15 de mar. de 2008

Sandro Dias em manobras radicais com novo patrocínio

Após mostrar garra e determinação na primeira etapa do circuito mundial, quando superou problemas físicos para conquistar o vice-campeonato no Rio de Janeiro (RJ), o skatista Sandro Dias, anuncia o acerto com um novo patrocinador: a Oi, a primeira empresa quadri-play do Brasil. Com a chegada da empresa, Sandro passa a ser um dos skatistas mais prestigiados por grandes companhias no mundo. Além de Oi, Reef, Red Bull, Oakley e Positive têm as suas marcas vinculadas ao pentacampeão mundial de skate vertical pela WCS. "É muito bom ter o nome associado a empresas sérias, que brigam pela liderança em suas respectivas áreas de atuação. O anúncio do acerto com a Oi me deixa ainda mais motivado para a temporada 2008", comentou o brasileiro de 32 anos. Assim como o pentacampeão, a empresa também se mostra bastante satisfeita com o acordo entre as partes."A Oi acredita que o esporte aproxima as pessoas e remete à garra e paixão. Com uma marca fortemente associada à inovação, a Oi investe em talentos do esporte de alma jovem e associa a sua marca a atributos positivos como a superação de limites e o dinamismo", explica a gerente de Comunicação da empresa, Flávia Da Justa. O skatista Sandro Dias, atual pentacampeão mundial, é patrocinado por Reef, Oi, Red Bull, Oakley e Positive.

Redação Sport Marketing

Kosovo sob os aros do COI

Os atletas de Kosovo, província que no último dia 17 declarou independência da Sérvia, devem competir nos Jogos de Beijing sob a bandeira do Comitê Olímpico Internacional (COI). O COI espera que a independência de Kosovo seja aceita por um grande número de países e também pela Organização das Nações Unidas (ONU) para que os kosovares sejam aceitos como membro da entidade."O mais provável é que eles participem sob a bandeira do COI, como já aconteceu com atletas iugoslavos", disse Leonid Shvets, porta-voz do Comitê Olímpico Russo, fazendo referência ao ocorrido nos Jogos de Barcelona, em 1992. Essa é a única possibilidade dos atletas do Kosovo - a delegação seria composta por cinco boxeadores - irem a Beijing. Isso porque, como a independência ainda não foi reconhecida oficialmente, o país não pode ser aceito como membro do COI.

Redação Sport Marketing

EUFA pede respeito em campanha

A UEFA lançou uma campanha denominada "Respect" que tem como foco a EURO 2008. "O termo internacional Respect pode ser usado como base para muitas iniciativas distintas", esclareceu Michel Platini, presidente da UEFA, na abertura do seminário do UEFA EURO 2008, em Viena. Participaram do encontro as 16 federações que marcarão presença na fase final do torneio, entre 7 e 29 de junho. "É uma palavra que pode ser lida e entendida em várias línguas", acrescentou. No futuro, a campanha irá abranger todas as competições européias e eventos da UEFA. A nova palavra forte do futebol europeu também será disseminada pela grande família da modalidade, tanto ao nível nacional como local. "Deve existir respeito pelas diferenças e diversidade que enriquecem o nosso continente", continuou o líder da UEFA. "Em termos concretos, isto significa o reforço da luta contra os males da sociedade, violência, xenofobia e homofobia, bem como o incremento do apoio aos nossos parceiros que promovem o desporto para deficientes. Emoção e respeito - duas palavras para uma grande festa do futebol".

Redação Sport Marketing

Áustria lança selo comemorativo Euro 2008

A Áustria, sede da EURO 2008 junto com a Suíça, lançou um selo comemorativo da competição. A bola oficial a ser usada no torneio, em junho, concebida pela Adidas, está agora disponível numa versão de selo autocolante em todos os correios. Foram feitas cerca de 490 mil cópias deste selos especiais que podem ser adquiridos na Áustria por 3,75 euros e em todos os postos de correios, bem como através da Internet. Esta edição especial, levada a cabo pelos Correios austríacos, é considerada pelos peritos uma sensação mundial filatélica. O selo é prá lá de sofisticado. Não apenas porque tem o formato da bola oficial do evento, mas também porque o selo é feito do mesmo material que a bola do Campeonato da Europa, uma mistura sintética de poliuretano. "Em suma, o Europass é o nosso selo mais sofisticado a nível material e tipográfico", afirmou o responsável pela filatelia dos Correios austríacos, Erich Haas.

Redação Sport Marketing

Copa do Mundo de Futebol Feminino não muda

A Fifa recusou a proposta de ampliação do número de seleções participantes para a próxima Copa do Mundo de futebol feminino. A decisão, anunciada pelo Comitê Executivo foi tomada para evitar a diluição da qualidade das partidas. A proposta era ampliar o número de seleções, que atualmente é de 16, para 24. Outra proposta de ampliação, mas para 20 equipes, também foi negada pela entidade máxima do futebol. Segundo o presidente da Federação Alemã de Futebol, Theo Zwanziger, o próximo passo é definir as cidades-sedes para as 23 partidas da competição, que será realizada na Alemanha, em 2011. “Três ou quatro jogos por cidade parece apropriado”, opinou o dirigente em declaração à AFP. A primeira edição da Copa do Mundo de Futebol Feminino só foi realizada em 1991 na China. A artilheira da I Copa foi Akers Michelle (USA) - 10 gols. A Alemanha (2003/2007) e os Estados Unidos (1991/1999) já conquistaram a Copa 2 vezes e a Noruega uma vez (1995). A artilheira da V Copa do Mundo de Futebol Feminino da FIFA, realizada em 2007 na China 2007 foi a brasileira Marta com 7 gols.

Redação Sport Marketing

Gerdau 25 anos patrocinando o tênis brasileiro

O Grupo Gerdau patrocina a Copa Gerdau Citi desde 1984. Vinte e cinco anos depois, o evento soma, além do Grupo Gerdau, o Citi e o apoio da SAP, IBM e ATAN. A organização é da ProTenis Promoções Esportivas. A chave principal do torneio será disputada de 17 a 23 de março. O qualifying (qualificatório) acontece dias 15 e 16. A competição já recebeu cerca de 16 mil jogadores de inúmeros países. O Grupo Gerdau é líder na produção de aços longos nas Américas e está posicionado como o 14º maior produtor de aço do mundo. Possui cerca de 37 mil colaboradores e está presente em 13 paíseS. Possui capacidade instalada de 24,8 milhões de toneladas de aço e é um dos maiores recicladores das Américas. Além disso, contribui para o desenvolvimento das comunidades por meio de projetos de educação e de mobilização solidária. O Citi, empresa líder em serviços financeiros globais, tem mais de 200 milhões de contas de clientes e negócios em mais de 100 países, sempre oferecendo aos consumidores, às empresas, governos e instituições uma grande variedade de produtos e serviços financeiros, inclusive de consumer banking e crédito, corporate e investment banking, corretagem de títulos mobiliários e administração de fortunas. As principais marcas que compõem o Citi são Citibank, CitiFinancial, Primerica, Smith Barney, Banamex e Nikko. No décimo quinto aniversário da Copa Gerdau Citi de tênis, a organização espera cerca de mil jogadores de todos os continentes. O número de inscritos é um dos maiores de todos os tempos em torneios juvenis realizados no Brasil. "A cada ano mais tenistas de outros países, além dos brasileiros, ouvem falar da Copa Gerdau Citi e não medem esforços para disputar este evento. A estrutura que oferecemos se aproxima de muitos torneios profissionais e este fato é visto de forma muito positiva tanto pelos jogadores como pelos técnicos, pais e dirigentes. Além disso, é destaque a pontuação dos 18 anos, que vale pelo Grupo A da Federação Internacional de Tênis", destaca Ennio Lopes Moreira, diretor da ProTenis Promoções Esportivas, empresa que organiza a Copa Gerdau Citi desde a sua primeira edição.

Redação Sport Marketing

Ministério do Esporte libera 810,9 mil para Maceió

A Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel) deve lançar, na primeira semana de abril, o Programa Segundo Tempo, etapa 2008, em Maceió. O convênio com o Ministério dos Esportes já foi renovado por mais 14 meses, com garantia de recursos na ordem de R$ 1,1 milhão, sendo R$ 810,9 mil do governo federal e R$ 289,3 mil do município. “Só estamos aguardando a conclusão dos trâmites burocráticos para que os trabalhos sejam reiniciados, informou o secretário municipal de Esporte e Lazer, Warner Barbosa. Atualmente, os coordenadores dos 25 núcleos que desenvolvem o programa em Maceió, todos, professores de educação física da rede municipal de ensino, prosseguem fazendo o cadastramento dos cinco mil alunos na faixa de 7 a 14 anos que deverão participar desta nova etapa. São 200 alunos por núcleo em cada uma das 24 escolas selecionadas.

Redação Sport Marketing

CCR patrocina Projeto Grael

Por meio de suas concessionárias NovaDutra, Ponte S.A. e ViaLagos, a Companhia de Concessões Rodoviárias (CCR), a maior empresa de concessão de rodovias do país, inicia este mês os primeiros investimentos em apoio a projetos e marketing esportivo. O primeiro contemplado é o Projeto Grael, coordenado pelo Instituto Rumo Náutico, que já atendeu mais de 4.500 crianças em quase dez anos de atividades. Os recursos chegarão ao instituto por meio de um convênio – fundamentado no Estatuto da Criança e do Adolescente – celebrado entre o Ministério do Esporte e o Conanda (Conselho Nacional da Criança e do Adolescente) e possibilitarão atender cerca de 300 alunos neste primeiro semestre. As atividades são oferecidas de acordo com a faixa etária e turmas disponíveis, com cursos de noções de natação (para os que ainda não sabem nadar), vela (iatismo), artes, musicalização e marcenaria. O projeto também tem seu viés profissionalizante. Alunos com mais de 16 anos participam de aulas de costura náutica, mecânica de motores náuticos, carpintaria naval, fibra de vidro, refrigeração para embarcações, noções de meteorologia e oceanografia e meio ambiente. A Companhia de Concessões Rodoviárias (CCR), a maior empresa de concessão de rodovias do País e uma das maiores da América Latina, foi criada em 1998 e controla seis concessionárias do setor: AutoBAn (SP), NovaDutra (SP-RJ), RodoNorte (PR), Ponte S.A. (RJ), ViaLagos (RJ) e ViaOeste (SP). O conjunto de empresas controladas pela CCR é denominado Sistema CCR. Suas rodovias somam 1.452 quilômetros, o equivalente a 14,7% das rodovias concedidas no Brasil. A CCR detém a participação de 10% na concessão da Northwest Parkway, em Denver, Colorado, EUA. No mercado nacional, a CCR assinou contrato de compra e venda de ações sob condições suspensivas para a aquisição de 40% do capital da concessionária Renovias, em março de 2008. O controle de seu capital é dividido entre grandes grupos empresariais brasileiros e um português, a Brisa. De suas ações ordinárias, 29% são negociadas no Novo Mercado da Bovespa, também de acordo com modelos contábeis internacionais. A companhia pertence aos índices IBrX-50, IBrX-100, MSCI Latin América, Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE, pelo terceiro ano consecutivo) e Ibovespa. Foi a pioneira no ingresso ao Novo Mercado da Bolsa de Valores de São Paulo, o segmento mais rígido do mercado acionário brasileiro.

Redação Sport Marketing

Curiosidade: pesquisadores afirmam que a cor vermelha é da vitória no futebol

Segundo um estudo realizado por pesquisadores da Universidade Durham e da Universidade Plymouth, a cor vermelha é a cor da vitória no futebol. Além de dar mais energia aos jogadores, a cor vermelha, de acordo com os pesquisadores ingleses, também levaria mais torcedores aos estádios e incentivaria a compra de produtos com a marca do clube. "Ao longo do tempo, os torcedores podem se sentir mais atraídos, de forma subconsciente, por uma equipe que use a cor vermelha. Sendo assim, esse time aumenta sua base de arrecadação" - afirmou Robert Barton, professor da Universidade Durham. Essa tese foi levantada após analisar os resultados da liga de futebol da Inglaterra desde 1945. Os estudiosos concluíram também, por exemplo, que as equipes que usam o amarelo e o laranja têm menos chances de vencer jogos. A suposta descoberta dos pesquisadores afirma que a resposta biológica de um jogador à cor vermelha, um "sinal de masculinidade ligado à testosterona", ajudou algumas equipes de futebol a conquistarem vitórias. Se a descoberta dos pesquisadores for levada a sério, as fábricas de materiais esportivos como Nike, Adidas, etc viverão num verdadeiro inferno. Já pensou ter que encontrar tons diferenciados de vermelho para todos os times que fornecem uniformes no mundo?


Redação Sport Marketing

Construtora Sucesso patrocina badminton

A Federação de Badminton do Piauí - Febapi - e a Construtora Sucesso lançam um projeto ousado de olho nos Jogos Olímpicos de Londres 2012. Patrocinadora oficial da modalidade a Construtora Sucesso quer investir com a federação na formação de novos atletas. Luís de França (foto), técnico da seleção brasileira, foi contratado para comandar o projeto "Jovens Talentos Badminton", que consistirá no treinamento de 12 atletas, com idades variadas, para a disputa de torneios nacionais e internacionais. Foram selecionados nas escolinhas de Teresina, entre centenas de crianças e adolescentes, os que tiveram maior aptidão para a prática da modalidade. Eles terão material esportivo, uniformes, passagens e hospedagens durante as viagens, sendo cobrados apenas no desempenho escolar. "Estou indo por acreditar no projeto. Acredito muito no potencial das crianças. O grande atleta surge do projeto social. Isso é uma coisa que estimula bastante", acrescentou."É difícil um atleta em Londres porque são quatro anos, é um prazo muito curto para pegar um atleta ainda não trabalhado, lapidado, e dar condição de competição olímpica para ele. Mas a gente vai tentar", garantiu o treinador. Luís de França ainda deve comandar a seleção brasileira em 2008, caso surjam classificados para os Jogos de Beijing, o que hoje é algo improvável. No próximo ano, o treinador deve se dedicar ao projeto no Piauí, passando a ser supervisor da seleção. Os treinos serão realizados todas as tardes no ginásio do Sesc Ilhotas.

Redação Sport Marketing

Kléber fica até dezembro por US$ 350 mil

O atacante Kléber fica no Palmeiras até dezembro. A decisão estender o empréstimo do jogador foi conjunta entre a diretoria do Palmeiras e Vanderlei Luxemburgo. O jogador foi cedido pelo Dínamo de Kiev, da Ucrânia, até julho, por US$ 350 mil (cerca de R$ 600 mil), mas há uma cláusula que prorroga o vínculo automaticamente, mediante o pagamento de mais US$ 350 mil. "Kléber se encaixou como uma luva no time e fico feliz de saber que o Vanderlei está gostando dele. É um jogador que tem tudo para render ainda mais no Campeonato Brasileiro", disse o diretor de futebol do Palmeiras, Savério Orlandi. Estendendo seu vínculo até dezembro, Kléber terá apenas mais seis meses de contrato com o Dínamo de Kiev antes de ficar livre, em junho de 2009. Se o Palmeiras quiser ficar com ele em definitivo, precisa pagar um valor pré-fixado no contrato de empréstimo. A quantia giraria em torno de R$ 12 milhões. "É algo que podemos tentar negociar", afirmou Savério Orlandi, sem confirmar o valor.

Redação Sport Marketing

Alex Silva fica no São Paulo

Alex Silva segue no São Paulo. A renovação do contrato é até julho de 2010. O atual acordo com o zagueiro se encerraria em julho. O jogador está há quatro meses sem atuar devido a uma grave lesão no joelho. "Estou muito contente com a renovação. Era meu desejo permanecer no clube, pois tenho muito a crescer aqui ainda", afirmou o zagueiro que voltou a treinar com bola na semana passada e deve estar novamente à disposição de Muricy Ramalho em 20 dias. "Seria até ingrato de minha parte sair agora, logo após a lesão. Se hoje eu conquistei meu espaço e cheguei à seleção, agradeço muito ao São Paulo, que abriu as portas para mim e me fez um grande profissional". Os valores da renovação não foram divulgados.

Redação Sport Marketing

Federal chama Tévez e Javier Mascherano

Os jogadores argentinos Carlos Tévez e Javier Mascherano deverão prestar depoimento à Polícia Federal dentro da acusação de fraude enfrentada pelo ex-presidente do Corinthians Alberto Dualib e por outros três ex-dirigentes do clube, segundo informações divulgadas pelo jornal argentino "Clarín". Tévez deve depor como testemunha em junho, aproveitando uma possível presença no Brasil para o jogo entre a seleção do técnico Dunga e a Argentina, válido pelas eliminatórias do Mundial 2010, na África do Sul. O advogado de Mascherano já estaria em contato com a Polícia Federal para que o jogador argentino deponha, também na condição de testemunha. Os dois jogadores foram contratados pelo Corinthians para a temporada de 2005 em associação com o fundo de investimentos inglês Media Sports Investments (MSI). Atualmente, Tevez está no Manchester United e Mascherano, no Liverpool. Alberto Dualib e os três ex-dirigentes do Corinthians são acusados de envolvimento em um esquema de desvio de dinheiro na contratação de jogadores por parte da MSI. O grupo, também acusado de formação de quadrilha, será interrogado no dia 23 de abril.

Redação Sport Marketing

Luís Fabiano não sai do Sevilha

O Sevilha não está disposto a negociar Luís Fabiano. O presidente José María del Nido afirmou ao jornal espanhol Ás que o brasileiro, antigo jogador do F.C. Porto, só deixa o clube andaluz se for pago o valor da sua cláusula de rescisão: 60 milhões de euros. Nos últimos dias, aumentaram os rumores sobre o interesse do Real Madrid no jogador. De Nido responde o mesmo de sempre: "A cláusula é de 60 milhões!" E acrescenta que isso não o preocupa. Fabiano marcou 20 gols esta temporada na liga espanhola. O Sevilha detém apenas 35% do passe, o restante pertence à empresa GSI.

Redação Sport Marketing

FIFA com os cofres cheios

De acordo com dados divulgados, a FIFA somou 31 milhões de euros de lucro em 2007. Obteve como receita US$ 882 milhões em 2007, contra US$ 749 milhões em 2006. Se somados os papéis emitido nas bolsas de valores e seus ativos, a riqueza da Fifa chega a US$ 1,15 bilhão. Durante todo o ano de 2007, a Fifa somou gastos de US$ 833 milhões, o que resultou num lucro de US$ 49 milhões. Parte dos gastos subiu por causa da preparação para a Copa do Mundo de 2010. Até 2010, a entidade espera somar uma renda de US$ 3,2 bilhões.Um dos principais cartolas da entidade, o paraguaio Nicolas Leoz, não compareceu à reunião do Comitê Executivo em Zurique. Ele está sendo investigado por ter recebido propinas na época da falência da ISL, empresa de marketing que comercializava os direitos de imagem das competições promovidas pela Fifa. Segundo procuradores suíços, mais de US$ 120 milhões foram pagos para cartolas para garantir direitos de TV e contratos de marketing na Fifa. Leoz, presidente da Conmebol, é acusado de ter recebido parte desse dinheiro. Segundo um porta-voz da entidade, contudo, ele não foi a Zurique por causa de uma cirurgia.

Redação Sport Marketing

FIFA pune Albânia

A FIFA puniu a Federação Albanesa de Futebol. A decisão foi devido à interferência do governo albanês, que quer ter o controle financeiro da federação de futebol daquele país. Assim, a Albânia está impedida de participar de competições oficiais, quer ao nível de clubes, quer de selecções. Armando Duka, líder federativo, diz mesmo que a decisão é "justa e esperada". A Albânia seria adversária de Portugal na fase de qualificação para a Copa do Mundo de 2010, cuja primeira jornada está agendada para setembro.

Redação Sport Marketing

Especial: Situação pegando fogo no Tibet

Restando apenas cinco meses para os Jogos Olímpicos de Beijing, grupos pró-tibetanos já anunciaram intenção de perturbar o Revezamento da Tocha antes que chegue à China, entre os dias 2 e 29 de abril. O Nepal anunciou que, a pedido da China, fechará o acesso ao cume do Everest quando a tocha chegar a essa região, com o objetivo de impedir as manifestações de protesto. Existem duas rotas para o pico mais alto do mundo e ambas estarão bloqueadas para expedições de montanhismo nesta primavera (no hemisfério norte). O BOCOG - Beijing Olympic Games Organizing Committee - Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Beijing assegurou que os distúrbios no Tibet não impedirão que a tocha olímpica passe em maio pelo cume do Everest, a montanha mais alta do mundo (8.848 metros)."A passagem da tocha olímpica pelo Tibet e pelo cume do Everest não será afetada pelos distúrbios", declarou Sun Weide, porta-voz do Comitê. "A etapa do Everest não será afetada", acrescentou. Desde os Jogos de 1936 em Berlim, a tocha olímpica é acesa em Olímpia (Grécia) e percorre o caminho traçado até a cidade anfitriã do evento. Este ano, será acesa no dia 24 de março. O clima está quente no Tibet. De acordo com a agência oficial Nova China, as manifestações contra a ocupação chinesa do Tibet deixaram dez mortos e um grande número de feridos em Lhasa, capital regional. Os mortos chegariam a cem, de acordo com "informações não confirmadas"governo tibetano exilado em Dharamshala (norte da Índia). Lojas e carros foram incendiados em meio à violência em Lhasa. Trata-se dos maiores distúrbios na Região Autônoma do Tibet desde 1989. A China domina o Tibet desde 1950. Uma rebelião contra a China, reprimida pelo Exército do país comunista, forçou em 1959 a partida do Dalai Lama, líder espiritual dos budistas tibetanos, que formou um governo no exílio na cidade indiana de Dharamshala. As autoridades chinesas acusaram o líder espiritual do Tibet, o Dalai Lama, de organizar os protestos. "Houve suficientes sinais que provam que a recente sabotagem em Lhasa foi organizada, premeditada e planejada pelo bando do Dalai", diz uma mensagem do governo regional do Tibete divulgada pela agência de notícias estatal chinesa Xinhua. Um porta-voz do líder espiritual tibetano rebateu a declaração e disse que as acusações são "totalmente infundadas". Mais cedo, o Dalai Lama divulgou uma mensagem em que manifestou preocupação com os recentes episódios de violência no território. O líder espiritual, que na Índia lidera o governo tibetano no exílio, pediu que o governo chinês "pare de usar a força e inicie um diálogo com o povo tibetano para minimizar o ressentimento há muito crescente". "Eu também peço a meus colegas tibetanos que não façam uso da violência", completou o Dalai Lama. Os protestos começaram como uma reação à notícia de que monges budistas teriam sido presos depois de realizar uma passeata para marcar os 49 anos de um levante tibetano contra o domínio chinês. Centenas de monges tomaram então as ruas, e os protestos ganharam força nos últimos dias, com a adesão de pessoas comuns. Outros protestos foram registrados inclusive fora do Tibet – há informações de que centenas de monges realizaram uma marcha na província chinesa de Gansu, e, na Índia, a polícia prendeu cerca de 25 pessoas que tentaram invadir a embaixada chinesa em Déli. Autoridades de países europeus e em Washington pediram que a China seja tolerante com os manifestantes. Em um comunicado, Louise Arbour, a alta comissária da ONU para direitos humanos, também pediu a Beijing que "permita que os manifestantes exercitem seu direito de liberdade de expressão e reunião, sem fazer qualquer uso excessivo da força na manutenção da ordem". O ator de cinema norte-americano e militante da causa tibetana Richard Gere pediu um boicote aos Jogos Olímpicos de Beijing. Richard Gere, um budista, ativo defensor do Tibet e seguidor do Dalai Lama, disse que "sem sombra de dúvida" deve haver um boicote mundial dos Jogos Olímpicos se as autoridades chinesas não reagirem adequadamente ante as manifestações. "A situação no Tibet se deteriorou durante muitos anos e (...), à medida que sua segurança, seu êxito e seu poderio aumentaram, a China deveria mudar a forma como trata seu próprio povo e o povo que colonizou", declarou à rádio BBC. Gere disse que antes não havia apoiado um boicote, pois acreditava que os Jogos Olímpicos facilitassem "o livre intercâmbio de comunicações, esportes, entretenimentos". As autoridades de Taiwan condenaram a "ofensiva" da China durante os protestos registrados no Tibet. O Ministério das Relações Exteriores de Taiwan manifestou em um comunicado " preocupação com as violentas manifestações provocadas pela ofensiva militar chinesa e condena com veemência a ação sem piedade da China, que viola os direitos humanos". "A China quer que acreditem na existência de um crescente clima de paz, porque recebe os Jogos Olímpicos, mas na realidade aponta para Taiwan com mísseis e reprime as aspirações de liberdade e democracia do povo tibetano", acrescentou o texto. Taiwan e China se separaram em 1949 ao término de uma guerra civil, mas Beijing continua considerando a ilha parte de seu território e ameaçou em reiteradas ocasiões invadi-la se o governo de Taipei declarar formalmente a independência. No início do mês, o governo chinês decidiu impor regras mais rígidas às estrelas internacionais do rock e do pop que se apresentarem no país. A decisão foi anunciada depois que a cantora Björk defendeu a independência do Tibet durante um show em Xangai. A cantora gritou “Tibet, Tibet” depois de cantar a música Declare Independence. Irritado com o incidente, o ministro da Cultura da China disse que Björk não apenas “violou as leis como feriu os sentimentos do povo chinês”. Falar sobre a independência do Tibet é tabu na China. “Vamos aumentar o controle nos shows de artistas estrangeiros na China para impedir que casos semelhantes ocorram no futuro”, declarou o ministro à agência de notícia chinesa. Ele afirmou ainda, que o governo não admite qualquer tentativa de separar o Tibet da China e que não vai acolher nenhum artista que defenda isso deliberadamente. “Não sou político, sou apenas uma artista que sente a responsabilidade de tentar expressar todos os tipos de emoções humanas”, disse Björk. Ativistas dos direitos humanos e muitos políticos no mundo inteiro criticam a política chinesa no Tibet. Muitos tibetanos são leais ao líder espiritual exilado, o Dalai Lama, considerado separatista pelo governo chinês. No mês passado, num show no Japão, Björk dedicou a música Declare Independence ao Kosovo. Ele costuma cantá-la em campanha a favor da Groenlândia e das ilhas Faroe - territórios controlados pela Dinamarca. O comportamento da cantora em Xangai não foi noticiado pela imprensa local, controlada pelo Estado. No primeiro comparecimento público após os distúrbios em Lhasa (capital tibetana), o Dalai Lama voltou a expressar seu apoio à realização dos Jogos Olímpicos em Beijing. Porém, o líder espiritual tibetano pediu uma investigação internacional sobre a ação do governo chinês contra as manifestações ocorridas. Para ele, a região está sofrendo "um tipo de genocídio cultural e que as autoridades chinesas pretendem alcançar a paz através do uso da força. A polícia e o Exército chineses ocuparam as ruas da cidade. O comércio da cidade permanece fechado, a comunicação telefônica está interrompida, jornalistas e turistas estão impedidos de entrar na cidade. Em um comunicado neste sábado, representantes do Poder Judiciário do Tibet disseram que eximirão de punições aqueles que se arrependerem. 'Os criminosos que não se renderem após a data-limite serão severamente punidos de acordo com a lei', informou o governo do Tibet acrescentando que dará recompensas e proteção às pessoas que derem informações sobre os manifestantes. O presidente do COI (Comitê Olímpico Internacional), Jacques Rogge, disse que se opõe a um boicote aos Jogos Olímpicos devido ao problema. "Nós acreditamos que um boicote não resolve nada", disse Rogge. "Pelo contrário, penaliza atletas inocentes e impediria a organização de alto que definitivamente vale a pena ocorrer."

Redação Sport Marketing