria do Flamengo devido à falta de qualidade no atendimento ao time carioca. (ver matéria arquivo Sport Marketing: "Nike - o engodo da Gávea")

Redação Sport Marketing

Sanya recebe Tocha com festa

Milhares de pessoas e celebridades receberam a Tocha Olímpica em Sanya, no sul da China. O Revezamento aconteceu son forte esquema de segurança. O campeão olímpico de patinação de velocidade Yang Yang foi o primeiro a levar o símbolo dos Jogos Olímpicos seguido pelo jogador de basquete da NBA Yi Jianlian e por Zhang Zilin, primeira chinesa a ser eleita Miss Mundo em 2007. A Chama se apagou uma vez durante o trajeto e teve que ser reacendida pelos guardas chineses, nos primeiros minutos do Revezamento."A chama olímpica não pertence exclusivamente à China, pertence aos povos do mundo" - declarou o patinador, que ganhou duas medalhas de ouro nos Jogos de Inverno de 2002. Também participaram do Revezamento o ator de filmes de kung-fu Jackie Chan (foto) e a atriz Zhang Ziyi. O percurso da Tocha segue por mais de 100 etapas antes do início dos Jogos. A Chama passará pelo Tibete e pela região de Xinjiang (noroeste), onde nas últimas semanas foram registrados violentos protestos contra o governo chinês.

Redação Sport Marketing

Sochi 2014 movimenta mercado alemão

Os investidores da Alemanha já estão de prontidão para tomar parte nos processos de licitação para as construções das instalações e infra-estruturas dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2014 em Sochi. De acordo com o ministro alemão de economia e tecnologia, Michael Glos, as empresas alemãs também demonstraram forte interesse em instalar indústrias no território russo de Krasnodar. Glos disse que a Alemanha já abriu uma agência de notícias em Sochi, que começou a publicar um boletim especial designado para homens de negócios alemães que divulga as preparações da cidade russa para os Jogos de 2014. Alemanha está entre os três grandes parcerios comerciais do território de Krasnodar nos últimos cinco anos. "Neste período, quase 200 acordos somando uma quantia total de três bilhão euros foram assinados entre o Território de Krasnodar e a Alemanha" - esclareceu o governador russo Alexander Tkachev.

Redação Sport Marketing

Grêmio sai do vermelho

O Grêmio saiu do vermelho em 2006 para o azul em 2007. De acordo com o balanço financeiro do clube, o déficit de R$ 21,10 milhões que o time somou no ano retrasado transformou-se em superávit de R$ 14,69 milhões no ano passado. O principal responsável foi o salto na receita operacional que saiu de R$ 46,28 milhões para R$ 104,76 milhões na mesma comparação graças às vendas dos direitos federativos do volante Lucas e do atacante Carlos Eduardo vendidos para times europeus. As receitas com vendas ou empréstimos de atletas avançaram de R$ 8,53 milhões em 2006 para R$ 52,87 milhões em 2007. O clube faturou ainda R$ 6,79 milhões com a bilheteria dos jogos e R$ 17,29 milhões com os direitos de transmissão pela televisão, entre outras receitas. O Grêmio reconheceu dívidas milionárias com a União para aderir à loteria Timemania: as obrigações fiscais a serem parceladas em 240 vezes somam R$ 67,36 milhões. Apesar dos problemas financeiros, o Grêmio estuda a construção de uma nova arena multiuso, visando a Copa do Mundo de 2014.

Redação Sport Marketing

Candidatura conjunta para Copa de 2018

Uma candidatura conjunta entre Portugal e Espanha - essa é a proposta do vice-ministro português de Estado da Juventude e do Esporte, Laurentino Dias que desafiou a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) a se entender com a Real Federação Espanhola. "A FPF tem a bola nos pés, tem de jogar essa bola em parceria com os espanhóis e, depois, quando esse jogo estiver pronto o governo espanhol e o governo português podem ajudar para que haja bom entendimento" - disse Laurentino Dias, em entrevista à rádio portuguesa Antena 1. Laurentino Dias voltou a afastar a possibilidade de uma candidatura individual de Portugal. "Já disse e mantenho que Portugal não está neste momento em condições para aventuras de candidaturas que envolvam esforço financeiro". A possível candidatura conjunta ibérica voltou a ser tema no futebol depois que o presidente da Fifa, Joseph Blatter, assumiu publicamente que não gostaria de terminar o mandato sem que a Espanha volte a organizar um Mundial de futebol. O país já foi sede do evento em 1982. Já a Real Federação Espanhola de Futebol disse que não tem nenhum projeto para organizar a Copa do Mundo de 2018 e que a idéia de uma eventual parceria com Portugal é "exclusiva" da Federação Portuguesa.

Redação Sport Marketing

Apple Ipod Nano na Nike+ Human Race

A Nike+ Human Race, o maior evento de corrida do mundo realizado em um único dia já tem data marcada. O evento acontecerá no dia 31 de agosto em 25 cidades de três continentes, incluindo São Paulo, Buenos Aires, Bogotá, Caracas, Cidade do México, Istambul, Lima, Los Angeles, Londres, Madrid, Melbourne, Nova York, Paris, Quito, Xangai e Vancouver. Conhecida como Nike10K, a competição tem como grande novidade tecnológica o sistema Nike+. Essa tecnologia permite ao usuário sincronizar os seus quilômetros corridos com o computador, no portal nikeplus, ao utilizar o kit Nike+, que permite inserir um chip em alguns tênis Nike e conectá-lo a um Ipod Nano ou o novo Nike+ SportBand. Os interessados em participar do evento podem reservar lugar acessando o site www.nikeplus.com. As inscrições serão abertas oficialmente no dia 2 de junho. A prova será realizada em 25 cidades no dia 31 de agosto de 2008, com a primeira largada em Taipei e com o último local a encerrar o evento sendo Los Angeles, nos Estados Unidos. Em diversas cidades, os participantes irão correr em locais históricos, como atravessar a ponte do Bósforo, em Istambul (Turquia), que liga os continentes da Ásia e Europa. No dia da Nike+ Human Race, a Nike realizará diversas atividades que contarão com a presença de importantes atletas internacionais. Entre eles, o ciclista heptacampeão da Volta da França, Lance Armstrong, que estará na prova de Austin, no Texas (EUA), e a atual campeã da maratona de Nova York, Paula Radcliffe, em Londres. O portal Nikeplus.com será o destino oficial da Nike+ Human Race. Ali, os corredores poderão aprender mais sobre os novos produtos de treinamento, incluindo o Nike Zoom Victory+, o mais recente calçado de running que incorpora a tecnologia Flywire, que torna o tênis muito mais leve e resistente. A página também permite acessar o novo Nike+ Sport Music, que oferece o melhor em mesclas de música, além de orientação pessoal de treinamento, desenvolvidas especificamente para provas longas ou exercícios em esteira. Como parte da Nike+ Human Race, os corredores também podem apoiar e contribuir socialmente com a comunidade local.

Redação Sport Marketing

Abramovich quer Lionel Messi

O Chelsea, clube da Premier League está decidido a contratar Lionel Messi. Para tirar o argentino do Barcelona, o time inglês está disposto a gastar a quantia recorde de 100 milhões de euros, cerca de R$ 260 milhões. Segundo o News of the World, o proprietário do clube, o milionário russo Roman Abramovich já autorizou a libertação das 80 milhões de libras (102,4 milhões de euros) para oferecer ao Barcelona em troca do jogador, estando assim disposto a quebrar o recorde da transferência mais cara até hoje, quando o francês Zidane se mudou da Juventus para o Real Madrid por 59,6 milhões de euros (R$ 151 milhões).

Redação Sport Marketing

Sem salário não joga

Hermínio Loureiro, presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), vai propor que os clubes com salários em atraso fiquem impedidos de disputar as competições profissionais, para acabar com a "vergonha" das dívidas aos jogadores. Em entrevista ao periódico "Diário de Notícias"Hermínio Loureiro manifestou-se confiante na conclusão do processo Apito Final antes do início da época 2008/09 e, "numa análise rápida e superficial", defendeu que os clubes - no exemplo o Boavista - devem ser impedidos de jogar em caso de condenação pela Comissão Disciplinar da Liga, mesmo que exista recurso pendente no Conselho de Justiça (CJ) federativo. "Vou escrever uma carta e apresentar uma proposta no sentido de criar condições para que, no final da temporada, a Liga possa saber se há ou não atrasos salariais. E só quando for regularizado é que (os clubes) poderão voltar à competição" - anunciou o presidente da LPFP.

Redação Sport Marketing