9 de mar de 2008

Gazprom nega envolvimento com Jogos Olímpicos

O consórcio energético russo Gazprom negou que será patrocinador oficial dos Jogos Olímpicos de 2012, em Londres, como afirma a imprensa britânica."Não é bem assim. A Gazprom não será um dos patrocinadores dos Jogos de 2012", disse à agência "RIA Novosti" o porta-voz do gigante russo de gás, Serguei Kurianov. O porta-voz desmentiu assim as afirmações do jornal "The Sunday Times", segundo o qual a Gazprom, que deseja se lançar no mercado britânico de gás, já teria anunciado ao Comitê Olímpico Internacional seu interesse em patrocinar o evento.

Redação Sport Marketing

Reino Unido lança programa no Brasil

Ceará, Pernambuco e Alagoas são os únicos estados contemplados pelo programa Inspiração Internacional que visa investir em atletas para os Jogos Olímpicos de 2012, em Londres. O projeto é desenvolvido pela agência internacional de esporte do Reino Unido (UK Sport) em parceira com o Ministério do Esporte do Brasil. No Ceará, a implantação do programa ocorrerá junto às federações de atletismo, vela, triathlon e basquete em cadeira de rodas, convidadas diretamente pela UK Sport. "Nossa meta é ter resultados concretos para apresentar nos Jogos Olímpicos", disse Eduardo Santos, representante da UK Sport. O Estado do Ceará já é beneficiado por esse projeto-piloto com o Auxílio da Bolsa de Alto Rendimento à cearense Sâmmia Deyse, de 15 anos, atual campeã brasileira de triathlon na faixa etária de 14 anos. "Ela ganhou praticamente tudo na sua categoria", disse a técnica Técia Figueiredo. "Sâmmia é uma promessa", completou. Custeada pelo governo inglês, Sâmmia hoje treina em Vitória (ES) no Centro de Treinamento de Triathlon (CNTT) feminino.

Redação Sport Marketing

Philips Cup - Sub-19 convida dois times do Brasil

Cruzeiro e Pão de Açúcar são as duas únicas equipes a representar o Brasil na Philips Cup - Sub-19. O convite veio do PSV, da Holanda. O torneio é promovido pelo clube holandês, com o objetivo de reunir as principais forças do futebol juniores. O torneio será disputado entre os dias 30, 31 de maio e 01 de junho e contará com 8 equipes tradicionais: cinco da Holanda(PSV, Ajax, Feyenoord, FC Twente, Hereenveen), uma da Espanha (Real Madrid) e duas do Brasil (Cruzeiro e Pão de Açúcar). Em 2006 o Pão de Açúcar sagrou-se campeão em torneio similar Sub-17 em território holandês, vencendo equipes como Valência, Ajax, Anderlecht na fase classificatória. A novata equipe paulista venceu justamente o PSV na grande final.

Redação Sport Marketing

Sport Marketing concorre ao Prêmio iBEST!

O Sport Marketing chega aos 7.000 acessos e segue crescendo! Já consolidamos nosso espaço no mercado e já conquistamos sua fidelidade e confiança. Agora, nossa meta é mais ousada. Nossa meta é olímpica! Não poderia ser diferente em se tratando de um espaço dedicado ao esporte, não é mesmo?! Conquistar títulos, ganhar prêmios. O Prêmio iBest é o nosso atual desejo e estamos concentrados. Para isso, agora, mais do que nunca, contamos nessa jornada com o apoio de todos vocês, nossos parceiros de jornada e de informação. Contamos com o voto de vocês que regularmente fazem do Sport Marketing uma parada obrigatória, todos os que valorizam o jornalismo qualificado e a prestação de serviço consciente. Sabemos que vocês formam uma grande torcida capaz de mover montanhas. É com essa força que contamos a partir de agora. Votem no Sport Marketing para o Prêmio iBEST. Para participar é simples, basta clicar no logo do Prêmio que está ali no lado direito do monitor. Graças a todos vocês nosso contador aponta mais de 7.000 visitas e não pára...Por isso, todos vocês também merecem esse prêmio, porque são vocês que fazem do Sport Marketing, o sucesso que ele é. Estamos certos que se esses 7.000 visitantes se transformarem em votos, estaremos no pódio. Em ano de Jogos Olímpicos, sonhar com uma medalha é mais do que inspirador. Faça parte da nossa torcida, afinal de contas, não custa nada, apenas mais um clic! Vote Sport Marketing - blog - categoria esportes.

Deborah Ribeiro - Diretora Sport Marketing

A corrida pelos campos da publicidade

Muitos jogadores de futebol ganham mais em publidade, do que em salários. David Beckham é um bom exemplo, disso. Na lista dos maiores salários ele ocupa a 44ª posição, mas quando o assunto é publicidade, ninguém bate o inglês. Beckham é o jogador mais bem pago em publidade do mundo. Essa é a conclusão que o Futebol Finance chegou após um levantamento realizado em várias publicações do mundo e, principalemnte, em artigos da Revista Forbes e Business Week. Dá só uma olhada nos números.

David Beckham - publicidade 17.250.000 €, salário 4.500.000 €, total anual - 21.750.000 €
Ronaldinho Gaucho - publicidade 11.730.000 €, salário - 8.520.000 €, total anual -20.250.000 € Wayne Rooney- publicidade 8.770.000 €, salário - 7.320.000 €, total anual -16.090.000 €
Cristiano Ronaldo - publicidade 5.500.000 €, salário - 7.680.000 €, total anual -13.180.000 €
Thierry Henry - publicidade 4.000.000 €, salário -7.740.000 €, total anual -11.740.000 €
Alessandro Del Piero - publicidade 5.860.000 €, salário -4.800.000 €, total anual- 10.660.000 € John Terry - publicidade 2.100.000 €, salário - 8.160.000 €, total anual -10.260.000 €
Frank Lampard - publicidade 1.640.000 €, salário -8.160.000 €, total anual -9.800.000 €
Steven Gerrard - publicidade 1.640.000 €, salário -7.740.000 €, total anual - 9.380.000 €
Francesco Totti - publicidade 3.430.000 €, salário -5.460.000 €, total anual -8.890.000 €

Redação Sport Marketing

Ingleses pagam mais por ingressos

Um estudo de uma empresa inglesa demonstra que a média dos bilhetes em todas as divisões de Inglaterra tem subido de uma forma acelerada. O torcedor inglês gasta, por ano, cerca de 1.400 Euros para ver todos os jogos do time. Esta média inclui também jogos de divisões inferiores e significa 5% do salário anual médio de um trabalhador britânico. No entanto, um adepto que assiste apenas a jogos da Premier League, gasta em média 1.740 Euros ano.Mas existem mais despesas no que diz respeito a assistir a um jogo no estádio, como transporte, refeições e outras compras relacionadas ao evento como bandeiras etc. Nesse tipo de despesas os ingleses gastam mais, em média 377 Euros por ano, enquanto um adepto, em que a equipe joga na Premier League gasta 466 Euros por ano.Estes números revelam que o torcedor típico, que segue acompanha a equipe em todos os jogos tem um gasto de cerca de 1.777 Euros ano, enquanto os dos times da Premier League gasta algo em torno de 2.206 Euros ano.

Redação Sport Marketing

Tv - eterna parceira do esporte

As receitas provenientes dos direitos televisivos, são cada vez mais, o principal suporte financeiro da maior parte dos eventos esportivos. À essa regra incluem-se os times de futebol da Europa. Os recentes contratos individuais de direitos televisivos assinados pelos clubes, registam de uma forma geral, aumentos entre os 10% e os 110%, enquanto nas Ligas que negociam os direitos TV conjuntamente, os aumentos estão entre os 2% e os 20%. A Premier League continua a ser a Liga que distribui maiores receitas entre os clubes, devido à negociação conjunta dos contratos de TV, no entanto, individualmente, os grandes clubes espanhóis e italianos, conseguiram através da negociação individual dos seus direitos obter receitas anuais superiores aos grandes ingleses. A negociação coletiva de direitos televisivos têm aumentado lentamente, proporcionando uma distribuição de receitas mais racional e equilibrada aos clubes. Entre as Ligas, seguem alguns exemplos: A Premier League tem com a Sky/Setanta um contrato de 3 anos valorado em 1.335.000.000 €. Em segundo lugar aparece a 1.Bundesliga, da Sirius, contrato de 6 anos a começar em 2009 por 500.000.000 €. A terceira colocação é da Ligue 1 - Canal Plus/Orange, que pagou por 4 anos, 668.000.000 €. Entre os direitos de tv dos clubes: o Manchester United (Premier League) por 1 ano, temporada 2006/07, recebeu 47.600.000 €. O Chelsea FC (Premier League) pelo mesmo período recebeu 45.900.000 € e o Arsenal FC 42.900.000 €. O Liverpool FC (Premier League) recebeu 42.200.000 €.

Redação Sport Marketing

Petrobras no alvo da Copa do Mundo de Tiro

A Petrobras e o Ministério do Esporte são os patrocinadores da Copa do Mundo de Tiro Esportivo. A competição acontecerá no Centro Nacional de Tiro Esportivo Guilherme Paraense, no Complexo Esportivo de Deodoro, construído para a disputa dos Jogos Pan-americanos Rio 2007. Com o apoio do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e do Exército Brasileiro, o torneio reunirá medalhistas olímpicos e mundiais, de 22 a 28 de março, para a disputa da etapa brasileira no Rio de Janeiro. O evento é uma realização da Federação Internacional de Tiro Esportivo (ISSF) e da Confederação Brasileira de Tiro Esportivo (CBTE). A iniciativa aumentará o nível da competição visando à preparação para os Jogos Olímpicos de Beijing. Confirmaram presença até o momento, atletas da Alemanha, Emirados Árabes, Angola, Grécia, Austrália, Suíça e Noruega. Para o gerente geral do Departamento Técnico do COB, José Roberto Perillier, a realização das duas competições impulsionará o tiro esportivo brasileiro. “Receber um evento do porte da Copa do Mundo de Tiro Esportivo é importante não só para a preparação dos atletas brasileiros que competirão em Beijing, mas também para o desenvolvimento do tiro esportivo brasileiro. Mostraremos para o mundo todo nossa capacidade de organização e a excelência do Complexo Esportivo de Deodoro”, diz Perillier. Para a realização do evento, o Ministério do Esporte adquiriu alvos mecânicos, que serão usados para treinamento já no evento e mantêm-se como legado junto aos alvos eletrônicos de competições dos Jogos Pan-americanos Rio 2007. As instalações do Complexo de Deodoro têm padrões internacionais que contribuem para candidaturas do Brasil a sede de grandes eventos, como os Jogos Olímpicos de 2016.

Redação Sport Marketing

Pirelli e FIA fecham parceria

A Pirelli acordou com a FIA - Federação Internacional de Automobilismo - um programa de apoio à carreira de jovens pilotos. Com um orçamento de seis milhões e meio de euros para três anos, a iniciativa da fabricante de pneus e do organismo presidido por Max Mosley tem como met levar vários pilotos, cuja idade limite está fixada nos 27 anos, ao PWRC de 2009. Ainda não ficou detrminado o tipo do carro, pois dependem de conversações com vários construtores. Já é conhecido que os escolhidos serão provenientes dos campeonatos regionais FIA, dois do Campeonato da Europa e um das competições de África, Médio Oriente e Ásia-Pacífico.

Redação Sport Marketing

Tecnologia Adidas recebe cartão vermelho

O Comitê da Fifa encarregado pela análise das regras do futebol deu um cartão vermelho para a bola inteligente e para as câmeras atrás do gol. Em reunião da entidade na Escócia, a International Board, decidiu "suspender todos os recursos" tecnológicos que possam ajudar os árbitros dos jogos. A única idéia aprovada, como teste, foi a de utilizar mais dois árbitros assistentes (bandeirinhas). A princípio, a inovação será utilizada no Mundial feminino sub-20, no Chile, em novembro deste ano. As propostas para o uso de mecanismos tecnológicos, como câmeras nas traves, foram reprovadas graças ao voto de minerva da FIFA e ao do País de Gales. A Federação Inglesa, que também faz parte da International Board, lamentou a postura conservadora da Fifa. Uma outra determinação da International Board diz respeito ao campo de jogo. A partir de agora, em jogos entre seleções principais, as medidas não poderão variar. O gramado terá 105 metros de cumprimento por 68 metros de largura. Antes, as medidas podiam variar de 100 a 110 (cumprimento), e 64 a 75 (largura). A decisão frustou e muito os planos da Adidas, que era a responsável pelo desenvolvimento da tecnologia da bola inteligente. A bola, inclui um chip desenvolvido em parceria com o instituto alemão Fraunhofer. Combinada com 12 antenas distribuídas nas marcas de escanteio, ela avisa ao juiz, por meio de sinais enviados ao relógio, quando entra no gol ou sai do campo. Joseph Blatter, presidente da FIFA, sempre foi contra o projeto que, segundo ele, iria fazer o futebol perder o fascínio se for inteiramente controlado pela tecnologia.

Redação Sport Marketing