3 de dez de 2008

Escuderias não pagam buraco de Höckenheim

A BMW e a Mercedes-Benz não vão pagar o buraco financeiro do circuito de Höckenheim, que ameaça sair do calendário mundial da F1. De acordo com o jornal germânico Mannheimer Morgen, o governo agendou um encontro com as escuderias alemães e os proprietários do circuito com o objetivo de encontrar uma solução para o caso. "As equipes e os fabricantes são responsáveis pelo esporte, não servem para financiar as corridas" - deixou claro o diretor da Mercedes-Benz, Norbert Haug.

Redação Sport Marketing