20 de abr de 2008

Nike revela gastos com patrocínio

De acordo com o mais recente relatório financeiro trimestral da Nike, a empresa americana de materiais esportivos, investiu em endosso e patrocínio a quantia de US$3.4 bilhões. O business journal, publica que em menos de dois anos, os investimentos da Nike em atletas, times e ligas subiram 105%, o equivalente a um salto de 21% nos últimos nove meses. Baseada em Beaverton, a Nike segue investindo pesado em uma plataforma de marketing voltada para o mercado europeu tendo como meta principal os grandes e expresssivos times de futebol, como Manchester United e Barcelona, o que está aumentando a atenção dos analistas da Wall Street. Além disso, a empresa vem se esforçando em aumentar o número de seleções sob o patrocínio da marca. Entre as cinco seleções expoentes no mundo do futebol patrocinados pela Nike está o Brasil e, recentemente, a França. "Uma das bases da Nike sempre tem sido a habilidade em estar em evidência, aparecer. Eu acho posso dizer isto, também no campo de jogo. Isso no faz ter credibilidade, autenticidade, e até uma exposição e ponto de vista de marketing sempre tem sido um ponto de debate desde que Phil Knight, fundador da Nike" - disse o presidente da Nike Charlie Denson.

Redação Sport Marketing

Milan não fecha com Barcelona

O Milan não conseguiu chegar a um acordo de transferência de Ronaldinho Gaúcho do Barcelona. "Ontem tivemos uma reunião e a situação continua a mesma, nada saiu do lugar" - disse Adriano Galliani em entrevista à Sky. "Talvez Ronaldinho não venha para o Milan". Roberto de Assis, irmão e agente de Ronaldinho, atleta patrocinado pela Nike, ainda tem esperanças de negociar o irmão com a Inter de Milão, Manchester City ou Chelsea.

Redação Sport Marketing