3 de dez de 2008

Adidas ameaça FINA

Depois da saída da Nike, é agora a Adidas que ameaça deixar de fabricar equipamentos de natação, caso a Federação internacional (FINA) não coloque um fim na utilização dos maiôs Speedo LZR. Digerindo mal os 70 recordes do mundo (entre 90) obtidos por atletas equipados com os maiôs da Speedo, a Adidas pondera deixar a água por considerar estar perante uma concorrência desleal, alegando que os LZR violam as leis da natação. A Adidas foi a primeira marca a construir um maiô completo, à base de tecidos da pele de tubarão, precisamente o fato que equipou durante anos Ian Thorpe e valeu dezenas de recordes. Quanto à FINA, parece cada vez mais na berlinda. Depois de se ter congratulado com a chuva de recordes obtidos em Beijing, a saída de duas grandes marcas, num momento em que os patrocinadores não abundam, tem de ser gerida com delicadeza. A promessa de que tudo será revisto no próximo congresso, no Verão, ganha mais força. (ler matérias arquivo Sport Marketing: Speedo lança novos modelos olímpicos; Sport Marketing: Tecnologia Speedo acusada de proporcionar recordes; Sport Marketing: FINA libera novos modelos de maiôs; Sport Marketing: Nike cede espaço olímpico para maiôs Speedo; Sport Marketing: França mela maiô LZR Racer Speedo; Sport Marketing: Adidas se empenha em maiô olímpico mais eficaz ...; Sport Marketing: Speedo, medalha de ouro de marketing em Beijing; Sport Marketing: César Cielo não renova com Speedo).

Redação Sport Marketing