14 de dez de 2008

Ronaldo quer ser um fenômeno de marketing no Timão

A presença de Ronaldo nos gramados vestindo a camisa do Corínthians parece ser um mero detalhe diante do enorme retorno de mídia que o recém-contratado jogador já está proporcionando ao Timão nos campos do marketing. Desde que anunciou o acordo com o time paulista, o atacante vem sendo o centro das atrações nos principais veículos de mídia nacionais e internacionais. A Nike, pessoal do jogador e fornecedora de uniformes do clube do Parque São Jorge, também não perdeu tempo e logo colocou Ronaldo para trabalhar a imagem. O jogador participou, ao lado da medalhista olímpica Maurren Maggi da inauguração de uma loja na Vila Madalena, zona oeste de São Paulo. As ações de marketing relacionadas ao Fenômeno não param por aí: bonecos, camisetas, copos, fraldas, pijamas, cadernos e até cuecas vão aparecer no mercado com a marca R9. Opções não vão faltar. Pelo contrato, a R9, empresa de Ronaldo, terá direito a porcentagens que podem variar de 15% a 30% sobre tudo o que for vendido com a marca dele nas lojas oficiais do Timão. Essas receitas, associadas ao que vai receber dos patrocinadores do uniforme, somarão ao craque cerca de R$ 10 milhões para jogar um ano no clube. "O Ronaldo vai gerar muito dinheiro ao Corinthians e a ele mesmo. É unir o útil ao agradável, que para ele será voltar a jogar bem e para nós ter o Fenômeno no bando de loucos"- disse o vice-presidente de marketing, Luiz Paulo Rosenberg. As idéias para usar a marca Ronaldo são inúmeras, explicou o gerente de marketing Caio Campos. Segundo ele, o foco neste início é fixar a imagem do craque com o Corinthians. O cartunista Ziraldo entrou na brincadeira e lançou o "Dentão", versão dentuça do Mosqueteiro, símbolo do Corinthians revitalizado recentemente pelo escritor, que lançou também o Mosquetinho, voltado para o público infantil. O Dentão vai se juntar aos outros dois em camisas e até na confecção de bonecos. Ainda não foram divulgados os patrocinadores que bancarão a maior parte dos rendimentos do atleta. Bradesco, Itaú e Fly Emirates seguem na briga pelo espaço nobre, frente e costas, e a R9 trabalha a venda das mangas e dos calções, junto com os responsáveis pelo marketing corintiano.

Redação Sport Marketing