29 de dez de 2008

Projeto Golfe Nota 10 sai em busca de patrocínio

A Comissão da Lei de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte autorizou a Federação Paulista de Golfe a captar até R$ 1.661.410,45 em recursos junto à iniciativa privada para aplicação no Projeto Golfe Nota 10. Os valores investidos serão deduzidos do Imposto de Renda, correspondendo no máximo a 1% do lucro líquido da empresa no ano. A FPG já tem 47 empresas cadastradas e eventuais propostas ainda passarão por uma fase de análise. “A grande vantagem para o empresário é que aqueles recursos que obrigatoriamente ele tem de repassar em impostos ao governo poderão ter retorno de mídia agora, dependendo da força do projeto que resolver ajudar”- explicou David Oka, gerente do Golfe Nota 10. “Podemos captar o valor autorizado somando as doações de uma ou mais empresas, desde que o teto estipulado não seja ultrapassado.” A meta do Golfe Nota 10 é atender 15 mil crianças do Estado de São Paulo a partir da captação de recursos, sendo 9 mil alunos da rede pública e 6 mil de escolas particulares – até hoje, em 1,5 ano de atividades, o projeto já atingiu 3.600 jovens.

Redação Sport Marketing