25 de mar. de 2008

COB irá gerir o Velódromo

O Comitê Olímpico Brasileiro fechou com a Prefeitura do Rio de Janeiro acordo de cessão para utilização do Velódromo. A assinatura do contrato será quarta-feira, dia 26 e contará com a presença do Prefeito Cesar Maia e do presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman. Recentemente, o COB ganhou da Prefeitura do Rio de Janeiro a concessão para utilização do Parque Aquático Maria Lenk durante 20 anos. O Parque, o Velódromo e a Arena Multiuso fazem parte do Parque Olímpico, que será construído na região do Autódromo e integra o projeto de candidatura do Rio à sede dos Jogos Olímpicos de 2016.

Redação Sport Marketing

Reebok volta às origens aos 50 anos

No ano em que comempora 50 anos, a Reebok deixa no passado o conceito Rbk e volta às origens. Visando uma renovação da imagem da marca, a Reebok implementará uma evolução do logo tradiconal. Conforme noticiado pelo LatinSpots.com, esta renovação estética, conta com uma tipografia mais moderna e simples. Em entrevista ao portal argentino, Uli Becker, presidente e CEO da empresa, ressaltou que a idéia surgiu pelo fato de que o nome "Reebok" comemorar 50 anos em 2008, o que motivou-os a adotar o logo tradicional que, segundo ele, reflete melhor o passado da marca.

Redação Sport Marketing

Nescau lança novo comercial

O portal Meio&Mensagem destaca o novo comercial do Nescau Cereal. Criado para reforçar o conceito "Nescau Ceral. O cereal radical", o spot mostra uma mistura interessante de futebol e capoeira. O comercial começa com um grupo que faz a primeira refeição do dia na praia quando é desafiado a jogar capoeira e futebol. Ambos os esportes são realizados ao mesmo tempo em uma roda de capoeira com juíz de futebol. O desafio radical é jogar "capoeira-futebol". Também estão comunicados os diferenciais nutricionais do produto que é feito com cereal integral e enriquecido com 11 vitaminas e minerais.

Redação Sport Marketing

Em primeira mão: Tiger Woods na lua com Gatorade!

Os fãs de Tiger Woods e da marca Gatorade já têm o que e com que bebida comemorar! Já está à disposição no mercado americano o primeiro isotônico endossado por um jogador de golfe. A expectativa com relação à aceitação do novo produto é astronômica. Não foi à toa que no comercial Tiger Woods aparece jogando golfe na lua! A campanha de marketing do novo isotônico inclusi spots comerciais para televisão, publicidade, promoções. O ponta-pé inicial da campanha foi o anúncio de TV com Tiger Woods vestido em um astronauta que ressalta o slogan de uma promoção intitulada "fora deste mundo" que promete dar prêmios on-line a partir de abril. "Eu já experimentei muitos momentos surpreendentes na minha carreira de golfe, mas o Gatorade Tiger me leva a um lugar que eu nunca imaginei," disse o super campeão de golfe. "Eu estou realmente excitado com o lançamento." O Gatorade Tiger está disponível em três sabores novos e refrescantes inspirados e selecionados por Woods: cereja, cítrico e uva. A embalagem inclui uma embalagem de 500 ml e uma garrafa com design especial. "Tiger Woods é conhecido por revolucionar o jogo de golfe introduzindo um nível sem precedente de boa forma física, treinamento e concentração" - disse Matt Knott, vice-presidente de marketing da Gatorade. "A meta de Tiger é sempre melhorar. Nós da Gatorade estamos excitados com a perspectiva histórica de que o produto inspire outros atletas." A partir de abril, os consumidores poderão participar on-line de um jogo de golfe virtual na lua e concorrer a prêmios! Em maio, a Gatorade pretende fazer a promoção do produto em cinco cidades americanas: Phoenix, Dallas, Chicago, Miami e Nova Iorque levando o desafio "Gatorade Tiger leva você mais longe" que irá oferecer aos consumidores oportunidadse para testar suas habilidades de golfe virtual. O simulador de golfe Gatorade Tiger culminará com uma etapa do campeonato americano em Nova Iorque onde o golfista com o passeio mais longo ganhará um prêmio principal. A PepsiCo Gatorade doará $100,000 para a Fundação de Tiger Woods

Redação Sport Marketing

Fila até 2012 em Wimbledon

A Fila será a patrocinadora oficial do Torneio de Wimbledon. De acordo com o contrato, a fabricante italiana de materiais esportivos durante os próximos cinco anos será a marca de tênis oficial do evento. A parceria faz parte da estratégia de marketing mundial da Fila que patrocina tenistas de elite como Svetlana Kuznetsova, Agnes Szavay, Dmitry Tursunov, Janko Tipsarevic, Andreas Seppi e Marin Cilic. O contrato marcará o lançamento do novo tênis da Fila "Alfa" que utiliza componentes superiores para assegurar conforto e durabilidade. O tênis Alfa Wimbledon será calçado e comerciado nos torneios de Wimbledon. "Tênis tem sido uma parte essencial da herança da Fila e este acordo com o Torneio de Wimbledon é chave para a construção do futuro da marca dentro do esporte" - disse Marc Travis, Gerente de Marketing da Fila no Reino Unido. Este ano, a Fila comemora 35 anos de envolvimento com o tênis.

Redação Sport Marketing

Fiorentina negocia com o Cruzeiro

A Fiorentina está em negociações com o Cruzeiro. O time pretende levar o goleiro Fábio que deverá ser o reforço da Fiorentina para a próxima temporada. A equipe italiana estaria disposta a pagar 5 milhões de euros pelo jogador. De acordo com a imprensa italiana, a operação implicaria provavelmente o afastamento do atual goleiro titular, o francês Sebastien Frey, que seria transferido ao Milan, por 8 milhões de euros, substituindo Dida. Fabio, que está no Cruzeiro de 1999, deve ir em junho para a Fiorentina se a transação for concluída.

Redação Sport Marketing

Poços de Caldas prepara a Olimtra

Unimed, Solar Minas, Prefeitura, Piffer, Cibel, Frigonossa, Corpo de Bombeiros, Zona Azul, Danone, Caldense, Mitsui, Curimbaba, Mantiqueira Armazéns Gerais, Madeireira Chiqueirão, Guarda Mirim, DMAE, Alcoa, Circullare, Polícia Militar, Sapataria Fernandes, Fass, TV Poços, Phelps Dodge e Receita Federal. Todas essas empresas participam da maior olimpíada corporativa do país. A Olimpíada dos Trabalhadores de Poços de Caldas (Olimtra) já está na 30ª edição e conta com o apoio e organização da Secretaria Municipal de Esportes. O evento começa dia 27 de abril e terá o envolvimento de vinte e quatro empresas e instituições. Ao todo, cerca de 3.000 funcionários participarão como atletas, divididos nos grupos A (acima de dezesseis modalidades), B (de oito a 15 modalidades) e C (de cinco a sete modalidades). A expectativa da Secretaria de Esportes é de que o número de empresas participantes aumente até a realização do congresso técnico, data limite para confirmação de inscrição.

Redação Sport Marketing

Presidente francês manda recado à China

O Presidente francês (foto) não excluiu a possibilidade de boicotar a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Beiing, contrariando posições já assumidas por outros dirigentes europeus.“Todas as opções estão em aberto, mas eu apelo ao sentido de responsabilidade das autoridades chinesas”, afirmou Sarkozy quando questionado sobre um possível boicote francês ao evento. Criticado pelas organizações de defesa dos direitos humanos pelo silêncio que manteve ao até agora, condiciona a decisão final “aos desenvolvimentos da situação no terreno”. Um dia depois de ter escrito uma carta ao seu homôlogo chinês pedindo “contenção” na resposta militar aos protestos tibetanos, o chefe de Estado francês explicou que cabe aos dirigentes chineses responder às preocupações da comunidade internacional e assim garantir a presença de todos nos Jogos. “Esta estratégia é firme na defesa dos direitos humanos e poderá dar origem a resultados”. Mais explícito, o chefe da diplomacia francesa, Bernard Kouchner, disse que o combate chinês aos protestos dos ativistas tibetanos “não é bom” pois o Dalai Lama, ao contrário do que Beijing afirma, “não ameaça a integridade territorial” chinesa. Maioria dos dirigentes confirma presença. Apesar dos protestos internacionais à forma como Beijing reagiu às manifestações no Tibet e nas províncias vizinhas, foram poucos, até agora, os dirigentes que anunciaram que não aceitarão o convite para os Jogos Olímpicos. Mesmo o primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, um dos mais críticos da atuação chinesa, já fez saber que vai comparecer na cerimônia de abertura. Também o Presidente norte-americano, George W. Bush, garante que vai deslocar-se até a China, o mesmo sucedendo com a maioria dos dirigentes europeus. Entre as ausências confirmadas está a do príncipe Carlos, um conhecido apoiante da causa tibetana, enquanto o presidente do Parlamento Europeu, o conservador alemão Hans Gert Pöttering, considerou “justificadas” eventuais “medidas de boicote”. Em sentido contrário, o presidente da Comissão Europeia disse discordar de eventuais boicotes aos Jogos Olímpicos e apelou aos Estados-membros da UE para adotarem uma “posição comum” sobre a situação no Tibet.“Não estamos de forma alguma seguros que qualquer eventual boicote leve a um maior respeito pela lei da China ou no Tibet”, explicou Durão Barroso, em Lisboa. Para o líder europeu "os Jogos Olímpicos não são um acontecimento político, mas sim um grande evento desportivo e humano" em relação ao qual "não se podem defraudar as hipóteses dos jovens Atletas". Garantindo que a UE está “muito preocupada” com as denúncias de violência, o líder europeu apelou às duas partes para darem mostras de contenção e defendeu que a UE deve dar mostras de unidade nesta questão. "É importante que a Europa tenha uma posição conjunta, fazendo ver as nossas preocupações e a necessidade de serem respeitados os direitos humanos na China e no Tibet", acrescentou. Até ao momento, nenhuma delegação anunciou um boicote dos seus atletas às competições desportivas.

Redação Sport Marketing

Curso põe Ministério do Esporte sob suspeita

Luís Carlos da Fonseca tem um cargo de confiança no Ministério do Esporte. É coordenador-geral de prestação de contas. Ganha a vida a examinar processos sobre convênios firmados entre a pasta em que trabalha e prefeituras ou organizações não-governamentais (ONGs). Mas entre esta semana, ele não poderá ser encontrado na Esplanada. Estará em Feira de Santana, agreste baiano, onde ministrará no interior da Bahia aulas a um grupo seleto de pessoas. Cada uma delas pagou R$ 500 para garantir presença no curso chamado “Convênios, da celebração à prestação de contas”. Vai ensinar passo a passo como chegar às arcas do governo, assinar um contrato, pegar o dinheiro e prestar contas de tudo no final. De acordo com o portal Brasília em Tempo real, "o evento encravado no limite da legalidade, com potencial para pôr sob suspeição milhões de reais repassados pelo Tesouro Nacional nos últimos anos".

Redação Sport Marketing

Bola oficial do brasileiro estréia

O desempenho da bola oficial do campeonato Brasileiro nas séries A e B poderá ser vista no amistoso entre Brasil e Suécia, em Londres. Denominada Total 90 Omni, a bola foi desenvolvida pela Nike para elevar o padrão de consistência, precisão e visibilidade. Pela primeira vez, uma bola será utilizada antes de estrear nos campeonatos nacionais da Europa, no segundo semestre. A bola foi testada durante dois anos em simulações eletrônicas, nos laboratórios de pesquisa e com os melhores clubes e jogadores do mundo. O teste feito por clubes de elite como o Manchester United, Inter de Milão e Valencia ajudou a Nike a aperfeiçoar e garantir o desempenho da bola. “A Nike aspira melhorar o jogo tanto para os atletas de elite como para os jogadores do dia-a-dia. A bola Total 90 Omni foi pioneira no conceito de gráficos em desempenho”, disse Tom De Blasis, diretor de design de bolas de futebol da Nike. A resposta da empresa para os chutes e passes que não saem na direção desejada é a criação dos sulcos exclusivos e aerodinâmicos revestidos em poliuretano que foi desenvolvida em um túnel de vento e projetada para voar mais rápido e com mais uniformidade ao alvo. A nova Total 90 Omni possui gomos geométricos inovadores. O desenho distribui a pressão através dos gomos e em volta da bola toda com o intuito de criar o que os engenheiros chamaram de “o ponto central de uma circunferência de 360 graus”. A bola é mais previsível e mais potente quando chutada. O visual da bola também é inovador. Uma nova fita assimétrica em sua volta gera um sinal visual mais poderoso enquanto ela rola, fornecendo uma leitura mais rápida quanto à localização, velocidade e trajetória de qualquer ângulo. A Total 90 Omni chega às lojas do Brasil em maio ao preço sugerido de R$ 399,90.

Redação Sport Marketing

Nike na frente das negociações de Ronaldinho Gaúcho

A Inter de Milão pretende fazer a Ronaldinho Gaúcho uma proposta prá lá de indecente, do tipo que nem a atriz Demi Moore seria capaz de dizer não. Para realizar o acordo, o clube italiano contará com as ajudas da Nike, empresa fornecedora do seu material esportivo e que também patrocina o craque, e do próprio atleta, que entraria com uma quantia para ajudar no pagamento da multa rescisória. Os dirigentes do Inter irão se encontrar com o representante de Ronaldinho, seu irmão Assis. Apesar das declarações de Ronaldinho Gaúcho no dia 10.03 (ver arquivo de notícias Sport Marketing) nas quais o jogador do Barcelona afirma não ter interesse em aceitar ofertas do Inter de Milão, Milan e Chelsea, segundo o site "Goal", os dirigentes da Inter não estão muito preocupados com a opinião pessoal do jogador e pretendem fechar a contratação no meio do ano. O Barcelona não dificultará a negociação, que deverá ser fechada por 60 milhões de euros, aproximadamente R$ 162 milhões. O Barça teria pedido a inclusão do goleiro Júlio César no acordo, mas o presidente Massimo Moratti teria recusado a proposta, aumentando o valor oferecido pelo meia.

Redação Sport Marketing

Puma renova com a SFV

A Puma e a Associação do Futebol suíço (SFV) extenderan a parceira até 2012. A sociedade bem sucedida, entre a fabricante alemã de materiais esportivos e a SFV, começou em 1998. O novo contrato inclui a Copa do Mundo FIFA de 2010, na África do Sul e os Campeonatos Europeus de 2012. Sob o novo acordo, a Puma permanecerá como patrocinadora técnico da SFV fornecendo material esportivo, uniformes de campo, treinos, bolsas e bolas, para todas as equipes suíças masculinas e femininas de futebol, incluindo as divisões de base e as de futsal. A marca também éstará nas escolinhas de futebol oficiais da SFV. "Este ano nós estamos celebrando o 10° aniversário da parceria entre a Puma e a SFV e estamos felizes com a continuidade dessa sociedade" - disse Jochen Zeitz, Presidente e CEO de Puma. "Nós temos muito prazer em continuar nossa sociedade com Puma e queremos agradecer pela colaboração excelente nos últimos 10 anos," disse Peter Gilliéron, diretor da SFV. " A Puma é a marca perfeita para o futebol suíço"- acrescentou. Os valores da renovação do contrato não foram divulgados.

Redação Sport Marketing

Bank of China

O Bank of China, banco patrocinador dos Jogos Olímpicos de Beijing apresentou um lucro líquido de US$ 7,9 bilhões em 2007, o que representa um aumento de 31,33% a respeito do ano anterior. O relatório anual divulgado pelo banco, de propriedade estatal, destacou alta do lucro, apesar da exposição das entidades asiáticas à crise das hipotecas "subprime" vivida nos Estados Unidos. "Serão exploradas ativamente possíveis uniões e aquisições para aumentar nossa plataforma de negócio", disse Xiao Gang, presidente do Bank of Chinamas, sem maiores detalhes sobre os mercados nos quais o banco esteja estudando entrar. O líder do banco destacou o aumento da receita por empréstimos a clientes pessoais e corporativos, que aumentaram 14,5% e 25,7% no último ano, respectivamente.

Redação Sport Marketing

Marta Suplicy olímpica

A ministra do Turismo, Marta Suplicy, pretende pegar uma carona nos Jogos Olímpicos de Beijing para estreitar relacionamentos com a China e levantar a bandeira da candidatura brasileira aos Jogos de 2016. A ex-prefeita de São Paulo, que anos atrás agiu com mãos de ferro contra o tradicional comércio chinês na rua 25 de Março é a mesma que se reuniu com o vice-presidente da Administração Nacional de Turismo da China (CNTA), Du Jiang, para tratar de assuntos de interesse dos dois países. O aumento do fluxo de turistas entre os dois países, a experiência chinesa com a preparação dos Jogos de Beijing 2008 e a abertura de um escritório de promoção do Brasil em solo chinês fizeram parte das conversações. Durante o encontro, a ministra obteve também apoio oficial da autoridade de turismo chinesa ao pleito do Brasil de ter o Rio de Janeiro como sede da Olimpíada de 2016. “Na reunião com a CNTA pudemos tratar como prioridade comum a busca de mais vôos ligando Brasil e China. Hoje, temos somente três vôos semanais da Air China, via Madri, com destino a São Paulo. É muito pouco”, observou a ministra, ao afirmar que sem a ampliação do número de vôos “não teremos condições de alcançar o aumento de fluxo de turistas chineses para os destinos brasileiros”. Segundo ela, no ano passado, 44 milhões de chineses viajaram para o exterior, sendo que somente 36 mil vieram ao Brasil. A ministra afirmou também que o vice-presidente do CNTA manifestou-se favorável à instalação do escritório de representação para promoção do Brasil na China. “É uma medida que ajuda bastante. Temos a experiência bem-sucedida do escritório comum para a promoção dos países do Mercosul no Japão, que resultou, em dois anos, em um aumento de quase 10% no fluxo de turistas japoneses para o Brasil”. No que se refere à candidatura carioca para sediar as Olimpíadas, a ministra do Turismo afirmou que as autoridades chinesas vão enviar correspondência ao Comitê Olímpico Internacional (COI), manifestando apoio ao Brasil. O Rio de Janeiro concorre com Baku (Azerbaijão), Chicado (EUA), Doha (Catar), Madri (Espanha), Praga (República Tcheca) e Tóquio (Japão). A ministra Marta Suplicy lembrou as várias ações de promoção para divulgação do Brasil na China. Citou como exemplos a inserção de filmes sobre destinos turísticos brasileiros nas transmissões de TV do Campeonato Brasileiro de Futebol para a Ásia (acordo firmado entre o Clube dos 13 e o MTur), a presença da Embratur em feiras na China e a ação especial nos Jogos de Pequim, em parceria com o Comitê Olímpico Brasileiro (COB). Parte da reunião entre a ministra e Du Jiang foi dedicada à troca de informações sobre os preparativos chineses para os Jogos Olímpicos, em especial a questão da qualificação profissional. Marta Suplicy convidou a CNTA a enviar representante ao Seminário Internacional sobre Turismo e a Copa de 2014, que será promovido pelo MTur no final de abril.

Redação Sport Marketing

Join-venture Vulcabras e Reebok

A Adidas, segundo maior grupo esportivo do mundo, anunciou aumento na previsão de crescimento de vendas da marca Reebok. A notícia de deve a uma aliança da marca com a Vulcabras, a maior fabricante de calçados e artigos esportivos da América Latina, dona das marcas Azaléia, Olimpikus e Dijean. A join-venture venderá, a partir de abril, calçados, roupas e acessórios da Reebok no Brasil e Paraguai, incentivando a Adidas a elevar a previsão de crescimento de vendas na região de até meio ponto percentual para até um ponto percentual. A Vulcabras negocia ainda a extensão da parceria para o mercado argentino, onde a empresa também é a distribuidora exclusiva da Reebok. Na Argentina, a companhia brasileira vem expandindo sua atuação desde julho 2007, quando adquiriu a totalidade das ações da Indular Manufacturas, empresa local de calçados com fábrica em Buenos Aires. Os resultados financeiros da joint-venture serão consolidados dentro do grupo Adidas a partir de 1o de abril. Os termos financeiros da aliança não foram revelados pelas companhias. Todas as previsões de desempenho do grupo divulgadas em 5 de março continuam inalteradas. Pelo contrato, o gerenciamento da distribuição dos produtos Reebok no país passa a ser responsabilidade de um conselho formado tanto por executivos da companhia americana quanto por membros da diretoria da Vulcabras. O presidente da empresa brasileira, Pedro Grendene Bartelle, torna-se também presidente desse conselho. O acordo tem validade até dezembro de 2015, a partir de 1º de abril de 2008, mas ainda está sujeito à análise do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). Também a partir de abril, o grupo Adidas passa a consolidar os resultados da nova sociedade nos demonstrativos financeiros. Com a constituição da nova empresa, a Vulcabras deixará de pagar royalties pelo uso da marca Reebok, passando a dividir uma parcela dos lucros totais do negócio. A Vulcabras passará a ter o direito de importar produtos diretamente dos fabricantes da Ásia, o que representará uma redução nos preços pagos pelos produtos importados, informou a companhia. No dia da concretização da join-venture, as ações da Vulcabras operavam em alta de 1,62 por cento às 12h20, cotadas a 20,11 reais. No mesmo horário, o Ibovespa exibia valorização de 2,05 por cento. Desde 1992, a Vulcabras vinha sendo a distribuidora exclusiva e licenciada de produtos da Reebok no Brasil e Paraguai e a fabricante brasileira continuará a fornecer produtos Reebok para a joint-venture. "Reebok e Vulcabras também estão negociando para formar uma joint-venture na Argentina, onde uma subsidiária da Vulcabras tem sido a distribuidora exclusiva da Reebok desde 2004", informou a Adidas em comunicado. O grupo Vulcabras tem previsão de faturamento em 2008 de 1 bilhão de dólares e se classifica como a maior fabricante de calçados e artigos esportivos da América Latina, de acordo com informações da companhia. Em julho do ano passado, a empresa anunciou a compra da Calçados Azaléia. As informações são da Dow Jones.

Redação Sport Marketing