4 de nov de 2008

Vivo e CBF fazem as pazes

Depois de alguns capítulos desagradáveis na justiça, entre a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e a Vivo (ler matéria arquivo Sport Marketing: CBF terá de cumprir contrato de publicidade com a ...), a entidade e a operadora de telefonia móvel fizeram as pazes. O 'acordo de paz' veio por meio de um aditivo ao contrato de patrocínio das seleções brasileiras de futebol celebrado em janeiro de 2005 e contempla a presença da empresa de telefonia móvel como patrocinadora oficial da Seleção Brasileira de futebol na Copa do Mundo de 2014 a ser realizada no Brasil. Os valores foram de US$ 15 milhões (pouco mais de R$ 30mi) anuais pelos próximos seis anos. Ao reafirmar o compromisso de apoiar todas as categorias das seleções de futebol do Brasil, a Vivo levou em conta não apenas a visibilidade da marca e os conteúdos desenvolvidos para celular exclusivos aos seus clientes, mas principalmente a possibilidade de conectar a base de mais de 42 milhões de clientes à paixão pelo futebol e à sua maior expressão, a Seleção Brasileira. Além da presença da marca em uniformes, a parceria entre Vivo e CBF permite que os clientes da empresa acessem conteúdos exclusivos da Seleção Brasileira por meio de um wapsite especial (leia matérias arquivo Sport Marketing: Itau fecha com CBF; Sport Marketing: CBF condenada pela Coca-Cola; Sport Marketing: Filha do presidente da CBF tem cargo na Copa de 2014).

Redação Sport Marketing