30 de nov de 2008

Motorola satisfeita com David Beckham

Apesar da crise financeira mundial forçar muitas empresas a cortare investimentos em marketing esportivo, a Motorola segue contando com o sucesso e a imagem do fenômeno de publicidade David Beckham. Os outdoors de Beckham com o celular Razr Motorola tornaram-se
uma visão familiar, desde que o ex-jogador do Manchester United, Real Madrid e da seleção da Inglaterra fechou contrato de endosso da gigante para campanhas de marketing global. A Motorola afirma que a popularidade da imagem do jogador ajudou a empresas em marcados como Ásia, África e Oriente Médio. Beckham assinou com a Motorola em maio de 2006, antes da Copa do Mundo da Alemanha. "David Beckham é possivelmente o rosto mais reconhecível no mundo e, definitivamente, o jogador mais carismático de sua geração" - disse Jeremy Dale, gerente de marketing da Motorola no seminário de negócios do futebol Soccerex, realizado em Johannesburg. "Ele também é adorado em mercados onde nossa marca não era tão forte. Antes de assinarmos com David, a Motorola tinha um movimento lento na China e em alguns outros países. David tem uma atração que não se restringe ao campo. Ele atrai atenção onde vai. Ele transcende esporte" - acrescentou. No Japão, o efeito de Beckham persuadiu rede móvel DoCoMo a adquirir o Razr. "Em uma semana nós fomos para o topo de vendas no mercado japonês" - disse Jeremy Dale. Na China, a presença de Beckham em Beijing, em dezembro de 2007, no lançamento do Razr 2 resultou em ganhos para a Motorola de US$10m em cobertura de mídia e a visita resultou em um recorde de 500 milhões acessos no site sina.com. "Se você comprar um endosso de uma estrela do esporte, você tem que poder mostrar um retorno" - acrescentou Dale. Agora, a Motorola se prepara para expandir atuação na Itália, aproveitando a ida de Beckham, por empréstimo, ao Milan. "A ida de David ao Milan significará um crescimento na Europa para nós. Ao longo dos anos, tem sido muito fácil trabalhar com ele" - finalizou. Terry Byrne, gerente pessoal da carreira de Beckham nos últimos seis anos, diz que existe muita concepção errada sobre compromissos de patrocínio do jogador. "Nós não permitimos qualquer atividade comercial 48 horas antes de um jogo" - afirmou Byrne. Em 2003, o time de Beckham decidiu reduzir o número de negócios dele de 14 para cinco. "Ele aceitou, a fim de trabalhar apenas com as melhores companhias". Além da Motorola, Beckham também endossa os produtos da Pepsi, Adidas, Giorgio Armani e Sharpie (ler matérias arquivo Sport Marketing: Pepsi desenvolve água com a marca David Beckham; Sport Marketing: Pepsi transforma Beckham em Indiana Jones; Sport Marketing: Beckham grava comercial da Adidas; Sport Marketing: O boneco David Beckham; Sport Marketing: David Beckham vende mais que NBA; Sport Marketing: Escolinhas David Beckham lançam livros; Sport Marketing: Milan confirma David Beckham; Sport Marketing: David Beckham assina com a Sharpie; Sport Marketing: David Beckham é garoto propaganda da Emporio Armani; Sport Marketing: Mural gigante de Beckham de cuecas pára o trânsito; Sport Marketing: David Beckham é estrela do encerramento dos Jogos ...; Sport Marketing: Pesquisa aponta dados interessantes do patrocínio ... ). De acordo com o revista americana Forbes, o jogador ganhou, em publicidade, mais de US$50m este ano, com um salário básico de US$55m que ganha do LA Galaxy.
Redação Sport Marketing