29 de dez de 2008

Novos boatos cercam a Honda

Tem gente que vive do marketing de espalhar boatos!Principalmente, na internet! Cerca de dois anos atrás, uma peça de plástico irritou a divisão de motocicletas Honda. Em formato que lembra uma cruz invertida, ela virou alvo de boatos, que, sugeriram que a peça, instalada no farol das motos Honda CG 150 Titan, era amaldiçoada. E-mails que circularam pela Internet davam conta de que a "cruz" era resultado de um pacto que o engenheiro projetista da moto teria feito com o diabo, para que ela fosse um sucesso de vendas. Depois de se recusar a atender a alguns pedidos do demônio, ele teria ficado doente e passou a pedir às pessoas que retirassem a peça. Por causa dos boatos, muitos proprietários atenderam ao "pedido". Irritada com a difamação, que deu origem a inúmeros e-mails de clientes, a Honda divulgou nota sobre o assunto, informando que a peça - chamada de Clamp H25 - era para proteger e posicionar adequadamente a fiação da parte interna do sistema de iluminação do farol e que, a retirada, reduziria a vida útil da fiação. Segundo um porta-voz da empresa ouvido pelo jornal O Estado de S. Paulo, na época, a Honda não descartou alterar o desenho da peça para evitar problemas. Mas, apesar dos boatos infundados, as vendas da CG 150 Titan tiveram grandes resultados! Agora, os boatos não difamam a marca, mas rondam, desta vez, sobre o futuro da escuderia na F1. O site Autosport lançou dúvidas sobre a compra da Honda pelo empresário mexicano Carlos Slim. De acordo com a publicação, o segundo homem mais rico do mundo e dono do gigante das telecomunicações Telmex não é o único interessado na compra da escuderia. O site destaca que o controle da Honda está entre Slim; o empresário David Richards, dono da Provide; o magnata grego Achilleas Kallakis; e um grupo suíço não revelado. No sábado o jornal italiano "La Stampa" divulgou na página na internet que Slim - dono, no Brasil, da Embratel e da Claro - já inclusive escolhera os pilotos para a temporada 2009: o britânico Jenson Button e o estreante brasileiro Bruno Senna, que tem patrocínio da Embratel (ler matéria arquivo Sport Marketing: Honda tem novo dono e Bruno Senna está garantido). Os dirigentes da escuderia japonesa vieram a público negar os boatos. Em entrevista ao jornal Daily Telegraph, o diretor técnico Ross Brawn revelou que não há negociações com Slim."Nós adoraríamos que esses rumores fossem verdade, mas não passam de pura especuçação. Trata-se de um desses boatos que ganham vida própria"- disse Brawn, que se mantém confiante em encontrar um comprador para a Honda: "Temos tido um grande nível de interesse. Agora chegamos ao estágio de analisar quem são os candidatos mais sérios. Estamos todos esperançosos de que algo vai acontecer no início do ano que vem". Para encerrar de vez todos os boatos sobre a suposta compra do Honda, o bilionário Carlos Slim também se pronunciou. O empresário enviou comunicado à imprensa e negou que tenha planos de entrar na F1 e que não há nenhuma negociação para adquirir o espólio da Honda. "A Telmex informa que Carlos Slim Helu não comprou ou mantém qualquer negociação com a equipe Honda de F1. Todas as informações sobre este assunto não têm base e são completamente falsas"-finalizou o comunicado.

Redação Sport Marketing