1 de abr de 2008

Samsung sob nova direção

A Samsung Brasil anunciou o novo diretor de negócios corporativos. Marcos Gaspar assumiu a função com objetivo de atender o mercado corporativo com produtos e soluções de TI da empresa, especialmente no setor de impressão. Gaspar tem mais de 23 anos de em tecnologia da informação, os quais dividiu entre empresas como Sisco e a HP, na qual trabalhou por mais de 20 anos. Formado em administração de empresas e processamentos de dados pela Universidade Mackenzie, o executivo possui MBA pela Business School São Paulo. A Samsung, patrocinadora mundial TOP do Movimento Olímpico, está no Brasil desde 1986. A Samsung Eletrônica da Amazônia Ltda. é uma das principais fabricantes de produtos eletroeletrônicos do país e líder do mercado nacional de televisores de cristal líquido (LCD). Com duas unidades industriais, localizadas em Manaus e Campinas, atua nas seguintes áreas: telefonia celular, produtos de áudio e vídeo (TV, DVD, MP3 Player, Home Theater e filmadora), linha branca, monitores, impressoras e multifuncionais, discos rígidos (HDD) e discos óticos (ODD). A Samsung é pioneira em televisão digital no país, sendo a primeira a oferecer modelos com conversor embutido, prontos para receber o sinal digital. Comprometida mundialmente com o esporte, foi parceira oficial dos XV Jogos Pan-Americanos Rio 2007 e é patrocinadora oficial dos Jogos Olímpicos de Pequim 2008. O Brasil também é um dos cinco países que sediam a Samsung Experience, em São Paulo, um espaço privilegiado de experimentação de novos conceitos em tecnologia. Em 2007, a Samsung obteve faturamento de US$ 2,1 bilhões

Redação Sport Marketing

Dadá mais que Maravilha, Super Holcim

Quem viu Dadá em campo, cheio de agilidade e ginga, jamais imaginaria vê-lo fazendo propaganda justamente de algo estático e inflexível como cimento! Mas, a simpatia do velho Dadá está dando certo e a Holcim já encomendou uma nova campanha com o maravilhoso embaixador da marca que será o personagem central em três filmes bem-humorados para TV e spot de rádio, além de material promocional para pontos-de-venda, placas em campos de futebol e anúncios para mídia impressa segmentada. A campanha do ‘Super Dadá– Não se contente com menos’ , faz parte da estratégia de divulgação do cimento Ultra Forte Holcim. Foram investidos 7 milhões de reais na nova campanha de TV que será veiculada em Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Redação Sport Marketing

Suvinil pinta no Parque

A Suvinil, patrocinadora oficial das mangas da camiseta do Palmeiras, inaugurou o camarote no Parque Antártica. O espaço, recebeu o nome ‘Apaixonados por Futebol’ e tem capacidade para 50 pessoas, com visão privilegiada do campo e também com a opção de assistir aos jogos das poltronas ou sofás através de TVs de LCD. O novo camarote Suvinil está localizado na Área Família, novo espaço construído dentro do estádio com arquibancadas e camarotes. Durante os jogos, serviços de bar e alimentação são disponibilizados aos convidados. "O camarote é um meio muito importante para aprimorarmos o relacionamento com nossos clientes, fornecedores e público. O patrocínio ao Palmeiras é uma forma de mostrar que a Suvinil é uma marca para todos os públicos, reforçando a estratégia da empresa de expandir o uso das tintas para promover o bem-estar por meio das cores", afirmou Eugênio Luporini Neto, diretor de marketing da Suvinil.
A Suvinil é patrocinadora do clube desde janeiro e a logomarca estampará as mangas das camisetas e agasalhos do time até maio de 2009.

Redação Sport Marketing

ESPN vai de VW

ESPN e Volkswagen fecham patrocínio inédito. O pacote inclui as transmissões da atual temporada e da próxima da NBA, do futebol americano da NFL e de dois programas exclusivos da ESPN, entre eles o “De Olho no Mundo”. O contrato começa a vigorar imediatamente e se estende até junho de 2009. Serão mais de 1900 inserções de vinhetas de 5’’ e sports comerciais de 30’’. O pacote também abrange o final da atual temporada regular da NBA, os playoffs, a partir do dia 19/04, as semifinais e finais de conferência e a grande série final em junho que vai determinar a equipe campeã da melhor liga de basquete do mundo. A montadora também vai patrocinar toda a temporada 2008/2009, que vai de outubro a junho de 2009. Somando-se as duas temporadas, serão mais de 100 jogos, transmitidos ao vivo nas noites de quarta e sexta-feira, com os maiores astros do basquete mundial, incluindo os brasileiros Leandrinho, Anderson Varejão e Nenê. A marca Volkswagen também estará presente na cobertura da temporada 2008/2009 da NFL, a liga que reúne os melhores atletas do futebol americano. A transmissão começa em agosto, com os jogos da pré-temporada, e vai até fevereiro, com o grande Superbowl no dia 01 de fevereiro, ao vivo e com exclusividade. A projeção é de que sejam transmitidos 45 jogos.

Redação Sport Marketing

Kobe Bryant é Einstein

Kobe Bryant e Einstein são considerados gênios nas respectivas áreas, mas a Nike decidiu “misturá-los”. No novo anúncio da marca, Kobe Bryant vai surgir com uma farta cabeleira branca e um bigode “à moda do cientista” para promover a nova linha de tênis Air Zoom Kobe III. Este é o terceiro anúncio no qual o jogador dos LA Lakers participa, mas desta vez, bem menos discreto que os anteriores: agora, o craque da NBA é considerado o homem mais inteligente da civilização ocidental. Não faz por menos!

Redação Sport Marketing

Coca-Cola patrocina Indy até 2010

A Coca-Cola (América do Norte) fechou novo contrato de patrocínio com a IndyCar Series. A maior fabricante de refrigerantes do mundo será patrocinadora oficial da categoria automobilística até 2010. O acordo fundamenta a relação da Coca-Cola com a histórica corrida do calendário da Indy, as 500 Milhas de Indianápolis e com o Indianápolis Motor Speedway, a pista de corrida mais tradicional do circuito da Indy, de propriedade da família de Tony George, dono da Indy Racing League. A renovação do contrato da Coca-Cola permitirá à empresa desenvolver programas de marketing de varejo para ajudar reforçar a experiência dos fãs durante a temporada da IndyCar. Este nova contrato é uma extensão de um acordo firmado ano passado entre as partes com validade de 10 anos. A empresa também tem relações com várias outras pistas do calendário da categoria, sendo assim a marca princpal de refrigerante na maioria das pistas onde acontecerão as corridas da IndyCar Series em 2008. "A Coca-Cola é verdadeiramente uma marca global, e nós estamos emocionados para ter a Coca-Cola a bordo da IndyCar Series" - disse Terry Angstadt, presidente comercial da IndyCar Series. Na foto, a diretora Sport Marketing Deborah Ribeiro aparece atrás do campeão das 500 Milhas 2003, Gil de Ferran, na pista do Indianápolis Motor Speedway, no dia seguinte à conquista do título pelo piloto brasileiro. Faz parte da tradição do autódromo que no dia seguinte à corrrida, conhecido como Dia do Campeão, o piloto volte à pista para tirar fotos com o carro, equipe, troféu e imprensa, para efeito de marketing e divulgação. Por conta desse compromisso, o piloto tira fotos com os bonés de todos (absolutamente) todos os patrocinadores. Após as fotos, acontece uma coletiva de imprensa.

Redação Sport Marketing

Capitão de seleção indiana boicota Revezamento

O capitão da seleção indiana de futebol, Bhaichung Bhutia, disse que não vai participar do Revezamento da Tocha Olímpica, como era previsto, em represália aos ataques da China aos manifestantes do Tibet. Bhutia, um budista nascido na região de Sikkim, no Himalaia, é o primeiro atleta a anunciar abertamente o boicote a um evento relacionado aos Jogos Olímpicos de Beijing, que acontecem em agosto. O capitão iria participar do Revezamento em 17 de abril. Ao saber que foi um dos escolhidos, disse que seria "uma honra" participar do evento. Mas, mudou o discurso."Sinto informar que não posso participar desse Revezamento, por razões pessoais. Os Jogos serão realizados na China. Não quero carregar a Tocha" - disse o atleta, que já informou a decisão ao Comitê Olímpico indiano.

Redação Sport Marketing

COI aperta a China

Inspetores do Comitê Olímpico Internacional (COI) voltaram a alertar aos organizadores dos Jogos Olímpicos de Beijing que o acesso à Internet deve ser aberto durante os Jogos. O novo alerta foi dado durante a décima e última série de reuniões da Comissão de Coordenação com os organizadores do BOCOG - Comitê Organizador dos Jogos. A Internet é frequentemente censurada na China, mas o país se comprometeu quando se candidatou a sediar o evento em dar, aos cerca de 30 mil profissionais de imprensa que cobrirão os Jogos, a mesma liberdade que receberam em edições anteriores do evento. "Nesta manhã, discutimos e insistimos de novo... que a Internet será aberta o tempo todo durante os Jogos" - disse o vice-presidente da comissão de coordenação do COI, Kevan Gosper, a repórteres. "Nas últimas semanas, houve críticas quanto às restrições na Internet durante os eventos relacionados ao Tibet, mas os Jogos ainda não começaram. Nossa preocupação é que, durante os Jogos, a imprensa possa operar da mesma forma que atuou em edições anteriores. "Estou satisfeito, porque os chineses entenderam essa necessidade e vão fazer isso" - acrescentou Gosper, durante as inspeções aos preparativos para o evento. O australiano, que também é chefe do Comitê de Imprensa do COI, disse que bloquear a Internet durante os Jogos "daria uma projeção muito pobre" ao país-sede, mas confia que os chineses cumpram as obrigações estabelecidas pelo acordo. "Eles têm um comprometimento enorme e mudaram extensivamente a legislação para permitir a atuação da imprensa internacional nos Jogos. Em relação a todas as questões que foram motivo de preocupação, eles cumpriram o acordo, então não vemos nenhuma razão para não fazerem isso agora", acrescentou. Novas leis aliviaram as restrições à mídia internacional a partir de 1o de janeiro do ano passado, mas terminam em outubro deste ano.

Redação Sport Marketing

Fábrica da Nike enfrenta greve

Cerca de 21 mil trabalhadores de uma fábrica da Nike no Vietnã entraram em greve para reivindicar um aumento salarial que lhes permita combater a crescente inflação. Os empregados da fábrica Ching Luh, na província de Long An, exigem uma alta de pelo menos 20% no atual salário, de US$ 59 por mês, e um melhor serviço de alimentação na cantina, disse o membro do sindicato Nguyen Van Thua. Thua explicou que a fábrica, propriedade de uma empresa de Taiwan e que fabrica calçados para a Nike desde 2002, paga os trabalhadores, maioria mulheres jovens procedentes das zonas rurais, 14% a mais que o salário mínimo, mas o valor ainda é insuficiente para resistir à alta inflação. "A companhia cumpriu as leis vietnamitas, mas como os preços seguem disparando a cada dia, os empregados tinham problemas para sobreviver até o fim do mês", afirmou. O índice de preços ao consumidor no Vietnã subiu 19% no último ano, segundo as estatísticas oficiais. No começo de 2008, o governo tentou atenuar os efeitos da crescente inflação aumentando em 13%, para US$ 59 por mês, o salário mínimo dos empregados de companhias estrangeiras. No entanto, muitos trabalhadores se queixam que mesmo assim é difícil pagar as contas todos os meses. Vários investidores estrangeiros, especialmente os radicados em Taiwan, protestaram ativamente contra o aumento salarial e ameaçaram deixar o país se o intervencionismo estatal prejudicasse os negócios. De acordo com a agência Investnews, no entanto, o salário no Vietnã continua sendo até 30% em média menor que em partes da China, o que provocou o estabelecimento no país do Sudeste Asiático de milhares de novas fábricas nos últimos cinco anos.

Redação Sport Marketing

Benfica registra lucros de 7,7 milhões de euros

O Benfica registrou lucros de 7,7 milhões de euros, no primeiro semestre, um valor que é justificado, em parte, pela venda de passes de jogadores. O resultado líquido no semestre fiscal terminado em 31 de janeiro ascendeu 7,7 milhões de euros, comparado aos 1,1 milhões de euros verificados em igual período do ano anterior. Esta evolução é justifica pela transação de passes de jogadores. No período em análiseo clube amortizou 7,5 milhões de euros em passes de jogadores e registou um proveito de 12,2 milhões de euros com a venda de passes, o que deu origem a um resultado positivo de 4,7 milhões de euros. "Esta variação está relacionada com a obtenção de mais valias com as transferências de direitos desportivos ocorridas durante os meses de agosto de 2007 e janeiro de 2008. Manuel Fernandes, Anderson Cleber e Diego de Souza foram negociados no período. Em contrapartida, no semestre homólogo do exercício anterior, apenas ocorreu a alienação dos direitos do atleta Ricardo Rocha. As receitas totais do time caíram de 3,66% para 31,6 milhões de euros, penalizados pela queda dos proveitos provenientes da prestação de serviços, que no período em análise diminuíram mais de 18%. Os resultados operacionais caíram de 30,34% para os 6,2 milhões de euros. A queda destes resultados está relacionada com o crescimento dos custos com fornecimentos e serviços de terceiros e com os custos com o pessoal. Este acréscimo de custos está em parte relacionado com as alterações ocorridas na equipa técnica e com o aumento das despesas incorridas com os proveitos gerados com a transferência de direitos desportivos, os quais tiveram um incremento significativo. O passivo diminuiu cerca de 41,5 milhões de euros, passando de 156,6 milhões de euros para 115,1 milhões de euros, o que representa um decréscimo de 26,5%. Este decréscimo está relacionado com a reestruturação do passivo bancário do Grupo do Sport Lisboa e Benfica, que permitiu à Benfica liquidar junto das entidades bancárias um valor global de 48 milhões de euros, sendo parte considerável desse valor exigível a curto prazo.

Redação Sport Marketing