22 de fev de 2008

Puma apresenta novos uniformes do Cruzeiro

Segunda-feira o Cruzeiro estará de cara nova, ou melhor, de camisa nova. A fornecedora de material esportivo Puma vai apresentar à imprensa a nova linha de uniformes do clube em 2008. O lançamento incluirá o uniforme número 3, que será utilizado na seqüência da Copa Libertadores da América. A estréia do novo desenho será no jogo contra o Caracas da Venezuela, no dia 4 de março, no Mineirão, pela terceira rodada do grupo 1. Já o uniforme tradicional, na cor azul, será mostrado à torcida de forma oficial na partida contra o Social, dia 1º de março, em Coronel Fabriciano, pela 6ª rodada do Campeonato Mineiro. Segundo o diretor de marketing do Cruzeiro, o clube será o pioneiro no Brasil a apresentar a coleção de 2008 da Puma.

Mudanças na gestão do futebol do Rio Claro

O time anunciou um reforço para o departamento de futebol profissional do clube. César Sampaio, ex-jogador da seleção brasileira, vai assumir o cargo de diretor de futebol. Sampaio, vice-campeão na Copa do Mundo de 1998 pela seleção, já trabalhava nas divisões de base e, agora, resolveu atender ao pedido para também conduzir o elenco profissional. Ele firmou um acordo de apenas dois meses com o clube paulista. Mesmo assim, o ex-jogador não descarta permanecer no Rio Claro na tentativa de modernizá-lo. Também foram anunciados os dois últimos reforços para a temporada: o volante Rincón - ex-Rio Preto, Juventus e Rio Branco - e o atacante Grafite, de 19 anos, com passagens por Avaí (SC) e Irati (PR).

Atlético Mineiro investe em intercâmbio

O Galo agora vai cantar na terra dos cangurus e num time de leão! É que o Atlético Mineiro fechou uma parceria internacional com o Queensland Roar, da Austrália. Os clubes assinaram um acordo de intercâmbio esportivo. O Galo irá oferecer consultoria na formação e estruturação da categoria de base, além de promover intercâmbio técnico com o objetivo de qualificar os profissionais do Queensland Roar. O time australiano irá repassar ao Atlético novas técnicas de gestão e administração, conhecimentos na área de promoção e marketing, patrocínio, aproveitamento de negócio em dias de jogo (Match Day) e administração de banco de dados de torcedores. Existe também a possibilidade do empréstimo de alguns jogadores do Galo ao Queensland Roar. De acordo com Alexandre Faria, a nova parceria eleva ainda mais a marca do Atlético no cenário internacional. “A Oceania é um mercado emergente no futebol e é muito importante para o Atlético expandir os seus horizontes e abrir portas nesse novo mercado”, destaca o assessor da Presidência do Atlético para Assuntos Internacionais. Aproveitando a viagem à Austrália, Alexandre Faria também estabeleceu contatos com a Academia Vikings de Futsal, que possui mais de 70 mil alunos, com o objetivo de trazer grupos para realizar intercâmbio no Atlético.

Coca-Cola lança edição limitada comemorativa aos Jogos da Juventude

A partir do dia 24 de fevereiro, a Coca-Cola de Cingapura estará colocando no mercado local, em edição limitada, uma embalagem comemorativa em celebração à vitória na candidatura aos Jogos Olímpicos da Juventude. Um total de 2.010 latas de Coca-Cola serão produzidas para marcar o ano de 2010, quando irá acontecer a primeira edição do evento. A renda será revertida para Singapore Disabilities Sports Council. A Coca-Cola é uma das mais fiéis parceiras do Movimento Olímpico e patrocina o evento desde os Jogos de 1928. Em Beijing a empresa completa 80 anos de envolvimento contínuo com os Jogos Olímpicos. Toda a trajetória da Coca-Cola e de todos os patrocinadores TOP´s Olímpicos você encontra na obra Ouro Olímpico - a história do marketing dos aros.

Timemania pode dar força ao futebol feminino

O Projeto de Lei 2377/07, do ex-deputado Professor Victorio Galli (PMDB-MT), determina que, para se beneficiarem da Timemania, loteria criada pelo governo federal para injetar recursos nos clubes de futebol, os times deverão participar de competições masculinas e femininas. Pela proposta, os concursos de prognósticos baseados em competições entre equipes também deverão ter pelo menos 30% de jogos entre equipes femininas. Além disso, pelo menos 30% dos recursos arrecadados pelos clubes em razão desses concursos deverão ser investidos nas equipes femininas. Atualmente, as exigências para que a entidade esportiva possa participar Timemania são a cessão dos direitos de uso de sua marca para execução do concurso e a elaboração anual de suas demonstrações financeiras, além de outros requisitos presentes na Lei 11.345/06, que trata da Timemania. De acordo com o parlamentar, em entrevista à Agência Câmara, o recente destaque do futebol feminino brasileiro nos Jogos Pan-Americanos do Rio (o Brasil conquistou medalha de ouro), por exemplo, mostrou que é hora de corrigir o que considera omissão no incentivo à modalidade. "Com a obrigatoriedade de participação dos clubes, induz-se a criação de elencos esportivos nos principais clubes brasileiros", argumenta. Para ele, a inclusão nos jogos de prognósticos tornará os times mais familiares ao público. A proposta, que tramita em caráter conclusivo, será analisada pelas comissões de Turismo e Desporto; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Adidas comemora a Copa de 78

A Adidas lançou uma edição limitada da chuteira da Copa do Mundo 1978. A promoção é em comemoração ao 30 º aniversário da criação do modelo. Foram fabricadas apenas 1978 pares da tradicional chuteira preto e branca, distribuídas no mundo todo, sendo que 100 pares estão disponíveis no Reino Unido. Um deleite para colecionadores. A chuteira é uma réplica exata da original com uma assinatura comemorativa carimbada.

A guerra das marcas nos gramados

Visando uma maior exposição na Copa do Mundo de 2010, a guerra entre as marcas de materiais esportivos pelos gramados segue acirrada. Nike, Adidas e Puma são as empresas que mais disputam entre si os espaços nos campos de futebol e detém a maioria dos contratos. Desenham verdadeiras estratégias para estar entre as seleções mais importantes do mundo e garantir assim uma melhor visibilidade. Em 2006, por exemplo, a Nike vestiu oitos equipes : Brasil, Estados Unidos, Austrália, México, Holanda, Sérvia e Montenegro, Coréia do Sul, Ucrânia. A Adidas, além de patrocinar o evento e ser a dona da bola (Teamgeist), vestiu seis seleções: Alemanha, Argentina, França, Espanha, Japão e Trinidad-Tobago. Já a Puma vestiu doze das 32 equipes do Mundial: Irã, Arábia Saudita, Gana, Costa do Marfim, Togo, Angola, República Tcheca, Polônia, Suíça, Paraguai, Tunísia e a campeã Itália, que prorrogou o contrato até 2014, por 16 milhões de euros ano. Vale ressaltar, que a Puma vestiu todas as cinco equipes da África, um mercado em crescimento potencial, uma vez que o Mundial de 2010 será na África do Sul. A Adidas, dona da casa, investiu cerca de 200 milhões de dólares na mais ostensiva campanha publicitária da história da empresa alemã. Já a norte-americana Nike gastou um pouco mais da metade desse valor e atacou o patrocinador fechando contrato com algumas das mais famosas estrelas do futebol mundial. craques como: Ronaldo, Ronaldinho, Roberto Carlos, Thierry Henry, Ferdinand e Van Nistelrooy. Dos 736 jogadores inscritos na Copa de 2006, 273 era Adidas e 228 tinham contrato com a Nike. Recentemente, a Nike comprou a Umbro PLC por US$566 milhões em um negócio que será concretizado no próximo mês. Os produtos da Umbro são vendidos em mais de 90 países e fornece equipamentos e uniformes para as seleções nacionais da Inglaterra, Irlanda, Suécia e Noruega, seis times de Liga Principal inglesa e mais de 100 outros times profissionais no mundo.
Quando 2010 chegar, o duelo entre os fornecedores de materias esportivos terá mudado a imagem das camisas de muitos países. Estes dados fazem parte da obra Ouro Olímpico - a história do marketing dos aros - selo COB/Cultural - editora Casa da Palavra.

Brembo renova com a F1

A fábrica de freios Brembo se prepara para iniciar a temporada 2008 da FIA. A empresa renovou com a categoria o contrato de fornecedora oficial de sistemas de freio para algumas das melhores equipas de Fórmula 1. A Brembo, que entrou em Fórmula 1 em 1975, irá também apoiar as equipes em termos de inovações tecnológicas, desempenho e segurança. Todos os elementos fornecidos pela Brembo são concebidos e desenvolvidos em cooperação com cada equipe. Para a temporada de 2008 a Brembo irá fornecer equipamentos para BMW Sauber, Force Índia, Honda Racing Team, Panasonic Toyota Racing, Red Bull Racing, Ferrari, Toro Rosso. Devido à lucrativa parceria com a F1, a Brembo é capaz de produzir continuamente produtos inovadores. A Brembo possui 12 fábricas em 9 países, em 3 continentes e vende os seus produtos em 70 países no mundo.

Nike conquista a França

A Nike é a nova fornecedora de uniformes da seleção francesa. O contrato fechado hoje tem duração até 2018. Com essa negociação, os franceses terminam com uma parceria de 37 anos com a fabricante alemã Adidas. O contrato com a Nike começa a vigorar em 2011, afirmou Jean-Pierre Escalettes, chefe da Federação Francesa de Futebol,durante uma coletiva de imprensa realizada hoje em Paris. A fabricante americana de materiais esportivos pagará 42,7 milhões de euros (US$ 63,3 milhões - (R$ 107 mi) anualmente pelos direitos, além de eventuais pagamentos de bônus vinculados ao desempenho da França nas Copas de 2014 e 2018. A Nike acrescentou à sua oferta um fornecimento de equipamentos no valor de 2,5 milhões de euros por temporada, assim como premiações por resultado, afirmou Escalettes. No contrato atual, que começou em 2004, a Adidas paga 10 milhões de euros (R$ 26,5 mi). A Nike, com sede em Beaverton, Oregon, patrocina a seleção brasileira e falhou, no ano passado, quando fez uma proposta para patrocinar o futebol alemão.

Arsenal está com muita "bala" nos cofres

Os lucros do Arsenal no último semestre subiram 54%, graças aos direitos de tv da Premier League e ao sucesso do Emirates Stadium. O clube apresentou um lucro (fora impostos) de £ 20m nos seis meses até ao final de novembro. Outros fatores importantes que movimentaram os números do clube foram as negociações com jogadores como Thierry Henry que levou para o time cerca de £ 16.1m. As receitas foram impulsionadas pela Emirates Cup, que contou com a participação do Arsenal, Inter Milão, Paris Saint Germain e Valencia. No entanto, o volume de negócios total caiu de £ 100.8ma ano passado para £ 97m. "Tivemos um começo muito satisfatório", disse o presidente Arsenal Peter Hill-Wood à imprensa internacional. No início deste mês, uma empresa de investimentos do bilionário russo Alisher Usmanov revelou que tinha aumentado a sua participação no Arsenal para 24,2%, o que o tornou o maior acionista privado do time tendo, ultrapassado o também empresário Danny Fiszman, que detém 24,1%.

Red Bull lança filme de surf na internet

Poucos surfistas do mundo nunca teriam coragem de ver de perto as ondas do Tahiti e ondas perigosas de Teahpoo, mas Red Bull está tornando isso possível. Como parte de sua equipe Red Bull Surfe, a bebida energética enviou a agência Taow para filmar o surf da costa do Tahiti usando uma câmera de vídeo de 360 º . As ondas de Teahpoo conhecidas pelo grau de dificuldade, atingem alturas de 20 a 30 pés, mas quebram em cima de bancos de areia. As imagens do filme você pode curtir no site redbullsurfing.com. "A Red Bull lançou o filme no site para permitir que os surfistas do mundo todo compartilhem os vídeos", afirma Nate Warner, gerente de marketing interativo da Red Bull. "A Red bull não faz coisas como todos os outros. Para um projeto como este, formamos um núcleo de surf", disse Warner. A agência Taow decidiu utilizar uma câmera de 360 para testar uma nova forma de filmar uma campanha de publicidade, mas também para criar uma experiência interativa, pois as cenas podem ser assistir várias vezes, a partir de diferentes ângulos.

Liga Francesa tenta vender direitos internacionais

A Ligue de Football Professionnel (LFP) - Liga Francesa de Futebol - está procurando agências de marketing que se interessem em vender os direitos internacionais da Ligue 1 por quatro temporadas (2008-09 a 2011-12). Todas as agências interessadas devem contatar a LFP, antes da data limite - 1 de março. O Canal + e a operadora de celular Orange têm fechado com a Liga francesa, durante os próximos quatros anos, contratos no valor de € 668 milhões pelos direitos na França. O Canal + já era o detentor dos direitos de transmissão da Ligue 1, tendo pago pelo anterior contrato 650 milhões de euros por ano. O Canal + adquiriu os direitos para nove dos 12 pacotes em oferta, incluindo dois dos três pacotes premium que incluem a transmissão de um jogo nos domingos à noite, o pacote de pay-per-view de todos os jogos da Liga, além da transmissão de dois programas desportivos com os resumos da jornada. A Orange adquiriu os direitos para os restantes três pacotes, incluindo os direitos dos jogos de sábado à noite. Dos €668 milhões de euros do pacote conjunto, a Orange pagou cerca de €208 milhões por temporada, enquanto o Canal Plus gastará €460 milhões, reduzindo desta forma a sua participação monetária, embora tenham subido o valor total dos direitos TV da Ligue 1, devido à entrada no negócio da Orange.

Indianápolis luta pelo Super Bowl em 2012

Indianápolis quer ser a cidade anfitriã do Super Bowl em 2012. Essa não é a primeira vez que a cidade pleiteia a chance de ter o evento. No ano passao perdeu a candidatura de 2011, quando os proprietários da NFL elegeram Dallas como anfitriã, em parte porque a cidade inaugura, ano que vem, o maior estádio da NFL que custou US$ 1 bilhão. Concorrem com Indianapolis, Houston e Glendale, Ariz. Os donos da devidem onde será o evento em Atlanta, em maio.