12 de mar. de 2008

Jadel Gregório rompe com a BM&F

Jadel Gregório solicitou a saída da equipe BM&F de atletismo. O acordo, que estava sendo renegociado há algumas semanas, tinha vigência até o dia 31 de dezembro deste ano. Desde 2002 Jadel conquistou importantes resultados na carreira, como a prata no Mundial Indoor da Hungria, em 2004 e o ouro nos Jogos Pan-americanos do Rio, ano passado, além do recorde sul-americano do salto triplo, que havia sido estabelecido por João do Pulo em 1975. Jadel vive na cidade de Gateshead, Inglaterra, desde 2005. As razões da saída de Jadel ainda são suspense.

Redação Sport Marketing

Zinedine Zidane lança biografia no Brasil

Os fãs do astro do futebol Zinedine Zidane podem começar a comemorar. Durante a visita de Zidane ao Brasil, trazido pela Adidas e pela Danone, empresas que o patrocinam mundialmente, será lançada a biografia do ídolo. Zinedine Zidane: uma biografia, tem a assinatura dos jornalistas franceses Jean Philippe e Patrick Fort. A obra relata detalhes da infância de Zidane e de toda a trajetória da carreira do jogador. Ronaldo “Fenômeno” e Luis Fernando Verissimo endossam os textos de capa. O livro da Sá Editora reconstitui vinte anos da vida do jogador que foi o carrasco do escrete canarinho na final do Mundial de 1998 disputado na França.

Redação Sport Marketing

Programa Só dá Vasco abre discussões sobre patrocínios

Segundo informações do programa Só dá Vasco, o Cruzmaltino recebe por mês R$ 12,5 mil da Coca-Cola e R$ 430 mil da MRV. O presidente do grupo de oposição, Movimento Unido Vascaíno (MUV), José Henrique Coelho, afirmou que o dinheiro da empresa de refrigerantes está comprometido. "Foi descoberto que o contrato do clube com eles está firmado em R$ 150 mil por ano, ou seja, o Vasco recebe R$ 12,5 mil por mês. Mas nem vai receber esse valor, pois esse dinheiro foi bloqueado para pagar uma indenização de uma ação que envolve o terreno de Duque de Caxias para construção de um Centro de Treinamento", disse José Henrique Coelho, emendando a situação da atual empresa que fornece o material esportivo para o clube. "Na parte de números ainda, justamente naquele trabalho que fazemos de buscar os processos, o contrato da Umbro que o Vasco depois rescindiu para pegar a Reebok está na faixa de R$ 125 mil por mês", completou o presidente do MUV. Além disso, segundo o programa de rádio, o clube de São Januário recebe mensalmente o valor de R$ 480 mil da MRV, empresa de construção, pela cota de patrocínio. Porém, com os descontos provenientes do Imposto de Renda, o valor cai para R$ 430 mil. Quanto oficialmente o clube recebe, a diretoria do Vasco e o patrocinador ainda não divulgam. Ainda de acordo a rádio, o presidente Eurico Miranda já pediu a antecipação de duas cotas a que o Cruzmaltino tem direito da verba proveniente da venda de lanches pela rede de lanchonetes Habib's, em São Januário.

Redação Sport Marketing

Começa o julgamento do caso FIFA - ISMM/ISL

Seis diretores da falida agência suíça de marketing esportivo ISMM e de sua subsidiária ISL estão no banco dos réus em Zug, acusados de fraude, falência forjada, queima de patrimônio, danificação de credores e obtenção ilícita de documentos. A FIFA acusou a ex-parceira de marketing de ter desviado 60 milhões de dólares, que teriam sido pagos pela Rede Globo. A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) também é envolvida no caso. A ISMM administrava a venda dos direitos de imagem das competições da FIFA, tinha parceria com o Flamengo no final da década de 90 e faliu em 2001, mesmo ano em que as investigações contra a a empresa começaram, após uma queixa-crime apresentada pela FIFA. As acusações: fraude, desvio de dinheiro e negócios ilícitos. O desvio de dinheiro tratava-se supostamente do pagamento antecipado de 60 milhões de dólares feito pela TV Globo por direitos de transmissão da Copa de 2002, que a ISMM teria desviado para uma conta "secreta" em Liechtenstein, fora do controle da FIFA. O processo acabou sendo ampliado e foi repassado à Promotoria Pública para encaminhamento à Justiça em março de 2005, apesar de a FIFA já ter retirado a queixa em 2004. Na época, isso gerou especulações de que a FIFA pretendia evitar uma discussão pública sobre práticas duvidosas de concessão dos direitos de marketing e de direitos de tv. Segundo matéria da agência de notícias swissinfo o ponto alto das investigações ocorreu no dia 3 de novembro de 2005. Por ordem do juiz Thomas Hildbrand, funcionários da Justiça suíça vasculharam a sede da FIFA – principalmente o escritório do presidente Josef Blatter – para apurar denúncias de propinas supostamente pagas pela ISL a funcionários da entidade. O julgamento do caso representa um grande desafio para o tribunal de Zug, presidido por uma mulher, Carole Ziegler, de 40 anos. Na acusação de 228 páginas, com 80 pastas de documentos, os promotores pedem penas de reclusão entre 3 e 4,5 anos, enquanto todos os acusados juram ser inocentes. A sentença no segundo maior processo penal econômico da história da Suíça, depois do julgamento do caso da Swissair, é prevista para meados do ano (a Swissair quebrou em 2 de outubro de 2001 e a diretoria foi inocentada cinco anos depois pela Justiça). Antes de falir em 2001, o grupo ISMM/ISL havia assegurado por 2,2 bilhões de francos os direitos de transmissão das Copas de 2002 no Japão e na Coréia do Sul e de 2006 na Alemanha fora da Europa (sem contar os EUA). Depois da falência, esses direitos retornaram à FIFA, que também acabou empregando 35 ex-funcionários da ISL na própria empresa de marketing, fundada por ocasião da quebra do grupo ISMM/ISL. Segundo a Procuradoria Pública suíça, há indícios de que por traz da concessão dos direitos de imagem das Copas de 2002 e 2006 havia uma ampla rede de corrupção, que teria favorecido, entre outros, dois representantes da FIFA no Paraguai e na Tanzânia. A revista alemã Der Spiegel afirma que os investigadores descobriram que, entre 1999 e 2001, a ISMM pagou 18,2 milhões de francos suíços em propinas a "pessoas direta ou indiretamente ligadas a contratos fechados pela empresa". Deste total, 211.625 francos teriam sido pagos através de um banco em Liechtenstein a Nicolás Leoz, desde 1986 presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol). A entidade sul-americana nega todas as acusações contra o presidente. O presidente do então conselho de administração da ISMM, Jean-Marie Weber, teria sido o mentor da operação. "O reino das sombras do grupo ISMM/ISL tem uma longa história", como lembra o correspondente do jornal alemão Frankfurter Allgemeine Zeitung em Zurique. Ela foi fundada em 1982 pelo legendário dono da Adidas, Horst Dassler, que tinha entre seus "homens de confiança" Jean-Marie Weber (então diretor da filial da Adidas na Alsácia) e Sepp Blatter, na época secretário geral da FIFA, quando João Havelange era presidente. Por esse motivo, alguns observadores questionam se o atual processo e as revelações sobre possíveis subornos, não poderão criar uma situação incômoda para Blatter, embora ele tenha apresentado a queixa-crime que desencadeou as investigações. Weber dirigiu a holding Sporis, que nos anos 90 até planejou lançar ações na Bolsa de Valores, porém, mais tarde se transformou no grupo ISMM/ISL e, segundo o jornal Sonntags-Zeitung de Zurique, "criou uma complicada rede de firmas de fachada". Segundo o diário, ela teria criado várias fundações em Liechtenstein, com nomes como Nunca/Sunbow, Sicuretta e Taora, e mantido "caixas postais" nas Ilhas Virgens Britânicas e em Hong Kong para camuflar fluxos de dinheiro. O grupo de marketing sediado em Zug quebrou em 2001, após um dispendioso contrato com a Associação de Tenistas Profissionais (ATP) em 1999 e depois do fracasso de seu engajamento no futebol brasileiro. No atual julgamento, os diretores da ex-parceira da FIFA são acusados de decretar falência forjada com um prejuízo de 4 bilhões de francos, mas a atenção da mídia concentra-se no sistema de venda dos direitos da FIFA. A ISMM também trabalhou para a União Européia de Futebol e para a Federação Internacional de Atletismo.

Redação Sport Marketing

Fifa cria medidas contra lavagem de dinheiro no futebol

Acabou a lavagem de dinheiro. Isso é o que pretende a Fifa ao colocar para funcionar uma série de medidas. Modelos de parcerias de negócios como o da MSI e o Corinthians não vão mais se espalhar pelo futebol mundial. A entidade afirma que nove medidas já começaram a entrar em vigor para tentar "limpar" o futebol de corrupção, lavagem de dinheiro e apostas. "As medidas têm como objetivo proteger e promover o futebol", disse o presidente Joseph Blatter. Uma das principais ações é a adoção de um sistema de licenciamento de clubes, que começa a ser implementado na Ásia e dará à Fifa terá todas as informações sobre os proprietário e a fonte de renda dos clubes. Outra mudança, que tem como objetivo reduzir a ingerência de investidores na administração das equipes, é que os clubes serão os principais responsáveis na negociação de jogadores. O cerco sobre os agentes também aumentou. Eles terão de renovar seu status de "agente Fifa" anualmente.

Redação Sport Marketing

Ceará perde presidente e patrocínio

Eugênio Rabelo vai deixar a presidência do Ceará. Junto com ele saem, o 1º vice-presidente, Adriano Rabelo e João Rabelo. Com a saída dos Rabelos, o alvinegro fica sem presidente, sendo possível a posse do 2º vice-presidente, Evandro Leitão, que está afastado, mas já deu declarações que assumiria o cargo de diretor executivo, caso Eugênio Rabelo saísse da presidência. Enquanto esse impasse não é resolvido, quem deve assumir o Alvinegro, é o presidente do Conselho Deliberativo, Castelo Camurça. Com a saída de João Rabelo, irmão de Eugênio Rabelo, o patrocínio das lojas da família acaba. A previsão é que, pelo contrato, o patrocínio fique apenas até junho deste ano.

Redação Sport Marketing

HSBC fecha naming rights com Arena

Dia 29 de março a Arena Multiuso, onde aconteceram as competições de basquete e ginástica nos Jogos Pan-americanos, vai mudar de nome. Passará a se chamar HSBC Arena. A Arena é gerenciada pela multinacional GL events, empresa especializada na produção de eventos e responsável por 28 centros de convenções e arenas em diversos países. A empresa venceu licitação realizada pela Prefeitura do Rio de Janeiro em setembro de 2007. O valor do contrato e naming rights e o período não foram divulgados. A iniciativa de rebatizar o local faz parte da estratégia de fortalecer e ampliar a familiaridade da marca por meio de ações culturais em praças estratégicas, como o Rio de Janeiro, além de oferecer mais benefícios exclusivos para os clientes da instituição. Para inaugurar esse novo momento da HSBC Arena, o cantor inglês Seal, ganhador de três Grammy, faz show inédito na capital carioca. Será apenas uma apresentação na cidade, parte da turnê brasileira, ainda com shows em São Paulo, Curitiba e Porto Alegre, todos com patrocínio do banco. Além do show do cantor Seal, já estão confirmadas as apresentações de Ozzy Osbourne (dia 3 de abril) e do cantor pop Rod Stewart (dia 5 de abril). Nesse primeiro ano, a HSBC Arena estima receber um total de 20 eventos. Benefícios exclusivos para assistir ao Seal e também a outros eventos do espaço HSBC Arena serão, aliás, os grandes diferenciais da nova Arena. Em todos os shows e acontecimentos do espaço, os clientes HSBC desfrutarão de benefícios como guichê com atendimento especializado, camarotes exclusivos e caixas eletrônicos no hall de entrada e lounge.

Redação Sport Marketing

Bardahl apresenta patrocinados

A Bardahl, fabricante nacional de lubrificantes e aditivos automotivos e industriais, fechou os principais patrocínios para 2008 e, agora, aguarda o começo da temporada. A empresa renovou o contrato de patrocínio com os pilotos Betinho, campeão da Stock Car Light 2007, Doca, campeão brasileiro de motovelocidade 600cc 2007, com a equipe Bardahl Chevrolet Endurance Time, e voltou a apoiar a piloto Bia Figueiredo. O piloto Betinho passará a correr na categoria principal da Stock Car, pela equipe JF Racing. A piloto Bia Figueiredo correrá nos EUA, na Indy Pro Series, a categoria que antecede a Fórmula Indy. Doca vai tentar o bicampeonato brasileiro nas 600cc. A novidade na equipe de endurance é a troca da campeã Montana por um Corsa, na categoria IV. O Vectra Racing, campeão da última temporada na categoria II da competição, continuará correndo. Quem estréia a temporada é Doca, que vai correr em Interlagos no dia 23 de março. Bia já começou a treinar em Miami para a primeira prova, dia 29 de março. Betinho está ansioso para realizar os primeiros treinos com o Stock Car V8. A Stock abre a temporada no dia 13 de abril, em Interlagos. O Campeonato Brasileiro de Endurance também tem início em abril, dia 20, no autódromo de Tarumã (RS).

Redação Sport Marketing

Saci vai pular no Parque São Jorge

O Corinthians confirmou a contratação do lateral-esquerdo Wellington Saci, que defendia o Itumbiara-GO (da Série-B do Campeonato Brasileiro). O lateral-esquerdo, 23 anos, assinou contrato de quatro anos com o Corinthians. Os valores não foram divulgados. O jogador deve se apresentar ao time em maio, depois do Campeonato Goiano. O Itumbiara é o segundo colocado no Grupo 2 da competição goaiana. Só fica atrás de Goiás. Nesta quarta-feira, o clube enfrenta o Anápolis. A disputa do Campeonato Goiano não é feita da mesma forma que em São Paulo. Na primeira fase, as equipes do Grupo A enfrentam as do Grupo B em turno e returno e, depois, jogam dentro dos próprios grupos, em turno único. Os dois primeiros colocados em número de pontos ganhos de cada grupo avançam para a semifinal, enquanto os dois ultimos colocados por pontos ganhos na fase serão rebaixados.

Redação Sport Marketing

Campeonato Mundial de Clubes aumenta premiação

As premiações para as equipes participantes do Campeonato Mundial de Clubes de 2008 terão um aumento de 500 mil dólares (cerca de R$ 845 mil), chegando a um total de 16,5 milhões de dólares (cerca de R$ 27,9 milhões), depois das mudanças na competição aprovadas pela Comissão Organizadora da Fifa. O aumento se deu por causa da inclusão de uma partida para decidir o quinto lugar. Assim, este receberá 1,5 milhões de dólares (cerca de R$ 2,5 milhões) e não mais 1 milhão de dólares (cerca de R$ 1,7 milhão), como foi no ano passado. O campeão do Mundial receberá 5 milhões de dólares (cerca de R$ 8,5 milhões), o vice-campeão: 4 milhões (cerca de R$ 6,8 milhões), terceiro lugar: 2,5 milhões de dólares (cerca de R$ 4,2 milhões), quarto lugar: 2 milhões de dólares (cerca de R$ 3,4 milhões), quinto lugar: 1,5 milhões de dólares (cerca de R$ 2,5 milhões), sexto lugar: 1 milhão de dólares (cerca de R$ 1,7 milhão), sétimo lugar: 500 mil dólares (cerca de R$ 845 mil). Outra definição foi quanto à data da edição deste ano: o Mundial de Clubes de 2008 será disputado entre os dias 11 e 21 de dezembro. Os países anfitriões das edições de 2009 e de 2010 da competição serão decididos pela Comissão no dia 27 de maio. Depois da desistência de Portugal, que retirou a candidatura, apenas três países concorrem: Austrália, Emirados Árabes Unidos e Japão. Estes países devem apresentar à Fifa a documentação completa de sua candidatura até o dia 15 de maio.

Redação Sport Marketing

Honda muda gestão da F1

O processo de renovação da equipe Honda de Fórmula 1 já está em andamento. Yasuhiro Wada deixa a direção executiva do departamento de competição da marca japonesa, para passar a ocupar-se do departamento de Relações Públicas, sediado em Tóquio. O lugar dele na equipe de competição será ocupado por Keita Muramatsu, um desconhecido fora do Japão, mas que vem com boas credenciais pelo envolvimento no programa de Super GT da marca de Wako. Os fraquíssimos resultados da Honda nos Grandes Prémios desde que Wada passou a dirigir o departamento de competição no início de 2005 - excepção feita à segunda metade de 2006 - terão sido a origem do afastamento do executivo. Nota-se que a Honda pretende seguir mais de perto o que se passa com a equipe de F1, pois o CEO, Hiroshi Oshima, vai acumular essas funções com as de Diretor Executivo dos esportes e circuitos (a Honda é proprietária do circuito de Suzuka e Motegi), passando a ter uma linha direta com Fry e Brawn, coisa que não acontecia antes.

Redação Sport Marketing

What The Dunk Nike

O modelo What The Dunk da Nike foi criado em homenagem aos Dunks mais importantes dos últimos 6 anos e traz uma variedade de elementos retirados dos modelos mais descolados desses anos. Como inspiração foram usados 31 versões de cores, tecidos, texturas e estilos. O preço sugerido é de R$ 599,90.

Redação Sport Marketing

Ações da Adidas sobem em Frankfurt graças a boatos

As ações da Adidas AG, segunda maior fabricante mundial de equipamentos esportivos, subiram nesta semana no pregão da Bolsa de Valores de Frankfurt devido a especulações de que a Nike Inc., maior fabricante mundial de calçados esportivos e concorrente de maior porte da companhia, poderá apresentar uma oferta de compra pela empresa alemã. Os papéis da Adidas chegaram a registrar alta de até 3% - o maior avanço do Índice DAX, da Alemanha. As ações estavam sendo negociadas com alta de 1,03 euro, ou 2,6%, a 41,02 euros durante o pregão de ontem em Frankfurt. Mesmo assim, os papéis perderam aproximadamente 20% de seu valor de mercado até esta altura do ano. Uwe Weinreich, analista do UniCredit em Munique, disse ter ouvido especulações de que a Nike, sediada em Beaverton, no estado norte-americano do Oregon, poderia apresentar uma oferta pela Adidas. Segundo o analista do UniCredit, o negócio é considerado "extremamente improvável" em vista da probabilidade de as autoridades antitruste proibirem a aquisição. "Quedas recentes nos preços das ações foram exageradas, pois os fundamentos econômicos da empresa são bons", acrescentou Weinreich, que recomenda a compra das ações da Adidas. Em outubro do ano passado, a Nike pagou US$ 580 milhões pela Umbro Plc, a fabricante dos uniformes da seleção nacional da Inglaterra. Com a aquisição, a Nike pretendia suplantar a Adidas em vendas de artigos esportivos até a Copa do mundo de 2010.

Redação Sport Marketing

Buffon renova com a Juve

O jogador italiano internacionalmente reconhecido Gianluigi Buffon, concluiu hoje as negociações com os responsáveis da Juventus e renovou o seu contrato até 2013. Buffon, atualmente considerado como um dos melhores goleiros do mundo, irá terminar a carreira a jogando na equipe de Turim. O astro da Squadra Azzurra aproveitou ainda para agradecer todo o apoio que tem recebido da direção e dos fãs. Os dados da renovação permanecem em sigilo.

Redação Sport Marketing

Goodyear tem um bad year na Nascar

Tony Stewart segundo colocado na etapa de Atlanta da Nascar Sprint Cup esbanjou sinceridade com relação aos compostos
levados para Atlanta pela Goodyear. Segundo ele, foram os piores pneus que já usou durante toda a carreira. Outros pilotos também reclamaram, mas de forma mais branda. Já os diretores da Goodyear, fornecedora oficial de pneus para a Nascar, defenderam a escolha dos compostos para Atlanta, garantindo que ela foi feita após vários testes com o piloto Bobby Labonte, seis vezes vencedor do evento. “Baseados nos testes realizados em agosto, outubro e dezembro, providenciamos o melhor composto possível para a prova de Atlanta. Não tivemos problemas de desgaste excessivo e nem com a temperatura. Fornecemos o mesmo pneu para a prova da Nationwide e não recebemos reclamações. Aceitamos a opinião dos pilotos, mas temos uma ótima relação com a Nascar e acreditamos que nossos produtos não são inferiores ao de nenhuma outra fabricante”, afirmou a empresa através de um comunicado. A Goodyear só deixou de competir em algumas categorias graças aos altos custos impostos por elas. A fabricante de pneus abandonou a F1 em 1998, depois de 39 anos na categoria.

Redação Sport Marketing

BBC e NHK desenvolvem tecnologia olímpica

A BBC planeja usar tecnologia de ponta para as transmissões dos Jogos Olímpicos de 2012. Os engenheiros japoneses já estão trabalhando em conjunto com a rede britânica no desenvolvimento de uma nova tecnologia com definição 33 vezes maior do que os melhores televisores de alta definição existentes na atualidade. Chamada de Hiper Definição, anova tecnologia irá ser usada em telões espalhados pelas cidades inglesas durante os Jogos. No momento, a Hiper Definição existe apenas nos laboratórios da NHK em Tóquio, emissora japonesa, onde ela é projetada em uma tela com 10 metros de diâmetro por 5,5 metros de altura. O conjunto é complementado por 22 auto-falantes com capacidade de reproduzir com exatidão o som de uma orquestra sinfônica. De acordo com o “The Guardian”, o sistema ainda enfrenta dificuldades técnicas: apenas 20 minutos de filmes podem ser gravados de uma só vez, e os frames (pequenos trechos) de cada gravação têm que ser editados individualmente. Após cada semana de trabalho intenso, os técnicos japoneses só acumulam material para uma hora de programação em Hiper Definição. A BBC e a NHK freqüentemente colaboram na produção de programas, como o recente documentário “Planet Earth”, que foi inteiramente filmado em alta definição e introduziu uma série de novas técnicas.

Redação Sport Marketing

David Beckham recusa carregar a Tocha

O meia David Beckham recusou o convite para participar do Revezamento da Tocha Olímpica rumo a Beijing. A chama passará por Londres no dia 6 de abril. O astro do futebol inglês alegou diversos compromissos pessoais ao comunicar a ausência ao prefeito da capital da Inglaterra, Ken Livingstone. A informação foi veiculada pelo jornal "Evening Standard". Beckham, um dos embaixadores dos Jogos Olímpicos de Londres-2012, estará em abril nos Estados Unidos, defendendo o Los Angeles Galaxy, no campeonato local. O zagueiro John Terry e o meia Joe Cole já haviam sido excluídos da lista, pois o Chelsea estava confiante em disputar as semifinais da Copa da Inglaterra na data do revezamento. Mesmo eliminado pelo Barnsley, os atletas não foram recolocados no evento e serão substituídos por Peter Kenyon, diretor executivo do clube. Em Londres, a tocha olímpica será recebida no estádio de Wembley e seguirá até o complexo O2 Arena. A lista dos britânicos que vão participar da festividade será divulgada na próxima semana. O Revezamento é patrocinado mundialmente pela Coca-Cola, Samsung e Lenovo.

Redação Sport Marketing

Diego pode ir para o Chelsea

Especula-se nos vestiários do Chelsea que o milionário russo Roman Abramovich, dono do time, está cogitando a contratação do brasileiro Diego, ex-FC Porto e atual Werder Bremen da Alemanha. O jogador entraria no lugar de Frank Lampard que reluta em aceitar as propostas de renovação do contrato. Segundo o jornal The Sun, a contratação do médio brasileiro, que também já foi apontado como alvo do interesse de clubes como Juventus e Barcelona, custaria 25 milhões de libras (cerca de 32 milhões de euros). Recentemente, o ex-jogador do Santos Futebol Clube ganhou na justiça um processo contra a Nike e está livre para assinar contrato publicitário com a Adidas, concorrente da empresa americana. Veja mais detalhes sobre esse tema no arquivo Sport Marketing.

Redação Sport Marketing

David Coulthard, cuequeiro compulsivo

O que as marcas de cuecas australianas têm que as outras não têm? Isso, só quem pode responder é David Coulthard. O piloto da F1 confessou que sempre que é só pisar em Melbourne, Austrália, palco da primeira etapa da temporada, que o negócio dele é só cueca! Assim que chega na terra os cangurus, o piloto escocês da Red Bull vai comprar algo que ele diz que só ali encontra a seu gosto: cuecas. Esta semana, depois de 20 horas de viagem, comprou... 40! “Levo um pouco da Austrália junto a mim em todas as corridas. Aproveito sempre esta ocasião para renovar o meu stock de cuecas para toda a temporada”, afirmou. Uma coisa nós podemos dizer: as campanhas de marketing das cuecas australianas são muito criativas. Em 2006, a AussieBum, grife de cuecas australiana querida entre gays do mundo todo, fez dois lançamentos no site - uma versão em português e um joguinho bem engraçado. É um touro mecânico e o jogador precisa equilibrar o rapaz fortão sobre ele com o mouse. Atrás, uma platéia de musculosos torce ou vaia. Bem engraçado. Outra novidade da marca foi a linha de cuecas que presta homenagem a países (foto). As cuecas vêm com as cores do país e a sigla que o define. Na coleção da marca figuram cuecas com as cores da escócia (país de origem do piloto) e com as cores do Brasil. Veja alguns modelos no site da marca: http://www.aussiebum.com/. Na terra dos cangurus uma cueca é boa...40 então!

Redação Sport Marketing

Beijing: protesto só com autorização prévia

O governo chinês lançou um alerta às pessoas e grupos que planejam realizar protestos durante os Jogos Olímpicos: "não serão toleradas nem permitidas manifestações sem autorização da polícia". "Quanto aos protestos, aqueles que vierem para os Jogos, chineses ou estrangeiros, têm que respeitar as leis aplicáveis nessa matéria, responder aos órgãos de segurança pública, que aplicarão os princípios baseados na lei chinesa" - afirmou Liu Jingmin, vice-presidente da Câmara Municipal de Beijing, em conferência de imprensa. Demonstrações públicas, especialmente aquelas que visam o Partido Comunista Chinês, raramente são permitidas no país, assim sendo, engana-se quem pensa que vai conseguir permissão para protestar. Um dos aspectos mais questionados pelos críticos do regime de partido único chinês, sobretudo por organizações e governos no mundo ocidente, é a sistemática violação dos direitos humanos. Talvez falte na China um pouco de conhecimento da música popular brasileira. Afinal, um pouco de Caetano Veloso, autor da música É proibido Proibir, não faz mal a ninguém. Protesto com aviso prévio é brincadeira!!!

Redação Sport Marketing

Gatorade de caixinha

O isotônico Gatorade, marca da Pepsi distribuída pela AmBev, tem uma nova opção de embalagem: caixinhas Tetra Brik Aseptic de 200 mililitros da Tetra Pak. Nova embalagem Tetra Pak de 200 mililitros é pioneira deste segmento no país e expande oportunidades de consumo da bebida esportiva. O produto estava disponível apenas em garrafas de PET de 500 mililitros. A nova versão compacta de Gatorade, por ser fácil de transportar, gerará novas oportunidades de consumo. Para a empresa, a versão caixinha tem o objetivo de ampliar seu portfólio, atendendo diferentes perfis de consumidores e conquistando novos públicos. No mercado, ela estará disponível em três sabores: Laranja, uva e morango-maracujá. As primeiras regiões a receberem a embalagem serão sul e sudeste e, em breve, estará nas gôndolas de todo o país. O preço sugerido do produto é R$ 1,29 nas principais redes de supermercados. A AmBev diz que o produto não tem público definido, mas fotos de crianças praticando esportes nas embalagens sugerem a que faixa etária é destinada a nova versão de Gatorade. Lançado no mercado brasileiro em 1988, pela Quaker, Gatorade é distribuído em todo o território nacional. Em janeiro de 2002, a marca foi adquirida pela PepsiCo e passou a ser produzida, comercializada e distribuída pela AmBev em todo o território nacional.

Redação Sport Marketing

Roman Abramovich vai fazer a limpa

Descontente com o desempenho do Chelsea na última temporada, (terceiro na Premier League, derrotado na Taça da Liga e eliminado da Taça de Inglaterra) o milionário russo Roman Abramovich, dono do time inglês, pretende fazer uma limpa. Até o final da temporada, o dono do time espera arrecadar na venda de jogadores algo em torno de £60m. Segundo o jornal inglês ‘Daily Express’, serão pelo menos dez os jogadores a abandonar o clube entre os quais estão: Frank Lampard, Didier Drogba, Andryi Shevchenko, Juliano Belletti, Malouda, Claudio Pizarro, Tal Ben Haim, Steve Sidwell, Makelelé e Carlo Cudicini. Andriy Shevchenko, está em negociações com o Milan e o veterano Claude Makelele pretende se aposentar no fim da temporada.

Redação Sport Marketing

MLS muda marketing

A MLS -Major League Soccer - Liga Norte-Americana de Futebol Profissional vai mudar o marketing. As novidades começam nesta temporada, a 13° da história da Liga. A meta será mudar a mensagem de promoção e o público alvo. Ao invés de tentar converter os americanos que não são fãs do futebol a gostar do esporte, a liga passará a atrair o interesse de fãs do futebol no mundo. Para isso, mostrará que mudou as regras, que se interessa por jogadores internacionais. Com o slogan "Football. Futbol. Soccer. MLS" a liga tentará alcançar um número maior de fãs. Os garotos- propaganda da nova campanha serão David Beckham e Cuauhtemoc Blanco. A MLS tem 14 clubes e pretende expandir
para 16 times até 2010. A temporada ocorre ao final de março ou início de abril até novembro, com times jogando 30 partidas cada. Os time os vencedores da liga são: D.C. United, Los Angeles
Galaxy,San Jose Earthquakes, Chicago Fire, Kansas City Wizards, Houston Dynamo - campeão da 2007.

Redação Sport Marketing

Silvio Berlusconi nega Ronaldinho

O presidente do Milan Silvio Berlusconi não engoliu a última declaração de Ronaldinho que afirmou não ter interesse em jogar no Milan. Em resposta à ao jogador brasileiro, Berlusconi insistiu em deixar claro que o clube não tem nenhum plano de assinar contrato com Ronaldinho Gaúcho. O jogador brasileiro tem sido o assunto de intensas especulação nos últimos meses. "Ronaldinho nunca esteve nos nossos planos, porque nós sempre sentimos que ele não seria um companheiro ideal dos jogadores do time como são Alexandre Pato e Kaka queridos por todos" - afirmou Berlusconi ao também esboçar o desejo de ter no time Andrei Shevchenko. "Shevchenko é um jogador que está bem fisicamente e que ainda está em nossos corações."

Redação Sport Marketing

Olympus fecha com McLaren

A Olympus, ex-patrocinadora Ferrari, mudou de escuderia. Agora, fabricante de máquinas fotográficas japonesa assinou um novo contrato e se tornou a fornecedora oficial da McLaren na categoria equipamento e serviços fotográficos. Como parte do acordo, a Olympus colocará o fotógrafo Jon Nicholson para acompanhar a escuderia inglesa por toda a temporada, criando um arquivo de toda a equipe. "Nós temos muito prazer em dar boas-vindas uma marca renomada como Olympus para nossa carteira de patrocinadores e esperamos ansiosamente uma longo e bem sucedida operação" - afirmou Ron Dennis, chefe da McLaren. "É um impulso tremendo para Vodafone McLaren anunciar um novo patrocínio alguns dias antes do começo da nova temporada." Os valores contratuais permanecem em segredo. A Olympus há muito tem a F1 como plataforma de marketing, tendo patrocinado, no passado equipes como a Lotus, Walter Wolf Racing e a McLaren.

Redação Sport Marketing